Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Vox Media: A Voz na Literatura (2015-2022)

 

Equipa do Projeto

Coordenador

Osvaldo Manuel Silvestre (Universidade de Coimbra)

Membros

Pedro Serra (Universidade de Salamanca)

Fernando Matos Oliveira (Universidade de Coimbra)

Felipe Cussen (Universidade de Santiago do Chile) 

José Geraldo (Universidade de Aveiro)

Nuno Miguel Neves (Centro de Literatura Portuguesa)

Tiago Schwäbl (Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura)

Nuno Meireles (Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura)

 

Sinopse

A naturalidade com que a ideia de literatura se traduz na ideia de texto e, esta, em «letras impressas em papel», é provavelmente responsável pela versão unilateral que o senso comum, bem como a doxa crítica, a todo o instante transmitem da relação do leitor com ela: a literatura é algo que se lê em silêncio. Ou melhor, a literatura é um texto que devém livro por meio de um processo de inscrição que, também ele, se torna invisível, uma vez que a materialidade do texto se anula em função daquilo que nele se transmite: ideias, significados, sentidos, enfim, conteúdos.

E, contudo, não há literatura sem um processo de inscrição material que faz de cada signo verbal uma coisa no mundo fenomenal, para ser vista antes de ser lida, e para ser lida em silêncio – ou não. Ou então, para ser dita, o que é uma outra forma de inscrição material, precedendo e dispensando a escrita ou seguindo-se a ela. Existem, como é sabido, histórias da literatura (ocidentais e não-ocidentais) nas quais a Voz precede a escrita, e existem argumentos filológicos em seu apoio – embora se possa suspeitar de que tais argumentos relevam de alguma pulsão revisionista. Não se trata, porém, de buscar um privilégio da Origem para o estudo da dimensão sonora, e especificamente vocal, do fenómeno literário, mas sim de admitir a relevância de tal estudo para uma versão mais completa, simultaneamente moderna e arcaica, de literatura.

No cruzamento das vanguardas históricas com as mudanças nas tecnologias de comunicação, a literatura abriu-se às materialidades do som, da voz e da performance, num processo que a mediação e reprodução técnica não deixou de acelerar e dramatizar, até à revolução digital (e à especificidade histórica e tecnológica da situação pós-digital). Este processo sofreu ainda a sobreposição do fenómeno da massificação, operando em grande medida num cenário de «reoralização», embora já nos termos históricos de uma «oralidade secundária». Dos ambientes mais vanguardistas aos mais massificados, da Poesia Sonora à Spoken Word ou à Slam Poetry, sem esquecer esse vasto território intermédio ocupado pelas leituras (ou récitas) de poesia, bem como à realização oral do texto dramático, ou aos audiolivros, a consciência de que o planeta da literatura abarca também essas dimensões é hoje crescente.

O projeto VOX MEDIA, um dos três nos quais se organiza o trabalho de pesquisa e de elaboração de teses no Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura da FLUC, explora as dimensões do fenómeno literário afetadas pela voz enquanto medium da literatura, bem como pelas perturbações que esse meio sofre por efeito combinado da performance e das tecnologias de mediação, representação e reprodução. A intenção deste projeto é, pois, não apenas a de produzir o catálogo e compêndio dos efeitos contemporâneos da VOX MEDIA sobre a noção de literatura, mas também a de produzir uma arqueologia da VOX MEDIA e de todos os fenómenos recalcados pela sua invisibilidade histórica.

Sítio web do projeto: http://www.voxmedia.uc.pt/

 

Objetivos

a) Descrever e analisar os modos de presença da voz na experiência literária, seja através da manipulação do código da escrita, seja através do registo fonográfico da leitura e da interpretação vocal.

b) Teorizar sobre a audiotextualidade a partir da compreensão da especificidade do registo fonográfico da fala, da voz e do som nas práticas literárias.

c) Investigar a escrita alfabética como sistema de notação, através de obras e práticas que exploram a relação entre inscrição e expressão literária da voz e do som.

d) Produzir um áudio-arquivo digital e uma base de dados com a inventariação das gravações literárias em Portugal.

 

Calendarização

O projeto desenvolve-se em duas fases, coincidindo com o financiamento plurianual do CLP: 2015-2017 (fase 1), 2018-2022 (fase 2).

 

Atividades

1) Colóquio interno bienal “Vox Media: O Som na Literatura” para apresentação de resultados da investigação em curso pelos membros do projeto, juntamente com convidados externos: 1ª edição, 27 de novembro de 2015.

2) Colóquio multidisciplinar "Variações sobre António: Um Colóquio em Torno de António Variações", 7 e 8 de dezembro de 2017.

