a carregar...

CLP

Centro de Literatura Portuguesa

Atividades 2013

7 de fevereiro

Cartaz- Estranhar Pessoa | VI Seminário

Conferências: Estranhar Pessoa | VI Seminário


O Seminário «Assuntos Materiais» é organizado pelo Laboratório de Estudos Literários Avançados (Elab), unidade de investigação da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, em colaboração com o Centro de Literatura Portuguesa e o Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura da Universidade de Coimbra. Nele participam vários membros do projeto de investigação em curso neste mesmo centro "Nenhum Problema Tem Solução: Um Arquivo Digital do Livro do Desassossego".

Programa completo

Localização
Universidade Nova de Lisboa


Voltar ao Topo
15 de fevereiro 
Cartaz_Seminário Transversal, por Chris Funkhouser

Seminário Transversal, por Chris Funkhouser


Christopher T. Funkhouser lecionou um seminário transversal, intitulado «Materiality in Digital Poetry: Old + New», no dia 15 de fevereiro de 2013, pelas 14h30, na Sala de Informática (3º piso, Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra).

Chris Funkhouser
, um dos autores estudados no Programa de Materialidades da Literatura, é Diretor do Programa de Communication and Media Studies do New Jersey Institute of Technology e um dos grandes especialistas mundiais em poesia digital.

Organização: Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura


Voltar ao Topo
20 e 21 de fevereiro 
Cartaz - Narrativas da Paisagem

Congresso «Narrativas da Paisagem: o olhar da Geografia, do Cinema e da Literatura»


Viajando entre tempos e espaços e percorrendo linguagens que se completam, este congresso reafirma, num permanente diálogo interdisciplinar, a Geografia como uma ciência sensível às novas territorialidades mas também às múltiplas e inovadoras abordagens do espaço geográfico.

A paisagem, enquanto experiência e narrativa, vive-se no quotidiano de cada um mas percebe-se também pelas representações que a mostram, talvez de outra forma, salientando traços e perspetivas que nascem do olhar muito particular do geógrafo, do escritor ou do cineasta, dos que vêm o mundo a partir de um referencial fixo ou dos que viajam, acumulando vivências, diversificando pontos de vista e modelando novas espacialidades. E assim se atravessam olhares e perspetivas de quem está atento e participa da dinâmica dos espaços geográficos, territórios de escrita e cinematografias mas também territórios científicos que os geógrafos percorrem, estudam e, à sua maneira, divulgam.

Este encontro científico centra-se em temas geográficos integrados que vão das áreas urbanas aos espaços rurais e destes às territorialidades da viagem e das diferentes categorias de mobilidade espacial. Objetos múltiplos de perceções cruzadas, aqui se vão associar as linguagens complementares da geografia, da literatura e do cinema. Afinal, como se representam lugares e paisagens? O que se escreve sobre eles? Como se filmam? Como se devolvem estas representações ao espaço e que novas paisagens modelam? Como pode a geografia analisar estas novas territorialidades criativas? Quais os olhares do cinema e da literatura sobre o mundo dos geógrafos, um mundo que se percebe de perto mas também à distância, na lentidão que pode levar à paragem mas também na velocidade que ritma os percursos mais apressados?


Programa completo

Localização
Auditório da Reitoria da Universidade de Coimbra
Rua Larga - edifício da Faculdade de Ciências e Tecnologia, entre os Departamentos de Química e Física.
GPS | 40.207317, -8.424171


Voltar ao Topo
11 de março 
Cartaz - Reconfigurações da memória na poesia brasileira contemporânea

Conferência: Reconfigurações da memória na poesia brasileira contemporânea


Conferência da Profª Solange Fiuza Cardoso Yokozawa, da Universidade Federal de Goiás, intitulada "Reconfigurações da memória na poesia brasileira contemporânea". Esta atividade é organizada pelo CLP, em colaboração com o Curso de Mestrado em Estudos Literários e Culturais e com a Biblioteca de Estudos Brasileiros.

Segunda-feira, dia 11 de março de 2013, 12h00.

Instituto de Estudos Brasileiros (5º Piso, FLUC).


Voltar ao Topo
12 de março 
 

Conferência: «Cartografia conceptual do Barroco e do Neobarroco na literatura portuguesa do século XX»


Conferência do Prof. Vincenzo Russo, da Universidade de Milão, intitulada «Cartografia conceptual do Barroco e do Neobarroco na literatura portuguesa do século XX». Esta atividade é organizada pelo CLP.

Terça-feira, dia 12 de março de 2013, 16h00.

Sala do CLP (7º Piso, FLUC).


