a carregar...

CLP

Centro de Literatura Portuguesa

Atividades 2012

9 de janeiro 
Cartaz - Páginas Tantas 01: Dulce Maria Cardoso

Páginas Tantas

Convidada: Dulce Maria Cardoso

Coordenação: Osvaldo Manuel Silvestre
Painel: Ana Maria Machado e Osvaldo Manuel Silvestre

9 de janeiro, 18h30
Teatro Académico de Gil Vicente

Dulce Maria Cardoso (Trás-os-Montes, 1964) publicou em 2001 o seu romance de estreia, Campo de Sangue, Grande Prémio Acontece, escrito na sequência de uma bolsa de criação literária do Ministério da Cultura. Desde então publicou os romances Os Meus Sentimentos (2005), Prémio da União Europeia para a Literatura, e O Chão dos Pardais (2009), Prémio Pen Club. Uma antologia de contos, Até Nós, foi publicada em 2008. A sua obra encontra-se traduzida em várias línguas e está publicada numa dezena de países (nomeadamente Brasil, Argentina, França, Itália e Holanda), sendo estudada em diversas universidades. Estão em curso propostas de adaptação cinematográfica de alguns dos seus contos e romances. O Retorno (2011), seu último livro, aborda a grande migração dos «retornados» de África na sequência da descolonização de 1974-1975, e teve um acolhimento francamente elogioso por parte da crítica.

Programa do Ciclo Páginas Tantas (Jan-Jul 2012) [jpg]


Voltar ao Topo
26 de janeiro
Cartaz - 10 Paixões em Forma de Romance (Jan-Fev 2012)

10 Paixões em Forma de Romance

Jorge Amado - por Aparecida Ribeiro e Letícia Silva Santos

26 de janeiro, 18h00
Casa da Escrita


Voltar ao Topo
6 de fevereiro 
Cartaz - Páginas Tantas 02: Duarte Belo

Páginas Tantas

Convidado: Duarte Belo

Coordenação: Osvaldo Manuel Silvestre
Painel:  Ana Maria Machado e Osvaldo Manuel Silvestre

6 de fevereiro, 18h30
Teatro Académico de Gil Vicente

Duarte Belo nasceu em Lisboa, em 1968. Licenciatura em Arquitetura (1991). De uma obra fotográfica documental extensa são de destacar as obras Portugal — O Sabor da Terra, em catorze volumes (1997), onde se faz uma aproximação à fixação do tempo longo em Portugal, e Portugal Património, em dez volumes (2007-2008), um inventário do património cultural e natural, em sítio, de todo o espaço português. De outros trabalhos editados em livro, mais específicos, poderíamos destacar Orlando Ribeiro — Seguido de uma viagem breve à Serra da Estrela (1999); Ruy Belo — Coisas de Silêncio (2000); O Vento Sobre a Terra — apontamentos de viagens (2002); À Superfície do Tempo — Viagem à Amazónia (2002); Território em Espera (2005); Geografia do Caos (2005); Terras Templárias de Idanha (2006); Olívia e Joaquim – Doces de Santa Clara em Vila do Conde (2007); Fogo Frio – O Vulcão dos Capelinhos (2008); Comboios de Livros (2009); desenha, produz e fotografa as ilustrações do conto O Príncipe-Urso Doce de Laranja (2009); Cidade do Mais Antigo Nome (2010); O Núcleo da Claridade – entre as palavras de Ruy Belo (2011).


Voltar ao Topo
23 de fevereiro

Cartaz - 10 Paixões em Forma de Romance (Jan-Fev 2012)

10 Paixões em Forma de Romance

António Lobo Antunes - por Ana Paula Arnaut e Gustavo Cerqueira Guimarães

23 de fevereiro, 18h00
Casa da Escrita


Voltar ao Topo
24 de fevereiro 
Cartaz - Marcia Arruda Franco

Poesias de Francisco de Sá de Miranda

Apresentação do Livro Poesia, & Conferência: "Poesias de Francisco de Sá de Miranda, Uma Antologia entre o Presente e o Passado"
por Marcia Arruda Franco

24 de fevereiro, 14h00
Centro de Literatura Portuguesa, FLUC


Voltar ao Topo
29 de fevereiro-31 de maio

Cartaz - Café e Letras: Comunidade de Leitores

Café e Letras: Comunidade de Leitores 

José Carlos Seabra Pereira (FLUC) conversa com Manuel António Pina

29 de fevereiro, 21h00

Rui Veloso e Leonor Riscado (ESEC) conversam com David Machado

22 de março, 21h00

Teresa Carvalho (FLUC) conversa com Vasco Graça Moura

19 de abril, 21h00

Ana Paula Arnaut (FLUC) conversa com Mário Cláudio

31 de maio, 21h00

Livraria Almedina Estádio, Coimbra


Voltar ao Topo
2 de março

Cartaz - Viagens a Roma

Viagens a Roma na Época Barroca - Experiência e Prodígio



Programa [PDF]

2 de março,  9h30
Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Anfiteatro IV


Voltar ao Topo
7 de março

Imagem - Grupo Figuras da Ficção

Colóquio Figuras da Ficção 3

Na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, teve lugar a 7 de março de 2012 o terceiro colóquio promovido pelo projeto Figuras da Ficção. Participararm no colóquio Maria Eunice Moreira (conferência “Uma história (romanceada) da literatura brasileira: novos contributos”), os escritores L. A. de Assis Brasil  e Charles Kiefer (“Palavra de escritor”), bem como alunos de mestrado e doutoramento, na sua maioria do Programa de Pós-Graduação em Letras da PUCRS:  Augusto Paim e Ana  Luiza Koehler (“Work in progress – uma exposição sobre a construção dos personagens no álbum de quadrinhos Judite”), Camila Gonzatto (“Relações entre personagem e não-lugar”), Caroline Becker (“A personagem na crônica – um breve estudo sobre a produção de Antonio Lobo Antunes”), Moema Vilela (“Artimanhas da retratação: estratégias e efeitos da figuração de Sandro Lanari em O pintor de retratos”),  Paula Collares (“Identidades estilhaçadas: a memória familiar nos personagens de Lobo Antunes”), Kyldes Vicente (“A construção da personagem feminina na minissérie Os Maias”), Gabriela Silva: “As exigências da morte: a reconstrução da personagem em De Profundis Valsa Lenta de José Cardoso Pires”) e  Luís Roberto de Souza Júnior (“Reflexões sobre escrever um romance que também seja um livro de contos (e vice-versa)”.


7 de março de 2012
Porto Alegre, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS),
Sala 305 da Faculdade de Letras

Programa [PDF]


Voltar ao Topo
12 de março

Cartaz - Páginas Tantas 03: João Botelho

Páginas Tantas

Convidado: João Botelho

Coordenação: Osvaldo Manuel Silvestre
Painel: Osvaldo Manuel Silvestre e Ricardo Namora

12 de março, 18h30
Teatro Académico de Gil Vicente

João Botelho (1949, Lamego). Estudou Engenharia Mecânica na Universidade de Coimbra e, em seguida, na Universidade do Porto. Foi dirigente do CITAC e integrou a direcção de Cineclubes em Coimbra e no Porto. A partir de 1970 foi ilustrador de livros infantis e designer gráfico (A Regra do Jogo, Afrontamento, Centelha). Fez crítica de cinema na Gazeta da Semana e na revista M, de que foi fundador. Estudou na Escola de Cinema do Conservatório Nacional. Inicia-se na realização com duas curta-metragens para a RTP, em 1976, e o documentário (longa-metragem) «Os Bonecos de Santo Aleixo», em 1977, para a cooperativa Paz dos Reis. Conversa Acabada, de 1980, é a sua primeira longa-metragem de ficção, a que se seguiria, em 1985, Um Adeus Português e, em 1987, Tempos Difíceis, a partir de Dickens. Autor de obra vasta e consagrada, as suas últimas longas-metragens foram A Corte do Norte (2008) e Filme do Desassossego (2010).


Voltar ao Topo
22 de março

Cartaz - Medievalismo e Novas Humanidades 01

Medievalismo e Novas Humanidades

1ª Sessão: O Sétimo Selo e a Idade Média



22 de março, 17h00
Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Centro de Literatura Portuguesa


Voltar ao Topo
23 de março

Cartaz - Johanna Drucker

Materialidades da Literatura

Johanna Drucker, professora convidada do Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura, leciona um seminário transversal, intitulado «Seeing as Knowing: Interpreting Visualization and Visualizing Interpretation», no próximo dia 23 de março de 2012, pelas 14h00, na Sala 6 (4º piso, FLUC).

Johanna Drucker é atualmente Professora do Departamento de Ciências da Informação da Universidade da Califórnia em Los Angeles. Lecionou anteriormente em diversas universidades norte-americanas, incluindo as Universidades de Harvard, Columbia, Yale e Virginia. Entre 1999 e 2009 esteve ligada à Universidade da Virginia, tendo sido responsável pela criação do curso de Media Studies. É também fundadora e diretora do repositório digital Artists’ Books Online (iniciado em 2004 no Institute for Advanced Technology in the Humanities, da Universidade da Virginia). A sua obra como artista tipográfica, poeta e ficcionista integra cerca de 50 títulos, a maior parte dos quais compostos, paginados e impressos pela autora. Como investigadora, tem livros publicados sobre um vasto conjunto de temas, incluindo o modernismo, a visualidade na escrita, a história dos alfabetos e do design gráfico, arte contemporânea e textualidade digital. Nos últimos anos tem estudado a história dos diagramas e das formas de representação visual, incluindo os processos automáticos de visualização algorítmica de dados.

