a carregar...

Notícias CLP

Notícias CLP

Os Maias: edição crítica

Add this event to my calendar

Publication date: 06-02-2018 15:00

Start: 06-02-2018
End: 28-02-2018
Edição Crítica Os Maias_Convite

Edição crítica d Os Maias





A edição crítica do romance Os Maias. Episódios da Vida Romântica, justamente considerado a obra maior da ficção queirosiana, é o décimo sétimo volume da série em publicação, desde 1992, pela Imprensa Nacional e coordenada por Carlos Reis. O presente volume foi preparado por Carlos Reis e Maria do Rosário Cunha.

Publicado pela primeira vez em 1888, o romance não teve outras edições em vida do autor. Trata-se de um extenso texto que exigiu demorada escrita, ao longo de cerca de dez anos. Durante essa década trabalhosa, Os Maias conheceram avanços e recuos, dúvidas e entusiasmos, em paralelo com o trabalho que Eça ia consagrando a outros títulos, designadamente A Relíquia e A Correspondência de Fradique Mendes. A expressão que o romancista usou, numa carta a Ramalho Ortigão, quando falou de “um romance em que pusesse tudo o que [tinha] no saco”, diz bem acerca da dimensão e da complexidade deste romance; pode, assim, afirmar-se que nele está concentrado muito daquilo que Eça tinha para dizer aos seus contemporâneos e à posteridade.

A escrita, a revisão e a edição d’Os Maias defrontaram-se com dificuldades e com incidentes que quase levaram ao fracasso da iniciativa. A introdução a esta edição crítica mostra que Os Maias podiam simplesmente ter-se perdido, vítimas da desorganização e do desleixo de uma tipografia lisboeta. Felizmente, a tenacidade do escritor permitiu que chegasse a bom termo a construção desta “vasta machine”, conforme lhe chamou Eça, em carta de 10 de maio de 1884 a Oliveira Martins.

Através de uma edição crítica como a presente, procede-se à revisão e à fixação do texto do romance, suportadas por critérios e por notas que esclarecem o trabalho levado a cabo. Chega-se, assim, a um texto renovado que procura recuperar a vontade do autor, com eliminação de erros e de omissões acumulados ao longo dos anos.

A presente edição crítica integra, além de uma nota prévia, uma longa introdução histórico-literária (cerca de 40 páginas), o texto fixado e anotado (mais de 600 páginas), um apêndice documental e notas biobibliográficas.

Mais informação disponível aqui.