Voltar ao Topo
15 de março 
Cartaz - Seminário Transversal, por Sandy Baldwin

Seminário Transversal, por Sandy Baldwin

Sandy Baldwin lecionou um seminário transversal, intitulado «Between Two Writings: The Materiality and Entropy of Digital Inscription, and the Philosophical Condition of Electronic Literature», no dia 15 de março de 2013, pelas 14h00, na Sala de Informática (3º piso, Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra).

Resumo do Seminário

15-03-2013, 14h. Sala de Informática (3º piso, Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra)

Organização: Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura


Voltar ao Topo
21 de março 
Cartaz - Seminário I sobre o LdoD

Seminário I sobre o «Livro do Desassossego»

No 21 de março, Abel Barros Baptista, António Sousa Ribeiro e Osvaldo Manuel Silvestre participaram num seminário no âmbito do projeto «Nenhum Problema Tem Solução: Um Arquivo Digital do Livro do Desassossego» do Centro de Literatura Portuguesa. O seminário tratou um dos tópicos de investigação do projeto, abordando a problemática do livro e da escrita nas práticas modernistas.

Abel Barros Baptista participa com uma comunicação intitulada «Livro e Materialidade: algumas clarificações». António Sousa Ribeiro abordará «O Livro do Desassossego de Karl Kraus». Osvaldo Manuel Silvestre fechará o seminário com uma comunicação intitulada «O que nos ensinam os novos meios sobre o livro no Livro do Desassossego».

Projeto «Nenhum Problema Tem Solução: Um Arquivo Digital do Livro do Desassossego», PTDC/CLE-LLI/118713/2010, cofinanciado pelo FEDER, através do Eixo I do Programa Operacional Fatores de Competitividade (POFC) do QREN, COMPETE: FCOMP-01-0124-FEDER-019715.

Sala do CLP, FLUC
21 de março de 2013, 14h30


Voltar ao Topo
22 de março

O Satírico - workshop

Workshop: O Satírico

Na sequência de anteriores Workshops dedicados a diferentes categorias estéticas, como O Grostesco, O Fantástico ou O Trágico, O CLP organiza um Workshop sobre O Satírico: a sátira e as suas modalizações, a realizar no âmbito do Grupo “Poéticas”. Associam-se a esta iniciativa o Doutoramento e Mestrado em «Literatura de Língua Portuguesa: Investigação e Ensino», o Doutoramento em «Culturas e Literaturas Modernas» e o Mestrado em "Estudos Literários e Culturais».

O Satírico é um domínio artístico de grande labilidade e transversalidade, surgindo não só em diferentes géneros e diferentes tempos literários, mas também em diferentes manifestações artísticas. Deste modo, o Workshop O Satírico visa abordar este domínio categorial que se manifesta sob diversas formas nos diferentes modos literários e se apresenta numa multiplicidades de matizes quando trabalhada pelos diferentes autores.

No concernente ao questionamento teórico das potencialidades estéticas do satírico, o Workshop conta com a presença de dois conferencistas estrangeiros convidados, cujos elementos curriculares se apresentam, a seguir, de forma sucinta.

PASCAL DEBAILLY formou-se na École Normale Supérieure e é “agrégé des Lettres”. É professeur na Université de Paris Diderot-Paris 7. Sendo especialista da escrita cómica, satírica e militante da Renascença e da Época Clássica, salienta-se, entre as suas publicações, a obra La Muse indignée, tome I, La Satire en France au XVIe siècle (Paris, Classiques Garnier, 2012). Investiga e trabalha sobre a catarse cómica no teatro de Molière et de Georges Feydeau. Dirige o Grupo de Pesquisa TAM (Traditions Antiques et Modernités). É ainda um dos responsáveis pela criação e desenvolvimento do sítio da internet intitulado Satirologie.

PEDRO AULLÓN DE HARO, catedrático de Teoría de la Literatura y Literatura Comparada en la Universidad de Alicante, diretor del programa de posgraduação “Metodologías Humanísticas en la Era Digital” y del “Grupo de Investigación Humanismo-Europa”, é autor de vasta obra teórica dedicada às humanidades, num leque alargado de domínios que vão da epistemologia da ciência literéria, à teoria do ensaio, ao comparatismo e à estética. Editou textos clássicos de Schiller, Jean Paul, Krause, Croce, Juan Andrés, Milá y Fontanals o Lezama Lima. De entre as suas publicações salientam-se os seguintes livros: Los géneros ensayísticos (1987), Teoría del Ensayo (1992), La Modernidad poética, la Vanguardia y el Creacionismo (2000), Schopenhauer sobre la lectura (2000), Teoría general del personaje (2001), El Jaiku en España (1985, 2002), El signo y el espacio (2002, 2003), La sublimidad y lo sublime (2006, 2007), La continuità del mondo e dell’arte (2009; ingl. 2011, esp. 2011), Estética de la lectura (2012). Coordenou ainda as seguintes publicações: Teoría de la Crítica literaria (1994), Teoría de la historia de la literatura y el arte (1994), Barroco (2004), Teoría del Humanismo (2010, 7 vols.), Metodologías comparatistas y Literatura comparada (2012). É diretor das Colecciones Mayor y Menor de Editorial Verbum.

