Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Novo livro | Pitaia e açaí - poemas de amor e várias canções talvez desesperadas

11 junho
capa do livro
capa do livro

Pitaia e açaí - poemas de amor e várias canções talvez desesperadas

Boaventura de Sousa Santos | Confraria do Vento, 2021


Acabou de ser publicado um novo livro intitulado “Pitaia e açaí - poemas de amor e várias canções talvez desesperadas”. A obra, da autoria de Boaventura de Sousa Santos foi publicada pela Confraria do Vento.

"Amo-te como se tudo fosse pouco

e o mundo para ser são

tivesse de ser louco

Separam-nos mil viagens e naufrágios

o meu barco andou por mil deshoras e desordens

desaprendeu de chegar em porto seguro

não sabe recolher as velas

a quilha arrefece

o lastro inunda-se

em vez de ancorar

afunda-se

Os deuses do impossível velam por nós

unem-nos galáxias e calendários

a mesma idade em épocas diferentes

à mesma hora de tantos continentes

Não poderemos amar até ao limite das estrelas

ficaremos longe

não poderemos vê-las

não teremos tempo

nem falta de tempo"

__________________________________________________________________________________

BOAVENTURA DE SOUSA SANTOS é sociólogo e poeta. Tem livros publicados, em diversas línguas, sobre globalização, sociologia do direito, epistemologia, democracia e direitos humanos. Como poeta, publicou, entre outros, O rosto quotidiano e, pela Confraria do Vento, 139 epigramas para sentimentalizar pedras, Crônicas de Acabária, Manifesto antipteridófitas, Rap global e Escrita INKZ: antimanifesto para uma arte incapaz.