A visita de Johanna Drucker a Portugal decorre no âmbito de dois projetos de investigação financiados pela FCT: «PO.EX: Um Arquivo Digital de Literatura Experimental Portuguesa» (CECLICO, Universidade Fernando Pessoa, 2010-2013, referência: PTDC/CLE-LLI/098270/2008) e «Nenhum Problema tem Solução: Um Arquivo Digital do Livro do Desassossego» (CLP, Universidade de Coimbra, 2012-2015, referência COMPETE: FCOMP-01-0124-FEDER-019715; referência: PTDC/CLE-LLI/118713/2010).


Voltar ao Topo
28-30 de março 
Cartaz - Escrituras y Reescrituras

Escritura(s) y Reescritura(s) en el Mundo Hispánico

Programa

28 a 30 de março

Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra


Voltar ao Topo
29 de março 
Cartaz - Stephen Parkinson

Cantigas de Santa Maria

Stephen Parkinson, «Cantigas geminadas: narrativas paralelas nas Cantigas de Santa Maria»

29 de março, 16h00
Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Centro de Literatura Portuguesa


Voltar ao Topo
30 de março

Cartaz - Carlos Reis

Estudos Narrativos: estado da questão e a questão da personagem

Carlos Reis, «Estudos Narrativos: estado da questão e a questão da personagem»


30 de março, 14h00

Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Anfiteatro V

Organização: Mestrado e Doutoramento em Literatura de Língua Portuguesa


Voltar ao Topo
2 de abril

Cartaz - Páginas Tantas 04: Boaventura de Sousa Santos

Páginas Tantas


Convidado: Boaventura Sousa de Santos 

Coordenação: Osvaldo Manuel Silvestre
Painel: Ana Maria Machado e Osvaldo Manuel Silvestre

2 de abril, 18h30
Teatro Académico de Gil Vicente

Doutorado pela Universidade de Yale (JSD, 1973), é Professor Catedrático Jubilado da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, Distinguished Legal Scholar da Universidade de Wisconsin-Madison e Global Legal Scholar da Universidade de Warwick. É Director do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, Coordenador Científico do Observatório Permanente da Justiça Portuguesa e membro do Núcleo Democracia, Cidadania e Direito (DECIDe) do CES. É co-coordenador científico dos Programas de Doutoramento em Direito, Justiça e Cidadania no Século XXI, Democracia no Século XXI e Pós-Colonialismos e Cidadania Global. É autor de uma vasta obra sobre globalização, sociologia do direito, epistemologia, democracia e direitos humanos. Os seus trabalhos encontram-se traduzidos em espanhol, inglês, italiano, francês e alemão.


Voltar ao Topo
18 de abril a 29 de maio

Cartaz - Miradas de Cine Hispánico

Miradas de Cine Hispánico


18 de abril, 18h30
24 de abril, 19h30
2 de maio, 18h30
15 de maio, 19h30
23 de maio, 18h30
29 de maio, 19h30
Anfiteatro IV da Faculdade de Letras da Universidade Coimbra,


Voltar ao Topo
20 de abril 
Cartaz - 5º Encontro de Literatura Medieval

Encontros de Literatura Medieval: Lírica Galego-Portuguesa [5ª sessão]


20 de abril, 14h15
Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Centro de Literatura Portuguesa


Voltar ao Topo
4 de maio

Cartaz - Impressões Surreais

Impressões Surreais: O Surrealismo Português entre os Surrealismos

4 de maio, 9h30 -18h00

Workshop a decorrer no Instituto de Estudos Espanhóis


Voltar ao Topo
4 de maio

Cartaz - Tania Rösing

Uma Visão da Metodologia da Leitura em Contexto Universitário

Tania Maria Kuchenbecker Rösing, «Uma visão da metodologia da leitura em contexto universitário: concepções e práticas»

4 de maio, 17h00

Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Centro de Literatura Portuguesa (7º Piso)


Voltar ao Topo
7 de maio

Cartaz - Páginas Tantas 05: Jacinto Lucas Pires

Páginas Tantas


Convidado: Jacinto Lucas Pires 

Coordenação: Osvaldo Manuel Silvestre
Painel: Osvaldo Manuel Silvestre e Ricardo Namora

7 de maio, 18h30
Teatro Académico de Gil Vicente

Autor de uma já vasta obra dividida pelo teatro e pela ficção, iniciada em livro em 1996 com o volume de contos Para averiguar do seu grau de pureza, Jacinto Lucas Pires tem livros e peças de teatro traduzidos em espanhol, croata, tailandês, francês, inglês, norueguês. Desde a sua estreia como dramaturgo, com Universos e Frigoríficos (1998), trabalhou com alguns dos mais relevantes encenadores portugueses. Este ano, escreveu o monólogo Adalberto Silva Silva para o ator Ivo Alexandre. Esse “espetáculo de realidade” estreou no Teatro Académico Gil Vicente, em Coimbra, no dia 23 de fevereiro. Realizou duas curtas-metragens, Cinemaamor (1999) e B.D. (2004). Faz parte, com Tomás Cunha Ferreira, da banda Os Quais – que lançou um Meio disco em 2009 e este ano lançará um disco inteiro chamado Pop é o contrário de pop. Foi-lhe atribuído em 2008, pela Universidade de Bari/ Instituto Camões, o Prémio Europa – David Mourão-Ferreira. O seu último livro foi o romance O verdadeiro ator, em 2011.


Voltar ao Topo
10-11 de maio 
Cartaz - 3º Colóquio da Primavera: Modernidades Comparadas

3º Colóquio da Primavera: Modernidades Comparadas. Estudos Literários, Estudos Culturais Revisitados

Programa [PDF]

Comissão organizadora: Ana Gabriela Macedo, Carlos Mendes de Sousa, Eunice Ribeiro

Organização: Centro de Estudos Humanísticos da Universidade do Minho, Centro de Literatura Portuguesa da Universidade de Coimbra e Universidade de Santiago de Compostela

10-11 de maio
Universidade do Minho


Voltar ao Topo
23 de maio 
Capa - Diálogos em Tradução

Coleção Diálogos em Tradução

Marta Teixeira Anacleto apresenta os dois primeiros títulos da coleção Diálogos em Tradução, publicada pelas Edições Pedago:

João Domingues, As “Belas Infiéis”. Antologia de textos sobre tradução na época clássica em França (2012)

Maria Olinda Reis, Imaginário e Literatura Juvenil. Ensaio sobre tradução» (2012)

23 de maio, 18h00
Livraria Almedina Estádio


Voltar ao Topo
24 de maio 
Cartaz - Amadeu Lopes Sabino

Encontro com o escritor Amadeu Lopes Sabino


24 de maio, 11h15
Sala 11, Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra


Voltar ao Topo
25 de maio

Cartaz - Estranhar Pessoa com as Materialidades da Literatura

Estranhar Pessoa com as Materialidades da Literatura

O 1º Colóquio do Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura tem como tema central a obra de Fernando Pessoa, objecto também do Projecto de Investigação, financiado pela FCT, «Nenhum Problema Tem Solução: Um Arquivo Digital do Livro do Desassossego». Realizado em parceria com o ELAB (Laboratório de Estudos Literários Avançados) da FCSH da Universidade Nova de Lisboa, o colóquio visa submeter a obra de Pessoa a uma leitura centrada nas suas dimensões materiais: filológicas, mediáticas, performativas, hermenêuticas.

Programa

25 de maio, 10h00-18h00
Sala do Centro de Literatura Portuguesa


Voltar ao Topo
31 de maio

Cartaz - Medievalismo e Novas Humanidades 02

Medievalismo e Novas Humanidades

2ª Sessão: Hamlet e a Idade Média



31 de maio, 17h00
Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Centro de Literatura Portuguesa


Voltar ao Topo
1 de junho

Cartaz - Luísa Carvalho

O Ensino do Português: Como tudo começou

Luísa Carvalho, «O Ensino do Português: Como tudo começou»

Conferência da autora e apresentação do livro por Cristina Mello

Sala do Centro de Literatura Portuguesa, 17horas, Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra


Voltar ao Topo
4 de junho

Cartaz - Páginas Tantas 06: Álvaro Domingues

Páginas Tantas


Convidado: Álvaro Domingues

Coordenação: Osvaldo Manuel Silvestre
Painel: Osvaldo Manuel Silvestre e Ricardo Namora

4 de junho, 18h30
Teatro Académico de Gil Vicente

Álvaro Domingues nasceu em Melgaço, em 1959. Licenciou-se em Geografia na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, instituição na qual se doutorou em Geografia Humana em 1994. As suas áreas de interesse particular têm sido a Geografia Urbana, o Urbanismo, a Paisagem, os Territórios e as Políticas Urbanas e Culturais. É Professor Associado da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (FAUP) e investigador do Centro de Estudos de Arquitectura e Urbanismo da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (CEAU-FAUP). Foi Professor Convidado da Universidade Federal do Rio de Janeiro e da Universidade de Granada e leccionou já na pós-graduação do Departamento de Arquitectura da Universidade de Coimbra. Recebeu o Prémio Caixa Geral de Depósitos e Associação Portuguesa de Desenvolvimento Regional pelo melhor trabalho nacional sobre desenvolvimento regional, publicado durante os anos 1994-1996.