22 de março de 2013, 10:00 - 18:00. Sala do CLP, 7º piso.


Voltar ao Topo
22 de março

Capa - A Guerra Interior de Mathias de Andrade (1743)

Lançamento do livro "A Guerra Interior, de Matias de Andrade (1743)"


Apresentação do livro A Guerra Interior, de Matias de Andrade (1743) (Quartzo Editora/CLP), com estudo e edição de Sara Augusto e com prefácio de Marta Teixeira Anacleto. O lançamento aconteceu no 22 de março às 17h30 no Centro de Literatura Portuguesa da Universidade de Coimbra e contou com a presença do Coordenador do Centro de Literatura Portuguesa, a Quartzo Editora e a Autora.

Editar, em 2012, o manuscrito da Guerra Interior, escrito em 1743 pelo Padre Matias de Andrade da Congregação do Oratório de Freixo de Espada à Cinta, pode, à partida, parecer um exaustivo exercício académico ou um gesto de erudição enquadrado num percurso de investigação individual. Porém, o minucioso Estudo introdutório, apresentado por Sara Augusto, também Editora do texto, deixa antever a modernidade do manuscrito e, sobretudo, o significado da sua criação no âmbito da literatura barroca portuguesa: «Esta edição da Guerra Interior do padre Matias de Andrade vem fazer justiça a um homem e a uma obra que correspondem plenamente ao espírito do seu tempo. Integra-se no conjunto da vasta produção de espiritualidade, de ficção alegórica e exemplar, que abundantemente preencheu o século XVIII, tanto no panorama português como europeu (p. 30).

Dois desideratos distintos, mas complementares, podem, desde logo, ser identificados nestas palavras de Sara Augusto: a celebração do autor, um espírito erudito, com informação enciclopédica excecional, entre os membros da Congregação do Oratório, através da edição de um texto até agora confinado a uma versão manuscrita existente no Fundo Antigo da Biblioteca Municipal de Viseu; a avaliação estética de um escritor setecentista, no contexto do culto da prosa espiritual barroca portuguesa e europeia.

Marta Teixeira Anacleto, Prefácio (p. 9).


Voltar ao Topo
22 de março

Cartaz - Aula aberta: Alberto Casiraghy

A criação tipográfica de Alberto Casiraghy: Aula Aberta


Alberto Casiraghy lecionou no dia 22 de março de 2013, pelas 14h00, uma Aula Aberta do seminário «Materialidades da Literatura II» sobre o seu trabalho de criação tipográfica. A aula teve lugar na Sala de Informática da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (3º piso).

Alberto Casiraghy é tipógrafo, escritor, ilustrador e editor, responsável pelas edições Pulcinoelefante. Do seu prelo saíram nas últimas três décadas inúmeros livros de artista, em tiragens limitadas, entre os quais se destaca a produção da escritora Alda Merini (1931-2009). A obra tipográfica e editorial de Casiraghy será o tema central desta aula aberta, organizada por Catarina Figueiredo Cardoso em colaboração com o Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura.


Voltar ao Topo
4 de abril

Cartaz - Formação e Atualidade da Literatura Moçambicana

Formação e Atualidade da Literatura Moçambicana


Fátima Mendonça, Prof. da Universidade Eduardo Mondlane, lecionou no dia 04 de abril de 2013, pelas 18h00, uma Aula Aberta intitulada «Formação e Atualidade da Literatura Moçambicana».  


Voltar ao Topo
8 e 9 de abril

I Jornades de Primavera

Infiel de mim própria à tua imagem


I Jornadas de primavera do Grupo de Estudos Lusófonos em parceria com o CLP/FLUC.

«Infiel de mim própria à tua imagem»: a escrita, a figura e as representações do feminino nas literaturas africanas de língua portuguesa.

8 de abril, às 15h30m - FLUP - Sala de Reuniões.

9 de abril, às 15h30m - FLUC - Anfiteatro IV.


Voltar ao Topo
11 de abril

Cartaz - Colóquio «Homenagem à Real Academia Española»

Homenagem à Real Academia Española no tricentenário da sua fundação (1713)


Carlos Reis e António Apolinário Lourenço participaram, no dia 11 de abril, nas atividades do Festival das Letras, na Universidade de Aveiro. O festival ofereceu um contributo às comemorações da Real Academia Espanhola, através de investigadores que exercem a sua profissão em Portugal.