3) Missões de participação em colóquios externos (nacionais e internacionais) que versem temáticas afins do projeto.

4) Publicação de um número da revista MATLIT dedicado a este tema de investigação: Vol. 5.1 (2017): Vox Media: O Som na Literatura, org. Osvaldo Manuel Silvestre e Felipe Cussen.

5) Tiago Schwäbl e Nuno Miguel Neves, «Hipoglote» (Programa de rádio, RUC, 2016-2020; Antena 2, 2020).

 

Teses de doutoramento no âmbito deste Projeto

1. José Geraldo, «Registos sonoros de interpretação poética: análise dos modos de dizer poesia em Portugal, a partir das gravações em disco» (tese concluída em outubro de 2015, aprovada a 04-03-2016)

2. Nuno Miguel Neves (Bolseiro FCT, 2013-2017, PD/BD/52250/2013), «Vox Ex Machina: Poesia Sonora no Séc. XXI» (tese concluída em fevereiro de 2019, aprovada a 29-05-2019)

3. Tiago Schwäbl, «shrrshrrsh: Questões de notação na poesia sonora»

4. Nuno Meireles (Bolseiro FCT, 2018-2022, PD/BD/142766/2018), «A voz que reescreve: farsas, comédias e moralidades de Gil Vicente lidas com o ouvido em mediação videográfica. Preliminares para um arquivo digital performativo do teatro vicentino» [sítio web: "Intermedia Vicente"]

 

Conferências e seminários por investigadores convidados

2019
2018
  • Frederico Fernandes (Universidade Estadual de Londrina), com a participação de Nuno Neves (UC, Materialidades da Literatura) e Diego Giménez (Centro de Literatura Portuguesa): Apresentação do livro Polypoetry 30 Years, 1987-2017, organizado por Enzo Minarelli e Frederico Fernandes.
2017
  • Felipe Cussen (Universidad de Santiago de Chile) “Cajas“, conferência seguida de performance. 6 de outubro de 2017.
2016
  • Artist talk by Alessandra Eramo (sound artist, vocalist and composer) “Voice. And Beyond”, 28 de abril de 2016.


 Atividades do Projeto

2020
2019
  • Jaap Blonk (poeta sonoro): Performance “Dr Voxoid’s Next Move”. Salão Brazil, Coimbra, 20 de maio de 2019. Organização do Programa de Doutoramento  em Materialidades da Literatura, JACC-Serviço Educativo (Coimbra), Associação Cultural Calafrio (Guarda), Fundação Eugénio de Almeida (Évora) e Hipoglote (RUC-Rádio Universidade de Coimbra).
2018
2017
2016
  • Tiago Schwäbl e Nuno Miguel Neves, «Hipoglote» (Programa de rádio, RUC, 2016-2020; Antena 2, 2020)
2015


Participação em Colóquios

2020

Comunicações em colóquios

  • Meireles, Nuno. 2020. [Moderação de painel] Painel de Cinema e Educação III na VI edição do Simpósio Internacional “Fusões no Cinema”, integrado na XXVI edição do Festival “Caminhos do Cinema Português”. 27 de Novembro de 2020.

    Performance

    • Meireles, Nuno. [performance de leitura em vídeo] “Jacob and Esau, Act 1 and 2 (Beyond Shakespeare Exploring Session)” in YouTube, 29 de maio 2020. https://youtu.be/WFtSbwP4g5M
    • Meireles, Nuno. [performance de leitura em vídeo] “Godly Queen Hester (Beyond Shakespeare Exploring Session)” in YouTube, 23 de maio 2020. https://youtu.be/a1sq0S1T_Ew
    • Meireles, Nuno. [performance de leitura em vídeo] “Ferrex and Porrex in Gorboduc by Thomas Norton & Sackville (Beyond Shakespeare Character Workshop)” in YouTube, 22 de maio 2020. https://youtu.be/wfwOQ225BdM
    • Meireles, Nuno. [performance de leitura em vídeo]  “The Play of Wit and Science by John Redford (Beyond Shakespeare Exploring Session)” in YouTube, 14 de maio 2020. https://youtu.be/a55FYFxkrEQ
    • Meireles, Nuno. [performance de leitura em vídeo]  “Calisto and Melebea, printed by John Rastell (Beyond Shakespeare Exploring Session)” in YouTube, 8 de maio 2020. https://youtu.be/jWm5fLrrEqs
    2019


    Comunicações em colóquios

    • Meireles, Nuno. 2019. “A leitura em linha do Teatro de Autores Portugueses do Séc. XVI.” LUSOCONF19, ESE – Instituto Politécnico de Bragança, 18 de outubro 2019.


