Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Aula Aberta de Design de Som com Raquel Castro

14 dezembro, 2021
Aula Aberta
Aula Aberta
© DEI/CISUC

No dia 14 de dezembro, pelas 16h00, na sala C5.2, realiza-se uma Aula Aberta de Design de Som com Raquel Castro, investigadora de paisagens sonoras, realizadora de documentários e curadora de arte, intitulada "Entre o Audível e o Visível, uma reflexão sobre investigação prática a partir de SOA".

Entre o Audível e o Visível, uma reflexão sobre investigação prática a partir de SOA

Investigar não é mais do que querer saber. Fazer filmes, desde a conceção à captação e posteriormente a edição, é uma outra forma de olhar para o mundo, que permite incorporar uma narrativa científica mas expandi-la através da experimentação e da prática artística. SOA é um filme-ensaio dedicado à escuta e um produto de várias camadas, em que arte sonora, ambientes sónicos e entrevistas criam níveis de significado complexos que a audiência deve co-produzir. O seu maior desafio é o tratamento audiovisual da palavra dita para construir uma narrativa, acrescentando a experiência sensorial ao pensamento crítico e intelectual. Transgredindo muitas vezes normas formais e conceptuais, o filme-ensaio dilui fronteiras disciplinares e conduz a um ambiente de investigação colaborativo e polifónico, ao mesmo tempo que contesta a posição privilegiada do texto escrito dentro da Academia.

Sobre Raquel Castro:

O seu trabalho baseia-se na relação entre som, arte, ambiente e urbanismo e tem vindo a ser desenvolvido em diferentes formatos. É investigadora de paisagens sonoras, realizadora e curadora. Fundadora e diretora do festival de arte sonora Lisboa Soa e do simpósio internacional Invisible Places. É doutorada em Comunicação e Artes pela FCSH-UNL com a tese “Contributos para uma análise da paisagem sonora: som, espaço e identidade acústica”. As suas atividades enquanto investigadora e curadora resultaram em diferentes documentários, como Soundwalkers (2008) e SOA (2020), onde entrevistas, arte e ambientes sonoros se combinam para alargar a consciência sobre som. Em 2021, foi selecionada pela rede europeia de festivais de música Sounds Now para fazer a curadoria da exposição Sound Art in Public Spaces. É investigadora integrada do CICANT / Universidade Lusófona, onde participa em projetos que se se debruçam sobre a experiência aural nos territórios urbanos.