Além de uma intervenção geral sobre a Academia, cada conferencista escolheu um académico para se debruçar sobre a sua obra e a importância desta nas letras espanholas.

Auditório Aldónio Gomes
Departamento de Línguas e Culturas
Universidade de Aveiro
11/04/2013 09h15

Programa completo


Voltar ao Topo
17 de abril

Cartaz - os modelos de tragedia en el Renacimiento: Numancia de Cervantes y Castro de António Ferreira

Dos modelos de tragedia en el Renacimiento: Numancia de Cervantes y Castro de António Ferreira


Realizou-se no dia 17 de abril, terça-feira, pelas 14 horas, na Sala D7 (Depart. Física, 1º piso), uma Conferência/Aula Aberta, pela Prof. María Rosa Álvarez Sellers (Universitat de València), intitulada «Dos modelos de tragedia en el Renacimiento: Numancia de Cervantes y Castro de António Ferreira».

Organização:
CLP / FLUC
Mestrado em Estudos Literários e Culturais
Doutoramento em Culturas e Literaturas Modernas
Doutoramento / Mestrado em Literatura de Língua Portuguesa: Investigação e Ensino


Voltar ao Topo
2 de maio

Cartaz -Seminário Transversal, por Susan Schreibman

Seminário Transversal, por Susan Schreibman

Susan Schreibman, professora convidada do Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura, lecionou um seminário transversal, intitulado «Non Consumptive Reading for Recessionary Times», no dia 2 de maio de 2013 na Sala 6 (4º piso, Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra).


Resumo do seminário
What does it mean to ‘read’ in the twenty-first century. At a time when there are more books, articles, blogs, and tweets than anybody can hope to keep up with as a professional, the very notion of the ability for researchers to ‘read’ a subject, of mastering a discipline, comes into question. The amalgamation of these resources has created massive corpora that has the ability to disrupt and reshape 21st century literary scholarship. This talk will explore what this reshaping might entail, particularly in terms of new methods and theories that support distant reading, macroanalysis, and non consumptive reading.

Susan Schreibman
é diretora e fundadora do Programa de Humanidades Digitais do Trinity College, Dublin. Foi diretora do Observatório de Humanidades Digitais (2008-2011), um centro nacional desenvolvido sob os auspícios da Royal Irish Academy. Anteriormente foi vice-diretora para a Investigação e Coleções Digitais das Bibliotecas da Universidade de Maryland (2005-2008), e diretora-adjunta do Maryland Institute for Technology in the Humanities (2001-2004). Entre os seus projetos editoriais, refiram-se Collected Poems of Thomas MacGreevy: An Annotated Edition (1991) e The Thomas MacGreevy Archive (2007). Coorganizou ainda as obras A Companion to Digital Humanities (2004, com Ray Siemens e John Unsworth) e A Companion to Digital Literary Studies (2008, com Ray Siemens). É editora responsável pela coleção Topics in the Digital Humanities (University of Illinois Press) e editora-chefe e fundadora do Journal of the Text Encoding Initiative. A visita de Susan Schreibman à Universidade de Coimbra decorre no âmbito do projeto «Nenhum Problema tem Solução: Um Arquivo Digital do Livro do Desassossego» (CLP, Universidade de Coimbra, 2012-2015, referência COMPETE: FCOMP-01-0124-FEDER-019715; referência: PTDC/CLE-LLI/118713/2010).


Voltar ao Topo
3 de maio

Programas de Doutoramento FCT

Materialidades da Literatura: Programa de Doutoramento FCT


O Doutoramento em Estudos Avançados em Materialidades da Literatura foi recomendado para financiamento no concurso de Programas de Doutoramento FCT, cujos resultados foram recentemente divulgados. Trata-se de um curso proposto pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra com a participação do Centro de Literatura Portuguesa da Universidade de Coimbra. A avaliação destacou o mérito científico do programa, o seu caráter inovador e a excelência da sua organização, incluindo o acompanhamento e supervisão dos estudantes.  Esta distinção foi atribuída por um painel internacional que avaliou 238 programas de doutoramento em todas as áreas científicas, dos quais 51 foram recomendados para financiamento pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), a principal instituição financiadora de bolsas e projetos de investigação científica em Portugal. De acordo com o regulamento (40/2013, de 25 de janeiro), este concurso representa um novo modelo de financiamento destinado a programas de excelência e de referência internacional que privilegiam «modelos de formação inequivocamente alinhados com as melhores práticas internacionais de investigação científica». O Doutoramento em Estudos Avançados em Materialidades da Literatura poderá assim dispor de 20 bolsas de doutoramento (5 por cada edição do programa) durante os próximos quatro anos (2013-2014, 2014-2015, 2015-2016 e 2016-2017).


