Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Ciclo de Conferências sobre inovação social e empreendedorismo social e solidário

6 novembro
Estudantes MISIE
Estudantes MISIE
© FEUC

No âmbito da unidade curricular Contextos e Práticas de Empreendedorismo Social, do 2º ano no MISIE realizam-se, até dezembro de 2020, entre as 17h e as 20h (hora de Lisboa) um conjunto de conferências em torno dos temas da inovação social, empreendedorismo social, economia social e solidária e empresas sociais.

Para provar que o momento atual não tem de significar distanciamento social, aproveitamos a viragem eletrónica para reforçar a aproximação entre Portugal e o Brasil, que caracteriza o MISIE, realizando as conferências online. Estas serão abertas ao público através da plataforma Zoom, na seguinte ligação:

https://videoconf-colibri.zoom.us/j/93719225323?pwd=L2F6OEVHYWYwM2p1Y3hEcGJXSjRpQT09

Programa:
9/10  A Economia Social e Solidária e Empresas Sociais na América Latina, por  Luiz Inácio Gaiger (UNISINOS, Brasil)

16/10  Incubadoras Sociais de inovação e microempreendedorismo, com Fa.vela (João Souza) e I9Social (Clara Cruz Santos e Filipe Cardoso)

6/11  Trajetórias individuais e projetos de empreendedorismo social, com ColorADD (Miguel Neiva) e Feito Vó (Irene Cavalieri)

13/11 Metodologias e desafios da avaliação do impacto da intervenção social, por Mónica Lopes (CES)

20/11 Workshop “os desafios do distanciamento nas organizações de proximidade”, org. Secção Sociedade Civil, Economias Alternativas e Voluntariado, da Associação Portuguesa de Sociologia

27/11  Ecossistemas de Inovação: Uma Proposta Conceptual e Metodológica, por Hugo Pinto (CES)

4/12  A economia solidária e as empresas sociais nos Açores, com Cresaçor (Inésia Pontes) e Kairós (Pedro Gouveia)


As conferências possuem uma dupla natureza, académica e prática. Três sessões abordarão temas a partir de trabalho de investigação desenvolvido por reputados especialistas. O Professor Luiz Inácio Gaiger (UNISNOS, Brasil) abordará o tema a economia solidária e as empresas sociais na América Latina a Doutora Mónica Lopes (Centro de Estudos Sociais) abordará o tema da avaliação de impacto na intervenção social e o Professor Hugo Pinto (CES) abordará o tema da inovação social e dos seus ecossistemas.

Três sessões trazem-nos casos práticos de trajetórias pessoais, projetos e organizações de inovação social e empreendedorismo social. Dedicamos uma sessão ao caso das incubadoras sociais. João Souza, estudante do MISIE, apresenta o projeto que desenvolveu FA.VELA, em Belo Horizonte, descrita como “a primeira aceleradora de base favelada do Brasil”. Clara Cruz Santos (docente do MISIE) e Filipe Cardoso (Skillent) apresentam a I9Social, uma incubadora social desenvolvida por um consórcio de organizações de Coimbra e apoiada no âmbito do Portugal – Inovação Social.

Uma segunda sessão de cariz prático dedica-se a empreendedores sociais que desenvolveram projetos de inovação social. Interessam-nos os projetos mas, sobretudo as trajetórias pessoais que resultaram nestes projetos. Teremos connosco o Dr. Miguel Neiva, criador do código para pessoas daltónicas e do projeto ColorADD, com origem em Portugal e disseminado em vários países e a Dra. Irene Cavalieri, antiga estudante do MISIE, fundadora do projeto Feito Vó, um projeto de artesanato e saúde para um envelhecimento sustentável.

Na terceira sessão prática teremos o caso especial dos Açores que, segundo alguns autores, foi o local onde nasceu a economia solidária em Portugal. Aqui existe uma dinâmica muito significativa de empresas sociais numa perspetiva de economia social e solidária que será demonstrada por dois dos seus protagonistas principais. A Cresaçor – Cooperativa Regional de Economia Solidária será apresentada pela Dra. Inésia Pontes e a Kairós – Cooperativa de Incubação de Iniciativas de Economia Solidária, será apresentada pelo Dr. Pedro Grouveia.

Temos ainda um terceiro tipo de evento, este coorganizado com a Secção Sociedade Civil, Economias Alternativas e Voluntariado, da Associação Portuguesa de Sociologia. Será um encontro sobre “Os desafios do distanciamento nas organizações de proximidade” que procurará debater o modo como a pandemia e as contingências do distanciamento social afetaram as relações humanas nas organizações de serviços sociais e da economia solidária e as iniciativas da sociedade civil em resposta às consequências da pandemia. O programa deste evento será divulgado em breve.