    Criação literária

    Oficina

    Performance

    • Meireles, Nuno. [performance de leitura] in Lançamento do livro "Assim Nasceu Uma Língua", de Fernando Venâncio, com apresentação de Sónia Duarte. Livraria Cooperativa UNICEPE, Porto. 4 de dezembro 2019.
    • Meireles, Nuno. 2019. [performance de leitura] “Uma Hora de Livro d’Horas: performance duracional por Nuno Meireles” in Apresentação do livro “A eternidade dura uma hora” de Diogo Marques/Ana Gago e Ana Sabino. Livraria Gato Vadio, Porto. 16 de novembro 2019.
    • Meireles, Nuno. 2019. [Performance] in “1ª oficina presencial Fragmentos em Prática: uma introdução dinâmica ao Arquivo LdoDI”, em comemoração dos 131 anos de Fernando Pessoa. A oficina foi ministrada por Cecília Magalhães. FLUC. 13 de junho de 2019
    • Meireles, Nuno. 2019. [Performance por teleconferência] “Doutor Fausto faz Literatura Algoritmicamente: Performance com Vídeo, Voz Gravada e uma Pessoa Vestida de Bata Branca”. Colóquio “Matemática e Literatura IV”. Festival Literário FOLIO 2019, Museu Abílio De Mattos e Silva. 13 de outubro 2019.
    • Meireles, Nuno. 2019. [Performance e assistência de encenação] in “A Querela dos Grilos” de Tiago Schwäbl/Fátima Fonte, Encenação de Tiago Schwäbl, Auditório Vita, Braga, 13 de outubro 2019.
    • Meireles, Nuno.  et al. 2019. [Exposição] Co-curadoria da exposição Caminhos da Literatura no MATLIT LAB: um laboratório de humanidades. 21ª Semana Cultural da Universidade de Coimbra. Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. 6-8 março, 2019.
    2018


    Comunicações em colóquios

    • Schwäbl, Tiago. “A convocatória de Nancy.” VisoVox: Poesia Visual e Sonora. Fundação Eugénio de Almeida. Évora. 27 de setembro de 2018.
    • Nuno Miguel Neves. “Revistas em revista OU como publicar Poesia Sonora.” VisoVox: Poesia Visual e Sonora. Fundação Eugénio de Almeida. Évora. 27 de setembro de 2018.
    • Nuno Miguel Neves. “Latin American Sound Poetry: The Case of Amanda Berenguer’s ‘Dicciones’”. 65th Annual Meeting of SECOLAS, Vanderbilt University, Nashville, EUA. 10 de março de 2018.


    Criação literária

    • Nuno Miguel Neves. #deadbymigration [poema]. pacificREVIEW: A West Coast Arts Review Annual. San Diego State University Press. setembro de 2018.
    • Nuno Miguel Neves. 2 poemas s/ título. S/CISMO. Fanzine comemorativa dos 70 anos do Teatro Universitário do Porto. 15 de dezembro de 2018.
    • Schwäbl, Tiago. Era uma vez eu alface. Libreto para ópera de Fátima Fonte. Estreado no TNSC a 17 de Fevereiro de 2018.


    Apresentações de livros e exposições

    • Nuno Miguel Neves. Apresentação de "Polypoetry 30 Years, 1987-2017", de Enzo Minarelli e Frederico Fernandes (eds.). Salão Brazil, Coimbra. 6 de dezembro de 2018. Com Frederico Fernandes e Diego Giménez. 6 de dezembro.
    • Nuno Miguel Neves. Ponto de escuta. Apresentação da exposição VisoVox: Poesia Visual e Sonora. Fundação Eugénio de Almeida. Évora. Com Tiago Schwäbl. 25 de julho de 2018.
    • Nuno Miguel Neves. Apresentação de “Parlatório”, de Américo Rodrigues. Galeria ZDB, Lisboa. 24 de fevereiro de 2018.
    • Nuno Miguel Neves. Apresentação de “Parlatório”, de Américo Rodrigues. Salão Brazil, Coimbra. 13 de janeiro de 2018.

    Oficina

    • Neves, Nuno Miguel. Oficina de Escuta. VisoVox: Poesia Visual e Sonora. Fundação Eugénio de Almeida, Évora. 28 de setembro de 2018.

