Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Crises, Trabalho e Desproteção Social: Brasil e Portugal diante da armadilha neoliberal

2 março
CES
CES
© CES

Seminário

Crises, Trabalho e Desproteção Social: Brasil e Portugal diante da armadilha neoliberal

2 de março de 2022, 14h30


Apresentação


Nas últimas décadas, atravessadas por duas crises globais distintas, a contrarrevolução neoliberal levou por todo o mundo a erosão dos direitos laborais, concentração de rendimentos e desproteção social, gerando desigualdade e pobreza. O seminário proposto procurará refletir sobre a articulação entre neoliberalismo, trabalho e proteção social, tendo por referência os casos brasileiro e português. Procurar-se-á demonstrar que a países muito distintos, como são Brasil e Portugal, foram recomendadas ou impostas políticas econômicas semelhantes, que produziram impactos sociais e sobre o mercado de trabalho amplamente negativos. Nas duas crises analisadas, e em ambos os contextos nacionais, argumentar-se-á que quanto mais distantes dos preceitos e das políticas neoliberais, tanto mais exitosas foram as respostas governamentais.


Notas biográficas

Tiago Oliveira é economista e doutorado em Desenvolvimento Econômico, na área de concentração em Economia Social e do Trabalho, pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp, Brasil). Desde 2019 é investigador de pós-doutorado no Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra.

Jorge Caleiras é sociólogo e doutorado em Sociologia pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra. É quadro superior do Instituto da Segurança Social desde 1998.

Moderadador: Pedro Hespanha. Sociólogo. Professor Jubilado da Faculdade de Economia de Coimbra e Membro Fundador do Centro de Estudos Sociais.