Destaque

Ministra da Coesão Territorial abre ano letivo no MBA para Executivos da FEUC

10 outubro, 2022≈ 4 mins de leitura

No dia 14 de outubro, às 18h30, terá lugar no Auditório da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (FEUC) a sessão de abertura do ano letivo do MBA para Executivos. O evento contará com intervenções do Diretor da FEUC, Álvaro Garrido, do Coordenador do curso, Pedro Torres, e do Presidente do Clube MBA, Hugo Matos. O ponto alto da sessão é a conferência intitulada “A importância da descentralização e da regionalização para a coesão territorial”, proferida por Ana Abrunhosa, Ministra da Coesão Territorial.

Ana Abrunhosa é licenciada, mestre e doutorada pela FEUC. Docente da FEUC desde 1995, a sua investigação centra-se nos temas da economia do desenvolvimento regional, área de estudos que tem uma forte tradição na FEUC, e também na economia e gestão da inovação. Lecionou no MBA, onde dinamizou diversos seminários com a presença de entidades públicas e privadas relacionadas com a inovação, contribuindo para a ligação do curso ao ecossistema empreendedor. Foi Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), de maio de 2014 a outubro 2019.

O MBA para Executivos tem uma forte componente prática e alia a experiência única numa universidade com mais de 700 anos de excelência académica a um plano de estudos orientado para o futuro da liderança na economia global, assente numa comunidade cooperante e inspiradora. O curso destina-se a profissionais que, independentemente da sua formação de base, ambicionam desenvolver competências de gestão e adquirir uma formação de topo que lhes permita progredir enquanto líderes nas suas áreas de atividade. O MBA da FEUC confere especial atenção a temas que condicionam a atividade das organizações, mas que também constituem oportunidades, tais como a sustentabilidade e a transformação digital. Alarga-se, assim a perspetiva dos participantes em relação ao contexto em que exercem as suas atividades. Nesse sentido, o tema da sessão de abertura tem especial relevância. Dado que o tema proposto pela ministra Ana Abrunhosa é de grande centralidade na vida pública portuguesa e tem um interesse particular para o desenvolvimento económico regional, a conferência é aberta ao público em geral.

Os participantes do MBA para Executivos têm diferentes formações académicas e experiências profissionais, o que torna o curso único. Em linha com as edições anteriores, a média de idades da turma de 2022/23 é de 38 anos. O curso contribui assim para a aprendizagem ao longo da vida, procurando ter impacto na sociedade. O plano de estudos da próxima edição do curso reforça ainda mais a ligação às empresas, contando com a participação de várias organizações. No próximo ano, serão realizados diversos seminários e workshops, a dinamizar por empresas, entre as quais o Instituto Pedro Nunes, o Biocant, a Deloitte, a EDP e a SHL.

Partilhe