Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

A Universidade no Centro da Inovação Social - audio



Seminário Internacional: A Universidade no centro da inovação social: economias, tecnologias e conhecimentos

26/09/13, Sala Keynes, FEUC

Organização

Doutoramento em Sociologia

(Sílvia Ferreira e Beatriz Caitana)

Colaboração:

Doutoramento em Governação, Conhecimento e Inovação, CES/FEUC

(Tiago Santos Pereira)

Apoio:

Portal da Inovação Social/CES

Cartaz Seminário InovSocial



Conferências

Moderação: Sílvia Ferreira (FEUC)

 

AUDIO

(clique nas fotos abaixo para ouvir as conferências)



Genauto França Filho

Inovação social e incubação tecnológica no campo da economia solidária: elementos da realidade brasileira
Professor da Universidade Federal da Bahia. Pesquisador CNPq. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Estudos Organizacionais, atuando principalmente nos seguintes temas: economia solidária, associativismo, terceiro setor, economia popular e novas formas de solidariedade. Possui graduação em Administração pela Universidade Federal da Bahia (1991), mestrado em Administração pela Universidade Federal da Bahia (1993) e doutorado em Sociologia - Universite de Paris VII (2000).tumbnail JFF





Pedro Hespanha

Inovação e risco na economia solidária de raiz popular em Portugal
Sociólogo, doutorado pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra. Professor nesta Faculdade e Membro Fundador do Centro de Estudos Sociais, tendo presidido ao conselho científico desta instituição entre 2010 e 2013, integra o Núcleo de Políticas Sociais, Trabalho e Desigualdades (POSTRADE) e coordena o Grupo de Estudos sobre Economia Solidária (ECOSOL). Coordenador do Programa de Mestrado “Políticas Locais e Descentralização. As Novas Áreas do Social”. Tem investigado e publicado nas áreas dos estudos rurais, políticas sociais, sociologia da medicina, pobreza e exclusão social, economia social e solidária e economias popularestumbnail Pedro Hespanha


Tiago Santos Pereira

A Universidade entre a economia do conhecimento e a inovação social: diálogo ou concorrência?
Investigador do Centro de Estudos Sociais (CES), tendo sido entre 2006 e 2008 o seu Director Executivo. É cocoordenador do Programa de Doutoramento 'Governação, Conhecimento e Inovação'. Doutorado em Science and Technology Policy Studies pelo SPRU, Universidade de Sussex. Tem trabalhado na intersecção dos Estudos de Ciência e Tecnologia (STS) e dos Estudos de Inovação. Desenvolve a sua investigação no CES no âmbito do Núcleo de Estudos sobre Ciência, Economia e Sociedade (NECES). É actualmente Delegado Nacional no Comité de Programa do 7º Programa-Quadro Europeu, na prioridade das 'Ciências Socio-Económicas e Humanidades' e é membro do Network Board da rede ERA-NET NORFACEtumbnail Tiago Santos Pereira


Ana Dubeux

Construção do conhecimento e Economia Solidária: o papel da universidade e das instituições de pesquisa
Possui doutorado em Sociologia - Universite de Paris I (Pantheon-Sorbonne) (2004) e realizou estagio pos- doutoral no CIRAD Montpellier, França, UMR Innovation (2009). Professora adjunta da Universidade Federal Rural de Pernambuco, atuando durante os últimos anos em projetos de pesquisa-ação junto de grupos acompanhados pela Incubadora Tecnologica de Cooperativas Populares da UFRPE, participando da equipe que a coordena desde a sua fundação em 1999. Participou na fundação da Rede Universitária de Incubadoras Tecnológicas de Cooperativas Populares (Rede de ITCPs), e assume a coordenação nordeste em vários períodos assim como a coordenação nacional no período 2010-2012. No período 2009-2012, esteve à frente da coordenação do Centro de Formação em Economia Solidária do Nordeste do Brasil. Temáticas de pesquisa: sociologia e educação, a economia solidaria, a extensão rural e o desenvolvimento territorial rural sustentável.tumb ADubeux