Voltar ao Topo
16 de maio

Cartaz - Poetas Brasileiros da Água

Poetas Brasileiros da Água: Aula Aberta


Maria Aparecida Ribeiro lecionou no dia 16 de maio de 2013, pelas 18h00, uma Aula Aberta intitulada "Poetas Brasileiros da Água".

Organização:
Biblioteca de Estudos Brasileiros
Centro de Literatura Portuguesa


Voltar ao Topo
24 de maio 
Cartaz - Figures du monstre dans le nouveau théâtre en France

Conferência: Figures du monstre dans le nouveau théâtre en France


Realizou-se no dia 24 de maio, sexta-feira, pelas 11:30 horas, uma Conferência, pelo Prof. Michel LIOURE (Univ. Blaise Pascal - Clermont-Ferrand), intitulada: Figures du monstre dans le nouveau théâtre en France.

A conferência teve lugar na Sala do Instituto de Estudos Franceses (5º piso).

Organização:
Centro de Literatura Portuguesa

Apoio:
Doutoramento em Culturas e Literaturas Modernas
e Mestrado em Estudos Literários e Culturais


Voltar ao Topo
23 e 25 de maio

 

Semana de África - Angola em Coimbra


23 de MAIO (5ª feira)
18 horas - Anf. V (6º piso)

Testemunhos e apresentação de livros
de escritores angolanos

Representante da Direção da FLUC - Intervenção de boas-vindas.
Representante do CLP (presidência).
Pires Laranjeira (FLUC/CLP/FCT) (coordenador).

Adriano Botelho de Vasconcelos (escritor/UEA) - “O papel da UEA na produção e divulgação da cultura”.
José Luandino Vieira (escritor) - “Terminar a trilogia e editar os outros poetas”.
J. A. S. Lopito Feijóo K. (escritor e Presidente da Sociedade Angolana do Direito de Autor/SADIA) – “Cantar o amor no passado tempo de cólera”/Autores, Deveres e Direitos
Zetho Cunha Gonçalves (escritor) – “Traduzir/recriar a tradição na modernidade”.
António Quino (professor, jornalista e escritor) – Apresentação de livros.

Apresentação/venda de livros

J. A. S. Lopito Feijóo K., Cartas de amor.
Zetho Cunha Gonçalves, Rio sem margem. Poesia da tradição oral – livro 2.
Antónia Domingos, Crianças vítimas de práticas de feitiçaria.
António Quino (org.), A balada dos homens que sonham.
João Miranda, Hebo e Nambuangongo.
Manuel Rui, Kitandeiras e aviões.

24 de MAIO (6ª feira)
10 às 18 horas – Sala do CLP (7º piso)

Conferências/aulas abertas dos Cursos
de 2º e 3º Ciclos (Mestrado e Doutoramento)

1ª Sessão ** 10-11:30 horas

História da Literatura e Cânone Angolano: algumas questões
Paulo Pereira e Albano Figueiredo (Diretores de Doutoramento e Mestrado) (coordenadores).

Jorge Valentim (UFSCAR/São Paulo) – “A literatura angolana vista do Estado de São Paulo: que cânone?”
Mário César Lugarinho (USP) – “Património e memória literária”.

2ª Sessão ** 15-18:00 horas

A Teoria, a Língua, a Cultura, a Literatura e a Africanidade/Angolanidade
Pires Laranjeira (coordenador).

Luís Kandjimbo (Univ. Metodista de Angola, Univ. Agostinho Neto e CPLP)
– “Africanidade, língua(s) e cultura angolana”;
– “Produção, edição, circulação e leitura em Angola – um repositório largo e um cânone provisório”

Dia 25 de MAIO (sábado)

Mesa-redonda: a tradição literária e a União dos Escritores Angolanos

18 horas = Livraria-auditório Lápis de Memórias (Av. Fernão de Magalhães)

-Pires Laranjeira (moderador).
-Antónia Miguelito Domingos (FLUC/doutoranda) A literatura e a identidade castiça e nacional.
-António Quino (EUA) O jornal ismo cultural angolano.
-Adriano Botelho de Vasconcelos (UEA) A literatura angolana na pós - independência

-Sarau Cultural na Rua: Festa da Música e da Poesia (org. da Casa de Angola em Coimbra).

Organização:
CLP, UEA e Casa de Angola de Coimbra


Voltar ao Topo
11 de julho

Semiário 2 LdoD

«Materialidades da Literatura» fazem balanço do ano com um seminário sobre o LdoD e a apresentação da Revista do Programa de Doutoramento


O Programa de Doutoramento “Estudos Avançados em Materialidades da Literatura” faz balanço do ano na próxima quinta-feira, 11 de julho, com um seminário sobre o Projeto do LdoD e com a apresentação do primeiro número da revista «MATLITt», revista do Programa de Doutoramento.

