Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

A Correspondência de Fradique Mendes (Memórias e Notas)

  
Capa - A Correspondência de Fradique Mendes 

Autor: Eça de Queirós
Edição: Carlos Reis, Irene Fialho e Maria João Simões
Editor: INCM
Data: 2013
Coleção: Edição Crítica das Obras de Eça de Queirós
Coordenação: Carlos Reis
Nº de páginas: 438
ISBN: 978-972-27-2085-4
Preço: €25.00 - Comprar

Sinopse

A edição crítica d’A Correspondência de Fradique Mendes pretende facultar aos especialistas em estudos queirosianos um texto em muitos aspetos consolidado, relativamente ao que eram as edições de que até agora dispúnhamos. Tendo aparecido pouco depois da morte do grande escritor, A Correspondência de Fradique Mendes é verdadeiramente e como já foi dito um semipóstumo: projetada e em boa parte preparada ainda por Eça, a edição do epistolário fradiquista contou seguramente com outras intervenções, logo depois do desaparecimento do seu autor, em agosto de 1900.
A escrita e a publicação original destes textos foi algo acidentada e sobretudo dispersa, no espaço e no tempo. Em várias publicações, em Portugal e no Brasil, surgiram, ao longo dos anos, as cartas fradiquistas e a biografia que apresenta o seu autor, esse Carlos Fradique Mendes concebido, por iniciativa coletiva e algo provocatória, no fim dos anos 60 do século XIX, mais tarde recuperado e amadurecido por Eça de Queirós. Uma tal dispersão explica as reescritas, as emendas e até as oscilações de critério editorial que a história dos textos evidencia. Para além disso, Eça deixou inéditas várias cartas fradiquistas, só publicadas bem depois da sua morte; e entre elas estão seguramente algumas das mais ilustrativas do pensamento de quem foi poeta e viajante, suposto autor de obra desconhecida e observador arguto dos homens e das coisas do seu tempo.

Carlos Reis

  
  
Índice
   Nota prefacial
INTRODUÇÃO
1. HISTÓRIA DO TEXTO
2. A CORRESPONDÊNCIA DE FRADIQUE MENDES E O CÂNONE QUEIROSIANO
3. OS TESTEMUNHOS MANUSCRITOS: PRESENÇAS E AUSÊNCIAS
4. CRITÉRIOS EDITORIAIS
TEXTO CRÍTICO
A CORRESPONDÊNCIA DE FRADIQUE MENDES. FRADIQUE MENDES. (MEMÓRIAS E NOTAS)
CAPÍTULO I
CAPÍTULO II
CAPÍTULO III
CAPÍTULO IV
CAPÍTULO V
CAPÍTULO VI
CAPÍTULO VII
CAPÍTULO VIII
AS CARTAS
I. AO VISCONDE DE A.-T.
II. A MADAME DE JOUARRE
III. A OLIVEIRA MARTINS
IV. A MADAME S.
V. A GUERRA JUNQUEIRO
VI. A RAMALHO ORTIGÃO
VII. A MADAME DE JOUARRE
VIII. AO SR. E. MOLLINET
IX. A CLARA…
X. A MADAME DE JOUARRE
XI. A MR. BERTRAND B.
XII. A MADAME DE JOUARRE
XIII. A CLARA…
XIV. A MADAME DE JOUARRE
XV. A BENTO DE S.
XVI. A CLARA
XVII. [A CLARA]
APÊNDICES
CARTAS INÉDITAS DE FRADIQUE MENDES
I. [A E.]
II. A…
III. A E. STURMM, ALFAIATE
IV. [A MADAME DE JOUARRE]
V. [A VARGETTE]
VI. [A MANUEL]
VII. [A EDUARDO PRADO]
CRÓNICAS
VERSOS DE CARLOS FRADIQUE MENDES
COTEJO GAZETA DE NOTÍCIAS-O REPÓRTER
Notas biobibliográficas
 
 
Excerto
  A Correspondência de Fradique Mendes (Memórias e Notas), Eds. Carlos Reis, Irene Fialho e Maria João Simões. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 2013. 8-9, 15-29, 253-267. [PDF]