João Arriscado Nunes

Como reinventar a extensão universitária? A experiência do projeto BIOSENSE
Professor Associado com Agregação da FEUC, cocoordenador do Programa de Doutoramento “Governação, Conhecimento e Inovação” e Investigador Permanente do Centro de Estudos Sociais. Foi Pesquisador Visitante na Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ), no Rio de Janeiro (2011-2012). Os seus interesses de investigação centram-se nas áreas dos estudos de ciência e de tecnologia (em particular, da investigação biomédica, ciências da vida e da saúde pública, da relação entre ciência e outros modos de conhecimento), da sociologia política (democracia, cidadania e participação pública, nomeadamente em domínios como ambiente e saúde) e teoria social e cultural (com ênfase no debate sobre as “duas culturas”).tumb JAN
  


Mesa Redonda: Inovações da relação entre a universidade e a sociedade

Moderação: Beatriz Caitana (estudante do Doutoramento em Sociologia)



Participantes



AUDIO

(clique nas fotos abaixo para ouvir as apresentações)

Incubadora Microninho

por Liliana Simões

Projeto SCRAM/CES

por Rita Serra

Centro de Formação em Economia Solidária/Pernambuco

por Ana Dubeux

Incubadora Tecnológica de Economia Solidária e Gestão do Desenvolvimento Territorial da Universidade Federal da Bahia (ITES/UFBA)

por Genauto França Filho, Osia Vasconcelos e Ariadne Scalfoni

Projeto BIOSENSE/CES

por João Arriscado Nunes

ECOSOL/CES - Grupo de Estudos Sobre Economia Solidária

por Aline Mendonça e Pedro Hespanha

Instituto Pedro Nunes

por José Ricardo Aguiar



Interpelação

Jorge Figueira

Divisão de Inovação e Transferências do Saber da Universidade de Coimbra

Tumbnail Mesa redonda



Apresentação das Iniciativas



Co-produção e co-difusão do conhecimento na relação entre a academia e a sociedade



Tumbnail Mesa redonda
Debate


Experiências participantes na mesa redonda



A Incubadora Tecnológica de Economia Solidária e Gestão do Desenvolvimento Territorial da Universidade Federal da Bahia (ITES/UFBA) é um programa de extensão da UFBA, envolvido também com pesquisa. Ela realiza assessoria a projetos de redes de economia solidária em diversos territórios empobrecidos do Estado da Bahia. Atualmente ela conta com um acúmulo no desenvolvimento de importantes projetos que ocupam uma equipe de cerca de 30 membros, entre pesquisadores, estudantes em nível de graduação e pós-graduação, técnicos, e estagiários, além de importantes parcerias no apoio ao desenvolvimento dos seus projetos que tem envolvido: PETROBRAS, CHESF, Dow Brasil, FAPESB, Governo do Estado da Bahia, Prefeituras municipais (Pintadas, Vera Cruz, Camamu), MCT/FINEP e MTE/SENAES. A expertise da Incubadora volta-se para elaboração e execução de projetos destinados a constituição de redes locais de economia solidária como estratégia de promoção do desenvolvimento local de forma sustentável.

O Centro de Formação em Economia Solidária do Nordeste do Brasil – Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) é a incubadora tecnológica de cooperativas populares vinculada a Universidade Federal Rural de Pernambuco – Brasil, atua na promoção, apoio e fomento à economia solidária, através da incubação e de práticas de formação e assessoria técnica de grupos económicos solidários. Suas ações centram-se no apoio a grupos populares nas áreas da agricultura familiar e reciclagem de resíduos.

O SCRAM - Crises, gestão de risco e novos arranjos sócio-ecológicos para florestas: uma perspectiva dos estudos sobre ciência e tecnologia é um projeto de investigação assente na colaboração entre o Centro de Estudos Sociais e a comunidade de compartes que gere os baldios de Vilarinho, na Serra da Lousã. Esta colaboração foi iniciada formalmente em 2012 tendo em vista a produção de investigação socio-ecológica de relevância para a gestão coletiva dos recursos naturais e do desenvolvimento local. O objetivo é estabelecer uma relação duradoura entre as duas instituições visando a coprodução de conhecimento em alternativa a uma relação cliente-consultor. Tal implica um diálogo constante com quadros conceptuais emergentes da ciência responsável que visa globalizações alternativas, as experiências europeias das science shops e as experiências da Universidade Nacional Autónoma do México (UNAM) sobre instituições para a gestão territorial ecológica com populações locais.