Seminário LdoD
Manuel Portela, António Rito Silva, Diego Giménez e Osvaldo Manuel Silvestre participam no seminário no âmbito do projeto «Nenhum Problema Tem Solução: Um Arquivo Digital do Livro do Desassossego», do Centro de Literatura Portuguesa da Universidade de Coimbra. Este 2º seminário, que decorre na Sala do CLP (7º piso, FLUC, 10:30 - 13:00), destina-se a fazer um ponto da situação de aspetos teóricos e técnicos dos objetos e problemas da investigação em curso, por um lado, e a delinear os passos seguintes, por outro.

Programa completo.

Apresentação da Revista «MATLIT»
O número inaugural da «MATLIT. Revista do Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura» encontra-se já disponível em linha. A revista segue uma política de acesso livre, pelo que todos os artigos (publicados em formato html e pdf) podem ser lidos e transferidos na íntegra. A sessão de apresentação pública teve lugar no dia 11 de julho, pelas 16.30, na sala do CLP.

No seu número inaugural a MATLIT dedica a secção temática a Fernando Pessoa, num dossiê intitulado “Estranhar Pessoa com as Materialidades da Literatura”. O dossiê reproduz, em boa parte, um colóquio realizado no Centro de Literatura Portuguesa da Universidade de Coimbra em colaboração com um dos parceiros estratégicos do Programa em Materialidades da Literatura, o ELAB (Laboratório de Estudos Literários Avançados), da FCSH da Universidade Nova de Lisboa.

Entre vários outros motivos de interesse, este primeiro número conta com uma entrevista a Johanna Drucker, autora de uma notável obra nos domínios recobertos pelo Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura e sua Professora Visitante.

Revista «MATLIT».


Voltar ao Topo
15 e 16 de julho 
Cartaz - Materialidades da Literatura: Summer School I

Materialidades da Literatura: Summer School I


As mudanças nas tecnologias de comunicação ocorridas nas últimas décadas alteraram quer os regimes de representação dos média, quer os regimes de representação baseados nos códigos da letra e da escrita. Esta modificação resultou num novo capítulo na teoria crítica sobre as materialidades da comunicação, com reflexos tanto na investigação das formas literárias passadas, como das formas literárias atuais. O objetivo deste Programa é desenvolver em Portugal uma área emergente de investigação, centrada na análise das materialidades da literatura – materialidades do som, da voz, da performance, da imagem, da escrita, e ainda as materialidades digitais que caracterizam certas práticas e formas literárias contemporâneas. A Primeira Summer School das Materialidades da Literatura visa divulgar este paradigma de pesquisa, apresentando novas possibilidades de trabalho para o estudo das práticas literárias.

Preço de inscrição: 25 €
Organização: Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura


Voltar ao Topo
31 de outubro

Cartaz - Materialidades da Literatura: O que são os Estudos Literários Digitais? [1]

Seminário - Materialidades da Literatura: O que são os Estudos Literários Digitais? [1]


Realizou-se no dia 31 de outubro, quinta-feira, pelas 11 horas, na Sala de Estudos Brasileiros, o primeiro seminário do ciclo 'O que são os Estudos Literários Digitais?', organizado pelo Doutoramento em Materialidades da Literatura. Este ciclo seleciona um corpo de referências teóricas que nos ajudem a debater temas importantes na reflexão atual sobre as Humanidades e, em particular, sobre o modo como a cultura digital altera as nossas práticas de comunicação, ensino e investigação.

Programa do seminário
O que é ler na era digital? (Manuel Portela)
1. Hayles, N. Katherine (2012). 'Como Lemos Nós: Close, Hiper, Máquina, Revista de Estudos Literários, Volume 2: 57-96.
2. Drucker, Johanna (2013). 'Modelando a Funcionalidade: Do Códice ao Livro Electrónico', Cibertextualidade, Volume 5: 135-146.


Voltar ao Topo
4 e 5 de novembro 
Cartaz - Figures da Ficção 4

Figuras da Ficção 4


Colóquio organizado pelo Centro de Literatura Portuguesa e coordenado pelo Prof. Carlos Reis. Conferencistas convidados: Fotis Jannidis (Univ. de Würzburg), Jens Eder (Univ. de Mannheim), Jorge Urrutia (Univ. Carlos III, Madrid) e Ofélia Paiva Monteiro (Univ. Coimbra).

