Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Natalha Benatti

Mestranda em Matemática Aplicada na Universidade Federal do Paraná (Brasil), 2015

Natalha Benatti

- Onde fez o seu ensino secundário e porque escolheu estudar Matemática na UC?
Estudei todo o ensino secundário no Colégio Estadual Desor Hamilton B. Velasco, localizado na cidade de Palminópolis, Goiás, Brasil. Ingressei no curso de Licenciatura em Matemática na Universidade Federal de Goiás - UFG, através do qual um ano mais tarde tive a oportunidade de me inscrever e participar de um projeto enviado ao Programa de Licenciaturas Internacionais - PLI, usufruindo do êxito do projeto tive a dádiva de estudar dois anos na Universidade de Coimbra. Neste projeto havia possibilidade de inscrição em outras universidades de Portugal ou França, mas os professores da UFG que escreveram e deram vida ao projeto, com sabedoria, optaram pela melhor Universidade para enviar seus alunos, a UC. Afinal, eu não escolhi a UC, mas se eu pudesse a escolheria! Digo isso com toda sinceridade, pois já tinha conhecimento de seus encantos, costumes, histórias e sua fama na área da Matemática.

- Que memória guarda dos anos que estudou na UC?
São tantas as memórias que guardo da UC, todas muito boas e enriquecedoras. Memórias de árduos estudos debruçada sobre livros e trajada com nosso lindo traje acadêmico, mas também memórias de satisfação ao ser aprovada em cada cadeira. Memórias de auxílio, tanto da parte dos professores quanto dos colegas, da madrinha, na UC ninguém fica sozinho, a menos que se queira. Fiz amizades na UC para levar pra vida inteira. Boas memórias das nossas festas, dos cortejos, serenatas, jantares de curso, queima das fitas... memórias que só um estudante da Universidade de Coimbra pode ter. Ah, que orgulho tenho de ter feito parte da UC, essa história que começou há 727 anos atrás! E por fim, mas não menos importante, trago memórias [não só as memórias] de um amor que nasceu na Universidade de Coimbra. Sim, foram nas delimitações do DMUC que conheci o grande amor da minha vida, Kléber Benatti, onde pudemos viver e regar esse sentimento por dois anos em Coimbra [a cidade dos amores] e hoje, completamos dois anos de casamento. Não há possibilidade de contar nossa história sem citar a UC.

- Qual foi o seu percurso depois de estudar na UC? 
Após a minha volta da UC para a universidade de origem, a UFG, pude concluir o curso com sucesso no decorrer de um ano, encerrando assim a licenciatura sanduíche. De imediato ingressei no Mestrado em Matemática Aplicada na Universidade Federal do Paraná - UFPR, onde me encontro agora no final dessa etapa de dois anos. A minha área de pesquisa é Otimização, com ênfase em Machine Learning e Otimização sem derivadas.

- Que importância teve para o seu percurso profissional a formação matemática que adquiriu no DMUC?  
Dar continuidade nos estudos com o Mestrado, e futuramente com um Doutorado, foi sem dúvidas através da boa formação matemática que o DMUC pôde me proporcionar. Acredito que sem ter no currículo a dupla diplomação em Licenciatura em Matemática com a UFG e UC dificilmente as "portas" da vida acadêmica se abririam para mim da maneira em que foram abertas. A base matemática, a autonomia, a capacidade de abstração e raciocínio lógico adquiridos foram, são e continuarão sendo, essenciais para a minha vida como matemática, como aluna e como futura professora.