Academia

Universidade de Granada atribui honoris causa a Boaventura de Sousa Santos

04 junho, 2022≈ 1 min de leitura

HONORIS CAUSA

Universidade de Granada atribui honoris causa a Boaventura de Sousa Santos

Num ato académico solene, presidido pela reitora Pilar Aranda Ramírez (descarregar discurso), que teve lugar no Crucero Bajo do Hospital Real, na sexta-feira, 3 de junho, às 11h30, a Universidade de Granada nomeou como novo "Doutor Honoris Causa" o professor Boaventura de Sousa Santos:

A distinção honoris causa agora atribuída a este académico junta-se às já conferidas pelas Universidade McGill (Canadá), Universidade de Brasília, Universidade Federal de Mato Grosso, Universidade Federal de Sergipe, Universidade Federal de Ouro Preto, Universidade La Salle, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Universidade Federal/Universidade Católica de Pelotas, Universidade Estadual do Maranhão, Universidade Federal de Pernambuco/Universidade Federal Rural de Pernambuco (Brasil), Universidad Nacional de Rosario, Universidad de Córdoba e Universidad de La Plata (Argentina), Universidad Iberoamericana (México), Universidade da Corunha (Espanha), Universidade de Roskilde (Dinamarca) e Universidad de Costa Rica (Costa Rica), Universidad Nacional Mayor de San Marcos (Peru) e Universidade Paris 8 (França).

Boaventura de Sousa Santos é catedrático em Sociologia do Direito pela Universidade de Yale, professor catedrático jubilado da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra e distinguished legal scholar da Universidade de Wisconsin-Madison. Foi também global legal scholar da Universidade de Warwick e professor visitante do Birkbeck College da Universidade de Londres. Dirigiu o projeto de investigação ALICE - Espelhos estranhos, lições imprevistas: definindo para a Europa um novo modo de partilhar as experiências o mundo, um projeto financiado pelo Conselho Europeu de Investigação (ERC), um dos mais prestigiados e competitivos financiamentos internacionais para a investigação científica de excelência em espaço europeu.

É diretor emérito do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES-UC) e coordenador científico do Observatório Permanente da Justiça (OPJ).

Partilhe