4 e 5 NOV. 2013 - CLP
Programa Figuras da Ficção 4


Voltar ao Topo
15 de novembro

Cartaz - Seminário das Materialidades da Literatura, Stephen Wilson «Roads Not Taken: The Penguin Modern and Contemporary Anglo-American Poetry»

Seminário por Stephen Wilson: «Roads Not Taken: The Penguin Modern and Contemporary Anglo-American Poetry»


Stephen Wilson, professor do Programa de Doutoramento em Estudos Americanos da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, lecionou um seminário intitulado «Roads Not Taken: The Penguin Modern and Contemporary Anglo-American Poetry», no dia 15 de novembro de 2013, pelas 11h00, na Sala Jorge de Faria (5º piso, FLUC). Este seminário foi uma organização conjunta do Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura e do Programa de Doutoramento em Estudos Americanos.

Resumo do seminário
The Penguin Modern Poets (PMP) was a series that appeared between 1962 and 1975, its aim, according to the blurb of Penguin Modern Poets 1, was “to introduce contemporary poetry to the general reader by publishing some thirty poems by each of three modern poets in a single volume.” To this end twenty-seven volumes were published over thirteen years: approximately 2000 poems by 81 poets. The volumes are a mixed bag in every sense, not least in terms of quality; the series includes American, English, Irish, Scottish and Welsh poets from disparate schools and movements and it is difficult to induce anything in the way of an coherent editorial policy or intention (other than a commitment to plurality) – even the term ‘contemporary’ proves somewhat elastic. Now widely regarded as a period piece the series is best remembered for its remarkable, if short-lived,  popular and commercial success. All the original volumes are now out of print but second-hand copies are widely and cheaply available. My contention is that the series was – and is – more than just a curiosity of literary history or a piece of 1960s memorabilia. Rather, the Penguin Modern Poets series, read as the conjunction of a concrete set of publishing practices and wider literary, cultural and social trends and movements, should be seen as marking an epoch in the history of English-language poetry in the second-half of the twentieth century; as such it is yet to be adequately chronicled, or fully understood, and it continues to be a significant presence – and sometimes a more significant absence – in the domain of Anglo-American poetry.

Doutorado pelo Trinity College Dublin, Stephen Wilson é especialista em teoria da literatura, estudos americanos e estudos anglo-irlandeses. Entre os seus ensaios destacam-se os que dedicou à cultura popular norte-americana, a Gore Vidal (por exemplo, «The Inside Man», Dublin Review of Books, 2012) e a Ezra Pound (por exemplo, «The Modernist Volcano» Dublin Review of Books, 2012). Foi um dos organizadores da 25th Ezra Pound International Conference, realizada no Trinity College Dublin, em julho de 2013. Tem em preparação uma obra sobre Ezra Pound e a história americana.


Voltar ao Topo
19 de novembro

Cartaz - Materialidades da Literatura: O que são as Materialidades da Literatura? [1]

Seminário: O que são as Materialidades da Literatura? [1]


Realizou-se no dia 19 de novembro, terça-feira, pelas 11 horas, na Sala de Estudos Brasileiros, o primeiro seminário do ciclo ‘O que são as Materialidades da Literatura?’, organizado pelo Doutoramento em Materialidades da Literatura. Este ciclo pretende construir uma genealogia de perspetivas teóricas e análises mediais da literatura que nos permitiram concetualizar este campo de investigação. A primeira sessão intitulou-se «A ideia de materialidade na teoria da literatura do século XX: de Jakobson a De Man» e foi lecionada por Osvaldo Manuel Silvestre.


Voltar ao Topo
29 de novembro

Cartaz - Poéticas do Imagotipo

Seminário: Poéticas do Imagotipo


Realizou-se no dia 29 de novembro, sexta-feira, pelas 14 horas, uma Aula – Seminário aberto pelo Prof. Enrique Santos Unamuno (Universidade de Extremadura), intitulada “Poéticas do Imagotipo: entre teoria e história da literatura. Formações e transformações da Lenda Negra”.

A conferência teve lugar no Anfiteatro IV (7º Piso).

Organização:
CLP/FLUC
Doutoramento em Culturas e Literaturas Modernas e Mestrado em Estudos Literários e Culturais


Voltar ao Topo
5 de dezembro

Cartaz - Seminário das Materialidades da Literatura Jerónimo Pizarro

Seminário por Jerónimo Pizarro: «A Ansiedade da Unidade: Uma Teoria da Edição»


Jerónimo Pizarro, professor na Universidade de Los Andes (Bogotá), Titular da Cátedra de Estudos Portugueses do Instituto Camões na Colômbia, lecionou um seminário intitulado «A Ansiedade da Unidade: Uma Teoria da Edição», no dia 5 de dezembro de 2013, pelas 14h30, na Sala de Seminário de Estudos Ingleses (6º piso, FLUC). A visita de Jerónimo Pizarro à Universidade de Coimbra decorreu no âmbito do projeto «Nenhum Problema Tem Solução: Um Arquivo Digital do Livro do Desassossego» (CLP, Universidade de Coimbra, 2012-2015, referência COMPETE: FCOMP-01-0124-FEDER-019715; referência: PTDC/CLE-LLI/118713/2010). Este seminário foi uma organização conjunta do Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura e dos Programas de Doutoramento e Mestrado em Literatura Portuguesa: Investigação e Ensino.

