Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Diretor da FEUC recebe Medalhas de Mérito Municipal

7 junho
Álvaro Garrido
Álvaro Garrido
© FEUC

Diretor da FEUC recebe Medalhas de Mérito Municipal


O diretor da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (FEUC), Álvaro Garrido, vai ser duplamente agraciado pelos Municípios de Ílhavo e Estarreja em reconhecimento pelo valor e excelência do seu percurso pessoal e profissional.


No dia 10 de junho, pelas 17h, no Centro Cultural de Ílhavo, é-lhe atribuída a Medalha de Mérito Municipal da Câmara Municipal de Ílhavo, cidade onde dirigiu o prestigiado Museu Marítimo. Por sua vez, no dia 13 de junho, pelas 15h, no Cine-Teatro de Estarreja, recebe a Medalha de Mérito Municipal da Câmara Municipal Estarreja, cidade de onde é natural.

___________________________________________________________________________



Álvaro Garrido é historiador e professor catedrático da FEUC, instituição onde é docente desde 1995. Combinado com a atividade docente, o seu percurso de investigação tem sido realizado no Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX (CEIS20). Tem dedicado os seus estudos à História Económica e Social, em especial à história das instituições económicas do Estado Novo português, história do corporativismo económico e da economia social. Ao longo das duas últimas décadas construiu uma especialização consolidada nos temas das pescas e da economia do mar, que se estendeu à problemática do corporativismo económico e, mais recentemente, ao estudo das ideias e instituições identificadas com o conceito de economia social. Foi ao abrigo destas várias temáticas que foi distinguido com sete prémios de investigação, reveladores do reconhecimento nacional e internacional do seu trajeto de investigação.


Da sua produção científica destacam-se mais de 20 livros, dezenas de artigos e de capítulos de livros de grande circulação nacional e internacional. A que se junta ainda um vasto conjunto de escritos de comunicação cultural, guiões para filmes e exposições à reedição crítica de obras de grande significado para a memória social das comunidades marítimas. A este respeito, é autor de dois filmes de documentário da RTP (2007 e 2009) e co-autor do projecto do Museu das Pescas de Maputo, Moçambique.


De entre os seus livros mais recentes, destacam-se (como autor, co-autor ou co-organizador) os seguintes: O Estado Novo e a Campanha do Bacalhau (Lisboa, Círculo de Leitores/Temas & Debates, 2010); Corporativismos, Fascismos, Estado Novo (Coimbra, Almedina, 2012); Cooperação e Solidariedade. Uma História da Economia Social (Lisboa, Tinta da China, 2016); Queremos uma Economia Nova! Estado Novo e Corporativismo (Porto Alegre, Brasil:EDIPUCRS, 2018); A Economia Social em Movimento. Uma História das Organizações (Lisboa, Tinta da China, 2018); As Pescas em Portugal (Lisboa, Fundação Francisco Manuel dos Santos, 2018); Too Valuable to be Lost. Overfishing in the North Atlantic since 1880 (Berlin-Boston, De Gruyter, 2020); Il Portogallo di Salazar. Economia, Política, Società (Bologna, Bononia University Press, 2020); Um vírus que nos (re)une: reflexões da FEUC (Porto, Vida Económica, 2020).