Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Apresentação

A Secção de Estudos Europeus (SEE) é composta por docentes e investigadores com especialização em várias áreas disciplinares, que convergem para uma agenda de investigação diversificada, mas coesa, na área dos Estudos Europeus. A SEE é responsável pela coordenação dos 1º e 2º Ciclos em Estudos Europeus, do Observatório da União Europeia, e participa ativamente na organização de eventos científicos, bem como em redes e projetos científicos, nos panoramas nacional e internacional. No âmbito da sua oferta formativa de 1º e 2º ciclos, a SEE promove ainda a internacionalização dos seus estudantes através de uma rede de colaborações institucionais, que incluem programas de mobilidade com várias Universidades no espaço europeu.

A Licenciatura e o Mestrado em Estudos Europeus, embora tenham como área científica fundamental a Ciência Política, promovem uma abordagem interdisciplinar à análise e reflexão sobre a União Europeia (UE), em estreita articulação com outras áreas das Ciências Sociais e Humanas, como a História e a Geografia. Esta abordagem diferencia-se das tradicionais análises monodisciplinares do processo de integração europeia, contribuindo para uma necessária afirmação dos Estudos Europeus como área de saber autónoma. A interdisciplinaridade que caracteriza estes ciclos de estudos é essencial para a análise e reflexão sobre temáticas variadas que assumem particular relevância na sociedade europeia contemporânea, incluindo instituições e políticas públicas da UE, a UE como ator global, partidos e narrativas políticas, cultura e mobilidades na e para a UE, entre outras. Desta forma, os Estudos Europeus fornecem uma base sólida para a formação de profissionais com competências especializadas e para a disseminação de conhecimento sobre a complexa rede de atores, processos e dinâmicas associados direta e indiretamente à UE e ao sistema internacional. O seu objetivo é estimular competências de análise crítica e de problematização indispensáveis ao exercício de uma cidadania ativa e à resolução de fenómenos com implicações à escala nacional, regional e internacional.