Com A Rua da Estrada (Dafne, 2010) e Vida no Campo (2011) iniciou a publicação de uma tetralogia sobre o Portugal contemporâneo, centrada nas noções de «paisagem transgénica» e «desruralização», que vem tendo grande impacto público.


Voltar ao Topo
14 de junho

Capa - Revista de Estudos Literários Volume 2

Apresentação da Revista de Estudos Literários, Volume 2 (2012), por Fernando Matos Oliveira

Acaba de sair o 2º Volume da Revista de Estudos Literários, coordenado por Manuel Portela e publicado pelo Centro de Literatura Portuguesa da Universidade de Coimbra. A secção temática deste volume é dedicada à «Literatura no Século XXI» e contém artigos de John Cayley, N. Katherine Hayles, Carlos Reis, Pedro Barbosa, Philippe Bootz, Manuel Portela, Luís Filipe B. Teixeira, Teresa Vilariño Picos, Daniela Côrtes Maduro, Dominique Faria, Miguel Fernandes Ceia e Diana Pimentel. A revista inclui ainda artigos de Pedro Eiras (secção não-temática), Maria Irene Ramalho (secção profissão) e Ana Hatherly (secção arquivo), e uma extensa secção de recensões a obras de estudos literários publicadas em 2010 e 2011.

Revista de Estudos Literários, Volume 2 (2012)
Tema: Literatura no Séc. XXI
Organização: Manuel Portela
14 de junho, 17h15
Anfiteatro IV, FLUC


Voltar ao Topo
14-15 de junho

Cartaz - Post-Modernismo e Post-Colonialismo

Post-Modernismo e Post-Colonialismo. História, Literatura e Jogos de Poder


Programa [PDF]

Comissão organizadora: Ana Paula Arnaut (CLP / FLUC); Maria Aparecida Ribeiro (CLP / FLUC); Rosa Maria Goulart (CLP, U. dos Açores); Ana Maria Binet (GIRLUFI/ EA AMERIBER, U. de Bordéus 3); Martine Bovo-Romoeuf (EA GERCI Grenoble, U. de Bordéus 3)

14-15 de junho de 2012
Anfiteatro IV, Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra


Voltar ao Topo
2 de julho

Cartaz - Páginas Tantas 07: Bernardo Carvalho

Páginas Tantas


Convidado: Bernardo Carvalho

Coordenação: Osvaldo Manuel Silvestre
Painel: Ana Maria Machado e Osvaldo Manuel Silvestre

2 de julho, 18h30
Teatro Académico de Gil Vicente

Bernardo Carvalho nasceu em Lisboa em 1973. Aos 5 anos, começou a subir à prateleira do pai para ler todos os livros de banda desenhada que encontrava. Aos 10, atropelou uma velhota na sua bicicleta amarela e os remorsos e a culpa nunca mais o largaram. Aos 17, os testes psicotécnicos indicaram “92% ar livre”. Aos 19, entrou para o Curso de Design de Comunicação da Faculdade de Belas Artes de Lisboa, mas a certa altura resolveu sair (os testes psicotécnicos tinham razão). Por essa altura fez o Curso de Desenho na Sociedade de Belas Artes. Aos 22 anos entregava empadas em cafés numa carrinha, mas foi despedido por justa causa (“esmagamento e furto de empadas” constava no processo). Foi assim que começou a sua carreira de desenhador. Em 1999, fundou o Planeta Tangerina. Desde então ganhou vários prémios: Menção Honrosa no “Best Book Design From All Over the World” da Leipzig Foundation; “Melhor Livro Editado” no CJ Picture Book Festival da Coreia; Titan Awards; Prémio Nacional de Ilustração 2010; “Melhor Livro” Banco del Libro (Venezuela); Nomeação para a Lista de Honra do IBBY.


