Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Aula Aberta "As relações entre humanos e dispositivos inteligentes – alguns aspetos ético-jurídicos"

30 setembro
AULA ABERTA
AULA ABERTA
© DEI

Realiza-se, no dia 30 de setembro, pelas 17h00, uma Aula Aberta conduzida por Ana Elisabete Ferreira, do Centro de Direito Biomédico da UC, subordinada ao tema "As relações entre humanos e dispositivos inteligentes – alguns aspetos ético-jurídicos". A Aula Aberta enquadra-se na unidade curricular de “Inteligência Artificial Centrada no Humano”, do Mestrado em Engenharia e Ciência de Dados.

Link para aceder: https://videoconf-colibri.zoom.us/j/87638937695?pwd=RE1qWE5vaTVseDE4Y1p5d2pISWdwUT09

Resumo:
Da relação entre seres humanos e dispositivos dotados de inteligência artificial sobrevêm questões relevantes de natureza ética e jurídica. Analiticamente, os desafios colocam-se a montante e a jusante desta relação: a montante, encontramos o grande repto da programação ética – i.é., como, quando e o que programar, de modo a garantir que os inputs preservam e correspondem a um «modo de ser» humano –; a jusante, confrontamo-nos com a necessidade de ressarcir danos causados por aqueles dispositivos – ou seja, com a carência de regras que respondam ao como e ao quanto da intervenção normativa e sancionatória. Sucede que nenhum destes desafios é pensável isolada e univocamente e implica tomadas de posição técnicas e filosóficas. Quando falamos de robôs ou aplicações de software dotadas de inteligência artificial, o grau de autonomia que apresentem é determinante. Do ponto de vista ético-jurídico, esse grau de autonomia vai delimitar se se trata de uma coisa ou de um agente, implícito ou explícito. A resposta a esta questão, por sua vez, condiciona diretamente a questão de saber quem responde, e como, aos danos causados.

Nota biográfica:
Ana Elisabete Ferreira é licenciada e mestre em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra e doutorada em Bioética pela Universidade Católica Portuguesa. É Professora Adjunta convidada da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Leiria. É investigadora associada do Centro de Direito Biomédico e investigadora colaboradora do Instituto Jurídico da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra.