Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Jason Bolito

Mestrando em Computação, especialidade Inteligência Artificial, na Australian National University in Canberra (Austrália), 2016

Jason Bolito

- Onde fez o seu ensino secundário e porque escolheu estudar Matemática na UC? 
Frequentei o ensino secundário na Escola Secundária José Falcão. A Matemática foi desde sempre a disciplina que mais me marcou e tive o privilégio de ter uma grande professora que nos encorajava a procurar o “porquê” dos resultados que apresentava. A mesma professora recomendou o Departamento de Matemática da Universidade de Coimbra pelo seu elevado prestígio e reconhecimento tanto a nível científico como pedagógico, e realçou em particular a excelência do corpo docente.

- Que memória guarda dos anos que estudou na UC?
As memórias do meu tempo na UC encontram-se entre as melhores da minha vida. O espirito predominante na UC foi sem dúvida um de camaradagem. Este espírito não envolveu apenas os amigos que fiz mas também alguns professores que ajudaram a moldar o percurso que fui tendo e foram, em parte, responsáveis pelo meu crescimento tanto a nível matemático como pessoal.

- Qual foi o seu percurso depois de estudar na UC? 
Através do DMUC consegui um estágio curricular na onCaring, uma empresa do grupo Critical, onde participei num projeto de investigação que culminou com a minha tese de mestrado. Imediatamente após a submissão da tese fui contratado pela mesma empresa para liderar o mesmo projeto iniciado na tese e participar em projetos paralelos que a empresa tinha com a UC. Durante o meu tempo na onCaring, fui introduzido à área de Inteligência Artificial, área pela qual me apaixonei. O meu fascínio pela Inteligência Artificial levou-me a inscrever-me no mestrado na mesma área na ANU onde me encontro presentemente.

- Que importância teve para o seu percurso profissional a formação matemática que adquiriu no DMUC?
Creio que para além das inúmeras competências matemáticas que o DMUC procura desenvolver nos seus alunos as mais importantes no meu percurso foram a formulação e a resolução de problemas e espirito crítico.