Voltar ao Topo
12 de julho

Cartaz - Correspondência Familiar

Edição Crítica das Obras de Almeida Garrett: Correspondência Familiar

Edição: Sérgio Nazar David

Coordenação: Ofélia Paiva Monteiro

Correspondência Familiar – quarto volume da «Edição Crítica das Obras de Almeida Garrett» – inclui 64 cartas de Garrett ao irmão Alexandre José (47 inéditas), 40 cartas à filha Maria Adelaide, e uma carta (inédita) à esposa Luísa Midosi, num total de 105 cartas (48 inéditas).
Nas cartas ao irmão, o lote mais importante do volume, transparecem temas valiosíssimos: as ligações com o Século das Luzes, com a Maçonaria e com os vintistas de primeira hora; as apreensões do exílio; a euforia com a vitória liberal e as reservas em relação a alguns liberais, chamados então «devoristas»; as diligências para eleger-se deputado com o apoio dos «católicos do Porto» e dos «constitucionais moderados»; a oposição ao Cabralismo na década de 40 (que também aparece vivamente em Viagens na Minha Terra, Frei Luís de Sousa e O Arco de Sant’Ana); o retorno a posições de poder na Regeneração, quando recebe o título de Visconde, ocupa a pasta dos Negócios Estrangeiros e rompe com Rodrigo da Fonseca Magalhães, amigo quase da vida inteira.
Nas 40 cartas à filha, vemos o pai carinhoso e atento às conveniências da época – «não te quero para doutora» – e comprovamos que as ligações com a Viscondessa da Luz – suposta inspiradora das Folhas Caídas – se mantiveram até à morte de Garrett. Na única carta (inédita) escrita a Luísa Midosi, em 1853, Garrett trata de aspetos relativos à pensão que Luísa recebia por acordo mútuo. A separação legal não era possível pela legislação portuguesa e Garrett e Luísa firmaram, em 1839, em cartório, um documento que atesta já não levarem vida em comum, o que os preserva de uma eventual acusação de adultério, considerado crime à época. Garrett conclui a carta com uma declaração enfática de que era impossível voltarem a viver juntos.

12 de julho de 2012, 15h00
Sala Ferreira Lima, Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra


Voltar ao Topo
20 de setembro 
Capa - O Estudante de Coimbra

O Estudante de Coimbra (1840) de Guilherme Centazzi

O Centro de Literatura Portuguesa e a Editorial Planeta apresentam a nova edição do livro O Estudante de Coimbra de Guilherme Centazzi (1808-1879). A apresentação será feita pela Doutora Ofélia Paiva Monteiro e pelo escritor Pedro Almeida Vieira, responsável pela presente edição e pela fixação do texto, a partir da edição original de 1840, e terá lugar no dia 20 de setembro de 2012, na Sala de S. Pedro da Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra, pelas 18.30.


Voltar ao Topo
19 de outubro 
Cartaz - Philippe Dufour

Philippe Dufour: "Le Réalisme pense la Démocratie"

Conferência do Prof. Philippe Dufour, da Universidade de Tours, intitulada "Le Réalisme pense la Démocratie". Philippe Dufour é autor das obras Le Réalisme: de Balzac à Proust (PUF, 1998), La pensée romanesque du langage (Seuil, 2004) e Le roman est un songe (Seuil, 2007). Esta atividade é organizada pelo CLP, em colaboração com os Cursos de Pós-graduação associados ao Centro.

Sexta-feira, dia 19 de outubro de 2012, 16h00

Sala do Centro de Literatura Portuguesa


Voltar ao Topo
31 de outubro 
Cartaz - Thomas F. Earle

Thomas F. Earle: "Castro de António Ferreira: Tragédia Ambígua"

O Prof. Thomas F. Earle (Universidade de Oxford) apresentará uma comunicação intitulada "Castro de António Ferreira: Tragédia Ambígua", seguida de diálogo.

Esta iniciativa resulta da colaboração entre o Programa de Pós-Graduação em Literatura de Língua Portuguesa: Investigação e Ensino, o Centro de Literatura Portuguesa e a Secção de Artes do Departamento de História, Arqueologia e Artes.

31 de outubro de 2012, 14h00
Sala 13 (FLUC)


Voltar ao Topo
8 de novembro 
Capa - Uma Coisa na Ordem das Coisas

Lançamento do livro "Uma Coisa na Ordem das Coisas: Estudos para Ofélia Paiva Monteiro"

Apresentação do livro Uma Coisa na Ordem das Coisas: Estudos para Ofélia Paiva Monteiro (Imprensa da Universidade de Coimbra, 2012), organizado por Carlos Reis, José Augusto Cardoso Bernardes e Maria Helena Santana. Apresentação com a presença do Magnífico Reitor.

Carlos Reis, Uma Coisa na Ordem das Coisas [PDF]

Desde que, em 1965, publicou a sua tese de Licenciatura (sobre D. Francisco Xavier de Meneses, 4º Conde da Ericeira), a Doutora Ofélia Paiva Monteiro tem-se afirmado como figura de referência em vários domínios dos nossos estudos literários. Integrando-se numa geração onde a história da literatura se constituía como dominante, concedeu sempre ao texto uma atenção destacada, assumindo-se como intérprete fina de estruturas, estilos e subjetividades. Professora de Literaturas Francesa e Portuguesa na Faculdade de Letras de Coimbra (entre 1959 e 1999), não se limitou a investigar uma e outra, assumindo perspetivas de comparatismo fecundo e muitas vezes inovador. Tendo-se dedicado primacialmente a Garrett (com quem construiu, ao longo de décadas, uma forte intimidade intelectual e cuja edição crítica vem dirigindo), não deixou de visitar, em registo de articulação periodológica, nomes como Camões, Herculano, Stendhal, Castilho, Victor Hugo, Eça de Queirós, André Gide, Vergílio Ferreira entre muitos outros.

8 de novembro de 2012, 17h00, Anfiteatro IV da Faculdade de Letras de Coimbra


Voltar ao Topo
9 de novembro

Cartaz - Isabel Rocheta

Isabel Rocheta: "Estudos Camilianos: estado da questão e a questão da personagem"

Conferência da Profª Isabel Rocheta, da Universidade de Lisboa, intitulada "Estudos Camilianos: estado da questão e a questão da personagem". Esta atividade é organizada pelo CLP no ambito do seminário de Investigação em Literatura de Língua Portuguesa.

Sexta-feira, dia 9 de novembro de 2012, 10h45.

Sala do Centro de Literatura Portuguesa (FLUC, 7º Piso)


Voltar ao Topo
12 de novembro

Cartaz - Margarita Santos Zas

Margarita Santos Zas: "Valle-Inclán: Del Modernismo al Esperpento"

Conferência da Profª Margarita Santos Zas, da Universidade de Santiago de Compostela, intitulada "Valle-Inclán: Del Modernismo al Esperpento". Margarita Santos Zas é Directora da Cátedra Valle-Inclán da Universidade de Santiago de Compostela. Esta atividade é organizada pelo CLP, em colaboração com o Curso de Doutoramento em Culturas e Literaturas Modernas e com o Curso de Mestrado em Estudos Literários e Culturais.

Segunda-feira, dia 12 de novembro de 2012, 14h00.

Sala 13 (FLUC)


Voltar ao Topo
15 e 16 de novembro

Cartaz - 100 Anos de Jorge Amado

100 Anos de Jorge Amado: O Escritor, Portugal e o Neorrealismo

Programa de Coimbra (15 e 16 de novembro) [PDF]

Programa geral (12 a 16 de novembro)

15 de novembro, 9h30
16 de novembro, 9h30
Anfiteatro IV (FLUC)


Voltar ao Topo
23 de novembro

Cartaz - Zulmira Santos: Questões de periodização literária: sécs. XVI-XVIII

Zulmira Santos: "Questões de periodização literária: sécs. XVI-XVIII"

Atividade organizada pelo CLP no âmbito do seminário de Investigação em Literatura de Língua Portuguesa.

Sexta-feira, dia 23 de novembro de 2012, 10h15.


Voltar ao Topo
23 de novembro

Cartaz - Maria de Fátima Marinho: O romance histórico e a questão da personagem

Maria de Fátima de Marinho: "O romance histórico e a questão da personagem"

Atividade organizada pelo CLP no âmbito do seminário de Investigação em Literatura de Língua Portuguesa.

Sexta-feira, dia 23 de novembro de 2012, 11h15.


Voltar ao Topo
30 de novembro

Cartaz - Primeiras Teses: 2º Encontro de Jovens Investigadores em Estudos Literários

Primeiras Teses: 2º Encontro de Jovens Investigadores em Estudos Literários

30 de novembro, 9h30-18h00
Sala do Centro de Literatura Portuguesa (FLUC, 7º piso)

Programa

Sessão I: 9.30 h – 11 h
João José da Rocha Carvalho, Marcas Quixotescas na Ficção Narrativa de José Saramago

Maria Inês de Andrade e Castro Monjardino Nemésio,  Das Novelas Exemplares às Exemplares Novelas: os paratextos da ficção em prosa no século XVII

Presidência: Carlos Reis

Sessão II: 11.30 h – 13 h
Márcia Liliana Seabra Neves, Da francofilia no imaginário presencista: da NRF à Presença