    Performance

    • Meireles, Nuno. [Performance]“Transmedia Pastoril da Serra da Estrela”, in Montanha Mágica - Encontro Internacional sobre Arte e Paisagem, Universidade da Beira Interior, Covilhã, 8 de novembro de 2018. http://montanhamagica.ubi.pt/#perf
    2017

    Performance

    2016
    2015
    • José Geraldo, "O som no momento da escrita e no da interpretação vocal de um texto escrito — objetos e gravações sonoras", no colóquio "Vox Media: O Som na Literatura. Colóquio I”, Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, 27 de novembro de 2015.
    • Nuno Miguel Neves, “The Universe is Green: Portuguese Poetry and the Beats", no colóquio anual da "European Beat Studies Network”, na Universidade Livre de Bruxelas, de 28 a 31 de outubro de 2015.
    • Nuno Miguel Neves, "Do fio que canta às vozes etéreas: Eletricidade, Tecnologia e Voz", no colóquio "Vox Media: O Som na Literatura. Colóquio I”, Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, 27 de novembro de 2015.
    • Osvaldo Manuel Silvestre, "Ninguém sabe a voz que tem: Manuel Bandeira e a leitura pública de poesia", no colóquio "Vox Media: O Som na Literatura. Colóquio I”, Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, 27 de novembro de 2015.
    

    Publicações do Projeto

    2020

    Artigos

    • Neves, Nuno Miguel. 2020. “a separação::a(n)estesia, de Rui Torres y Ões para voz, batata frita e camões, in memoriam Philadelpho Menezes de Américo Rodrigues: Experimentalismo en y sobre el rectángulo”. Barca de Palabras, pp. 11–15.
    2019

    Artigos

    • Meireles, Nuno. 2019. “A leitura em linha do Teatro de Autores Portugueses do Séc. XVI.”, II Encontro Internacional de Língua Portuguesa e Relações Lusófonas - LUSOCONF2019: livro de resumos, pp. 80-81. ISBN: 978-972-745-267-5. http://hdl.handle.net/10198/16528

    Recensões críticas

    • Meireles, Nuno. 2019.  “Gil Vicente: um zoom, aqui e agora”, Recensão crítica a José Augusto Cardoso Bernardes e José Camões, coords. Compêndio Gil Vicente. Lisboa: Imprensa Nacional – Imprensa da Universidade de Coimbra, 2018. 616 pp. ISBN: 978-972-27-2710-5. in MATLIT v. 7 n. 1: Redes da Poesia Experimental: Circulações Materiais. DOI: https://doi.org/10.14195/2182-8830_7-1_22
    2018

    Recensões críticas

    Artigo em blogue e em periódico

    • Neves, Nuno Miguel. “Parlatório [Recensão].” Le Monde Diplomatique, abril 2018. pp. 13.
    2017

    Artigos

    Entrevista

    Recensões críticas

    2016

    Entrevistas

    Criação literária

    2015

    Artigos

    • Serra, Pedro. "Voz do Avatar, Voz Como Avatar, Avatar da Voz." MATLIT: Revista do Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura [Online], 3.1 (2015): 11-22. Web. DOI: http://dx.doi.org/10.14195/2182-8830_3-1_1

    Recensões críticas

    • Neves, Nuno Miguel. "Dígitos a Contrapelo ou da Materialidade do Erro na Cultura Digital." MATLIT: Journal of the Doctoral Program in Materialities of Literature [Online], 3.1 (2015): 261-265. Web. DOI: http://dx.doi.org/10.14195/2182-8830_3-1_19
    • Neves, Nuno Miguel. "Sur le pavé la fibre optique: Para uma (In)Definição da Arqueologia dos Media." MATLIT: Journal of the Doctoral Program in Materialities of Literature [Online], 3.1 (2015): 284-287. Web. DOI: http://dx.doi.org/10.14195/2182-8830_3-1_24
    2014

    Artigos

    • Serra, Pedro. “ ‘As vozes saem do ar, e não de gargantas’– Arqueofonias do Livro do Desassossego e da Copilaçam de Gil Vicente”, in Patrícia Soares Martins, Golgona Anghel, Fernando Guerreiro, orgs., Central de Poesia: O Livro do Desassossego, Lisboa: CLEPUL – Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 2014. 63-76. ISBN 978-989-680-119-9.

    Recensões críticas

    • Schwäbl, Tiago. "Para Além da Parergónia: A Leitura da Remoção." MATLIT: Journal of the Doctoral Program in Materialities of Literature [Online], 2.1 (2014): 190-194. Web. DOI: http://dx.doi.org/10.14195/2182-8830_2-1_12
    2013

    Recensões críticas

    • Portela, Manuel. Recensão crítica a Felipe Grüne Ewald, Frederico Fernandes, Juliana Franco Alves, Marcelo Rodrigues Jardim, Sofia Aparecida Vido Pascolati (orgs.), Cartografias da Voz: Poesia Oral e Sonora. Tradição e Vanguarda (Curitiba, PR: Letra e Voz, 2011), in Revista de Estudos Literários, Vol. 3, 2013, pp. 452-456. ISSN 2182-1526.