Resumo
Em 1973 foi publicado o livro The Anxiety of Influence: A Theory of Poetry, de Harold Bloom. Uma variação deste título pode ser útil hoje para descrever um outro tipo de ansiedade, o da unidade, não menos abrangente e condicionante do que o da influência. Tanto o campo da edição, como o da interpretação são campos que, contra a realidade e todas as provas materiais, vivem imersos nesse outro tipo de ansiedade. Quer a interpretação, preocupada com a intenção do autor, da obra ou do leitor, quer a edição, angustiada com as intenções finais do autor e o estabelecimento do copy-text, parecem, por vezes, pouco capazes de se libertarem dessa ansiedade do uno e de se adaptarem à existência do múltiplo. Esta conferência procurará fazer um novo apelo a uma necessária mudança de paradigma, atendendo, em especial, às novas e libertadoras possibilidades abertas pela edição eletrónica. Atenção especial será dedicada a Fernando Pessoa e ao Livro do Desassossego.

Jerónimo Pizarro é doutorado em Linguística Portuguesa pela Universidade de Lisboa e em Literaturas Hispânicas pela Universidade de Harvard. Foi Professor do Programa de Crítica Textual da Universidade de Lisboa e é membro do grupo de trabalho que desde 1988 publica a edição crítica das obras completas de Fernando Pessoa. As suas áreas de interesse e conhecimento são a crítica textual, as literaturas hispânicas e as literaturas de expressão portuguesa. Tem editado e organizado vários livros, entre os quais a primeira edição crítica-genética do Livro do Desassossego (Imprensa Nacional–Casa da Moeda, 2010) e o volume coletivo Portuguese Modernisms: Multiple Perspectives on Literature and the Visual Arts (Legenda, 2011). Duas das suas últimas edições são Eu sou uma antologia: 136 autores fictícios (co-organizada com Patrício Ferrari; Tinta da China, 2013) e uma nova edição do Livro do Desassossego (Tinta da China, 2013). Entre os seus livros de ensaios, refiram-se Pessoa Existe? (Ática, 2012) e La mediación editorial: sobre la vida póstuma de lo escrito (Iberoamericana-Vervuert, 2012). Foi distinguido em 2013 com o Prémio Eduardo Lourenço.


Voltar ao Topo
6 de dezembro

Cartaz - Seminário das Materialidades da Literatura Richard Parker

Aula Aberta por Richard Parker


Richard Parker, professor de Literatura Americana na Universidade de Gaziantep (Turquia), lecionou uma aula aberta intitulada «Reading and Publishing: Various Reading Practices at the Crater Press», no dia 6 de dezembro de 2013, pelas 11h00, na Sala Jorge de Faria (5º piso, FLUC). Tem em curso uma monografia sobre o modernismo tardio e vários artigos sobre literatura desportiva na poesia de vanguarda americana. Richard Parker é também poeta, editor e tipógrafo da série de panfletos de poesia da Crater Press.

Resumo
In this paper I will look at how publishing a letterpress pamphlet series offers opportunities to read in unique and surprising ways.  I will begin with some general observations regarding letterpress printing and its connection to various writing practices, before moving on to my experience as a reader and printer, using examples of my own printing history and others’ to explain some of the many different points of access to the activity of reading that printing has given me.  I will attempt to ground my paper in both historical and theoretical discourses as well as offering an extensive account of the workings of my own press, The Crater Press.


Voltar ao Topo
19 de dezembro

Estado da arte_2

Estado da arte 2


Teve lugar no dia 19 de dezembro de 2013, na sala Ferreira Lima (6º piso da FLUC), a sessão 2 do Estado da Arte, iniciativa com periodicidade semestral na qual todos os doutorandos do Programa de Doutoramento «Estudos Avançados em Materialidades da Literatura» apresentam o estado atual da sua dissertação. Esta iniciativa destina-se a reforçar a cultura de debate interno e a acompanhar de perto a elaboração das dissertações de doutoramento. A sessão não está aberta ao público, podendo apenas participar os estudantes e os docentes do Programa.

Estado da Arte 1 (9 de maio de 2013): fotos e vídeo.


Voltar ao Topo