O ECOSOL/CES - Grupos de Estudos Sobre Economia Solidária é um grupo de estudos sobre economia solidária que reúne, desde Março de 2008, estudantes e investigadores associados aos programas de mestrado, doutoramento e pós-doutoramento do Centro de Estudos Sociais (CES) ou de entidades parceiras, interessados em debater questões relativas aos múltiplos aspectos e temáticas do campo da Economia Solidária: cooperativas de produção, serviço ou consumo, agrupamentos de agricultura familiar, empresas autogestionárias, clubes de troca e moedas sociais, entre uma infinidade de empreendimentos possíveis. Integra-se no Núcleo de Estudos sobre Políticas Sociais, Trabalho e Desigualdades (POSTRADE) do CES contribuindo para “o estudo de formas de produção do social ancoradas em redes e processos desmercadorizados, que alimentam relações de sociabilidade e modos de economia solidários e resistentes à hegemonia do capitalismo global”.

O principal objectivo do  BIOSENSE - O envolvimento da ciência com a sociedade: Ciências da Vida, Ciências Sociais e públicos é dar resposta ao hiato nas relações entre ciência e sociedade em Portugal através da criação de uma oficina de ciência e do envolvimento, através desta, com uma diversidade de públicos, em torno do tema específico das implicações sociais das ciências da vida e das tecnologias associadas a estas. Esse objectivo será perseguido através da criação de uma infraestrutura assegurando apoio continuado à actividade da oficina de ciência e à comunicação com diferentes públicos; a identificação e mobilização de públicos diversos; a formação de mediadores/facilitadores de actividades de oficinas de ciência; o desenvolvimento de actividades-piloto com vista à criação de um “efeito de demonstração” do potencial das oficinas de ciência para a promoção de diálogos e colaborações entre ciência e sociedade; e a disseminação e partilha de experiências que estimulem e apoiem a criação de outras oficinas de ciência.

A Incubadora Social Microninho atua no concelho da Lousã e tenta combater a exclusão social e o desemprego através do apoio ao microempreendedorismo familiar. Encontra-se a ser desenvolvida pela Associação ADSCCL e destina-se a situações de fragilidade social e a famílias monoparentais, tentando conjugar as lógicas do mercado, estado e comunidade. O projecto surgiu em 2011, no âmbito de uma tese do Mestrado em Intervenção Social Inovação e Empreendedorismo  realizada pela presidente da ADSCCL, Liliana Simões, sendo apoiado ao longo do tempo por algumas entidades regionais e nacionais, nomeadamente Junta de Freguesia da Lousã, Câmara Municipal da Lousã, IEFP – Lousã, Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra e Agência Nacional de Direito ao Crédito.

Instituto Pedro Nunes foi criado em 1991 por iniciativa da Universidade de Coimbra, o Instituto Pedro Nunes (IPN) - Associação para a Inovação e Desenvolvimento em Ciência e Tecnologia - é uma instituição de direito privado, de utilidade pública, sem fins lucrativos. A missão do IPN é contribuir para transformar o tecido empresarial e as organizações em geral promovendo uma cultura de inovação, qualidade, rigor e empreendedorismo, assente num sólido relacionamento universidade/empresa e atuando em três frentes que se reforçam e complementam: Investigação e desenvolvimento tecnológico, consultadoria e serviços especializados; Incubação de ideias e empresas; Formação especializada e divulgação de ciência e tecnologia.



Fotos





Foto Conferência




Foto Conferência



Foto Conferência




Foto Conferência



Foto Conferência




Foto Conferência



Foto Conferência




Foto público



Foto Mesa Redonda




Foto Mesa Redonda



Foto Mesa Redonda




Foto Mesa Redonda