No dia 21 de outubro, às 17h, na sala Keynes da FEUC, realiza-se a Conferência Inaugural do Ciclo de Conferências do Doutoramento em Sociologia e do Mestrado em Sociologia (edição 2022/2023).

Pedro Quintela sociólogo, investigador e consultor, é o conferencista convidado que abordará o tema “Investigando o trabalho criativo: dos principais debates sociológicos aos desafios da pesquisa em Portugal”


Pedro Quintela - Nota Biográfica

Licenciado em Sociologia pelo ISCTE-IUL (2005), mestre em Cidades e Culturas Urbanas pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (2010), onde também se doutorou em Sociologia (2022), tendo ainda por instituição de acolhimento da sua investigação o Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra.

Enquanto investigador, já integrou algumas equipas de pesquisa científica no domínio da sociologia da cultura, destacando-se o projeto “Keep it simple, make it fast! Prolegómenos e cenas punk, um caminho para a contemporaneidade portuguesa (1977-2012)”, coordenado pela Prof. Doutora Paula Guerra (IS/FLUP), e o projeto “Cultura, Formação e Cidadania”, coordenado pelo Prof. Doutor Carlos Fortuna (FEUC-CES).

Os seus interesses de investigação centram-se em diferentes domínios relacionados com os projetos e as políticas culturais; as cidades e as culturas urbanas; as paisagens sonoras; intermediação e mediação cultural; (sub)culturas urbanas (em particular, fanzines e publicações independentes de outro tipo, designadamente no contexto das cenas punk em Portugal); economia cultural e criativa (focando, em especial, as questões relacionadas com o mercado de trabalho no setor cultural e criativo, nomeadamente no campo do design gráfico e de comunicação). Participa regularmente em encontros científicos, nacionais e internacionais, relacionados com estas diferentes temáticas, sobre as quais também tem publicado.

Paralelamente, desenvolve trabalho de consultoria técnica, enquanto quadro permanente da Quaternaire Portugal, SA com um enfoque particular nas áreas dos projetos e políticas culturais, do planeamento estratégico regional e urbano (centrado sobretudo nos domínios da cultura, património e turismo), e dos projetos e políticas urbanas (especialmente, no domínio da regeneração urbana), das avaliações de projetos, organizações e programas, das estratégias e planos de integração e acolhimento de cidadãos migrantes, entre outros domínios de intervenção. Presentemente, desempenha as funções de consultor-coordenador.