Sara Campino, O experimentalismo na obra de Alexandre O’Neill

Presidência: Ricardo Namora

Pausa para almoço

Sessão III: 14.30 h – 16 h
Gonçalo Vítor Plácido Cordeiro, Velha aliança: da sensibilidade bíblica em alguma poesia portuguesa do final do século XX

Daniel Joana, Dinâmicas de Ethos, Pathos e Logos nos Sermões de Quarta-Feira de Cinza do Padre António Vieira

Presidência: José Augusto Cardoso Bernardes

Sessão IV: 16.30 h – 18 h
Inês Assunção Gamelas, 1968 (e depois): representações da juventude nos romances Heißer Sommer, de Uwe Timm, e Sem tecto, entre ruínas, de Augusto Abelaira

Pedro Madeira, A culpa é do narrador: os contos "fantásticos" de Edgar Allan Poe

Presidência: Rita Marnoto


Voltar ao Topo
6 de dezembro

Capa - Vertentes Teóricas e Ficcionais do Insólito

Apresentação do livro Vertentes Teóricas e Ficcionais do Insólito

A obra Vertentes Teóricas e Ficcionais do Insólito (Editora Caetés), coordenada por Flavio García e Maria Cristina Batalha, reúne os textos apresentados no colóquio com o mesmo nome, que teve lugar na Universidade do Estado do Rio de Janeiro, de 4 a 6 de junho passado, com a participação de elementos do CLP. Trata-se de uma obra dedicada ao estudo do Fantástico enquanto elemento estético - um registo também explorado nas linhas de investigação do CLP.

A apresentação será realizada por um dos seus organizadores - o Professor Doutor Flavio García.

Sala do Centro de Literatura do CLP (7º piso, FLUC) 17h.


Voltar ao Topo
7 de dezembro

Cartaz - Colóquio Jean-Jacques Rousseau em Debate: Sociedade, Política e Estado - Trezentos Anos Depois

Colóquio «Jean-Jacques Rousseau em Debate: Sociedade, Política e Estado - Trezentos anos Depois»

Colóquio organizado pelo Departamento de História, Arqueologia e Artes / Centro de História da Sociedade e da Cultura; Departamento de Filosofia, Comunicação e Informação / Unidade de Investigação «Linguagem, Interpretação e Filosofia»; e Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas / Centro de Literatura Portuguesa.

Programa [PDF]

7 de dezembro de 2012, 9-30-19h00, Faculdade de Letras da UC, Anfiteatro IV


Voltar ao Topo
7 de dezembro

Cartaz - Maria Jesús Fernández García y Enrique Santos Unamuno

Conferências: Maria Jesús Fernández García e Enrique Santos Unamuno

Conferência da Profª María Jesús Fernández García intitulada "Imag.i.beria: Grupo de estudios de Imágens de la identidad y la ateridad luso-españolas" e conferência do Prof Doutor Enrique Santos Unamuno intitulada "La Imagología ante el giro espacial y visual en las ciencias humanas".

María Jesús Fernández García é professora doutorada do Departamento de Lenguas Modernas y Literaturas Comparadas da Universidade de Extremadura - Cáceres, na área das Filologías Gallega y Portuguesa, lecionando as disciplinas Lengua Portuguesa e “Literatura Portuguesa (siglos XX y XXI)”. É coordenadora do grupo de investigação Imag.i.beria que desenvolve o “Proyecto de Investigacíon Imag.i.beria”, financiado pela Junta de Extremadura e sediado na Universidad de Extremadura.

O Professor Doutor Enrique Santos Unamuno é professor doutorado do Departamento de Lenguas Modernas y Literaturas Comparadas da Universidade de Extremadura - Cáceres, na área da Teoría de la Literatura y Literatura Comparada, onde leciona as diciplinas “Teoría y Práctica de la Literatura Comparada” e “Historia del Pensamiento Literario”.

7 de dezembro de 2012, FLUC. Atividade organizada pelo CLP.


Voltar ao Topo
7 dezembro

Cartaz - Associação Portuguesa de Literatura Comparada

Conferências: "Imagologia e Imaginário"


Enquanto membro do CLP, Maria João Simões coordenará um Painel no Congresso Internacional comemorativo dos 25 anos da Associação Portuguesa de Literatura Comparada (APLC), em Aveiro, intitulado "Imagologia e Imaginário".

7 de dezembro. Universidade de Aveiro.

Programa completo


Voltar ao Topo
21 dezembro

Cartaz - As adaptações de clássicos no ensino da literatura

Mestre Rui Mateus: "As adaptações de clássicos no ensino da literatura"


Atividade organizada pelo CLP no âmbito do seminário de Investigação em Literatura de Língua Portuguesa.

Sexta-feira, dia 21 de dezembro de 2012, 17h.


Voltar ao Topo