Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Ensino da Língua e Literatura Portuguesa (2014-2015)

Coordenação: José Cardoso Bernardes



1. Justificação

Numa unidade de investigação que tem por objeto principal o estudo da literatura portuguesa, a existência de um domínio de trabalho que se dedique prioritariamente às questões da língua (que é, simultaneamente, matéria e produto dessa mesma literatura) surge como natural, necessária e imprescindível. A língua e a literatura constituem realidades interdependentes e o desenvolvimento de investigação que ponha em destaque essa mesma interdependência, para além do contributo científico que envolve, em si mesmo, poderá concorrer ainda para que a tomada de decisões em algumas áreas críticas, como o ensino e a política de língua, se faça sobre terreno mais sólido e informado.

A proposta aqui apresentada está consciente da separação de percursos que tem caracterizado a produção científica realizada, durante as últimas décadas, nos estudos linguísticos e nos estudos literários. É também sabido que esta excessiva demarcação de territórios tem contaminado os mecanismos de divulgação científica e de migração dos saberes para o espaço formal do ensino. Nesse sentido, o que se propõe nesta intervenção procura ensaiar uma nova forma de investigar a língua e a literatura, num registo de reaproximação e proveito mútuo.


2. Objetivos gerais

De acordo com esta abordagem de complementaridade, o trabalho a desenvolver terá as seguintes finalidades genéricas:
1. Identificar e descrever o lugar da literatura no âmbito dos programas de ensino do Português, quer em território nacional, quer no espaço da lusofonia;
2. Produzir bibliografia e material de apoio que sustente práticas de divulgação e ensino da língua portuguesa;
3. Estabelecer / aproveitar formas de divulgar a investigação produzida, através da formação dos agentes envolvidos nas políticas de língua (professores, leitores, etc.);
4. Propor parâmetros para uma linha continuada de investigação sobre a literatura que dê visibilidade à sua dimensão institucional, sobretudo enquanto objeto de aprendizagem e enquanto fator de identidade cultural, estética e linguística dos indivíduos.

A consecução destas grandes finalidades passará pelo desenvolvimento de um programa sobre a ponderação do lugar da literatura no ensino e na difusão da língua portuguesa. Dando continuidade a uma linha de trabalho já desenvolvida no âmbito do CLP, o programa visa promover a discussão e a produção científica em torno do enquadramento e do formato a atribuir à cultura literária no ensino da língua portuguesa. Trata-se essencialmente de dirigir um olhar renovado à dimensão institucional que a literatura ganha ao ser submetida a processos de difusão, quer em contexto escolar, quer como veículo fundamental para a internacionalização da língua portuguesa.


3 - Objetivos específicos
1. Refletir sobre o lugar que cabe à literatura no contexto do ensino e da difusão da língua portuguesa;
2. Promover atividades de formação dirigidas aos responsáveis institucionais pelo ensino e pela difusão do Português (incluindo estudantes) que incidam diretamente sobre os textos e as modalidades de trabalho previstas nos normativos em vigor (nomeadamente, os programas);
3. Criar um acervo de material pedagógico e didático que sirva de suporte à formação referida em (2) e à continuidade que lhe for dada por cada responsável institucional no seu contexto de atuação, em particular no campo do ensino;
4. Contribuir para a circulação de versões criticamente válidas e pedagogicamente apetrechadas dos textos cuja leitura está prevista nos programas do Ensino Básico (no âmbito das novas Metas Curriculares introduzidas nos programas) e nas orientações seguidas pelos agentes de difusão da língua portuguesa a nível internacional.


4 - Equipa de investigação
1. Coordenação: José Augusto Cardoso Bernardes.
2. Membros: Amélia Correia, Ana Maria Machado, Carlos Reis, Cristina Mello, Graça Lucas, Maria Helena Santana, Maria de Jesus Cabral, Maria Luísa Carvalho, Osvaldo Silvestre, Rui Afonso Mateus.
3. Consultores: Isabel Rocheta (Universidade de Lisboa), Isabel Margarida Duarte (Universidade do Porto); Maria de Lourdes Dionísio (Universidade do Minho)

5 - Ações e atividades a desenvolver

5.1. No âmbito particular do ensino da língua portuguesa:
1. Organização de um círculo de estudos destinado à reflexão sobre a dimensão “Educação literária” introduzida nos programas do Ensino Básico pelas novas metas curriculares e à produção de material de apoio (metodológico e prático) para o tratamento integrado dessa componente no quadro curricular da disciplina de Português;
2. Organização de um conjunto de ações de formação para professores dos vários ciclos do Ensino Básico destinada à divulgação, aprofundamento e elaboração de produtos que permitam disseminar, enriquecer e aprofundar os resultados alcançados e os materiais elaborados no âmbito do círculo de estudos proposto em (1);
3. Disponibilização de atividades (em sessões de curta duração) destinadas ao público escolar que incidam sobre as obras / autores / problemáticas estudadas neste programa de investigação;
4. Criação de um banco organizado de materiais em formato digital destinados ao tratamento integrado da dimensão “Educação literária” (disponível em linha) destinado a uso de alunos e professores do Ensino Básico (à imagem do Banco de Itens existente para a disciplina de Matemática), com eventual envolvimento dos alunos de cursos de pós-graduação.

5.2. No âmbito mais vasto da difusão da língua portuguesa:
1. Produção de compêndios sobre os autores mais presentes no cânone escolar;
2. Elaboração de antologias comentadas dos textos literários que compõem o cânone essencial lido e estudado nas escolas portuguesas, nos países lusófonos e no espaço de influência dos agentes de internacionalização da língua portuguesa, tendo por suporte uma conceção dialógica do ensino da literatura, em articulação com as restantes componentes de aprendizagem do Português, particularmente a linguística, mas também a estética, a comunicacional e a cultural);
3. Realização de um colóquio sobre o ensino da língua e da literatura, elegendo como áreas de reflexão os temas que se vierem a revelar mais produtivos e polémicos ao longo da execução do programa.

6. Calendarização
O programa deverá desenvolver-se ao longo de cinco anos, entre 2015 e 2019. Os dois primeiros anos destinar-se-ão à implementação dos processos de pesquisa e debate, envolvendo ações de formação e colóquios de pequena dimensão, e os restantes à publicação dos materiais: compêndios, antologias, bibliografia de apoio ao ensino da língua e da literatura.

7. Outros parceiros envolvidos
1. Escolas básicas e secundárias do centro do país;
2. Ministério da Educação (em particular a Direção-Geral da Educação, que tutela diretamente os Ensinos Básico e Secundário);
2. Instituto Camões, através das cátedras e centros de língua portuguesa instalados em universidades estrangeiras.