a carregar...

NICIF

TERRISC

Caracterização Demográfica

uma análise espacial à escala concelhia, o quadro demográfico reflecte um cenário actual de regressão e de desequilíbrio etário nestas áreas de montanha. Os agentes que contribuíram para tal são de origem diversa, mas entre estes destaca-se claramente o êxodo rural, que consequentemente levou à falta de manutenção dos socalcos e à deterioração geral das paisagens.Embora o êxodo rural seja naturalmente justificado pela procura legítima de melhores condições de vida nas cidades, acabou por acarretar profundas modificações nas estruturas socio-económica, etária e profissional dos residentes nas áreas serranas, as quais, se fizeram repercutir negativamente no binómio agricultura-floresta.cara_demo

 O abandono dos campos, quer se tenha verificado por êxodo rural, emigração ou envelhecimento populacional, é uma realidade significativa. Nos últimos 50 anos a população teve uma evolução regressiva. Se em 1950 a população residente na área de estudo era de 10071 habitantes, já em 2001 a realidade é de um acentuado decréscimo para 4747 habitantes.

graf_demoNo entanto, a diminuição da população que afecta grande parte das freguesias do interior destes concelhos teve, como uma das consequências, o envelhecimento da população e o abandono progressivo da agricultura bem como do espaço agricultado que tinha sido modelado para esse fim.Efectivamente até 2001 a tendência geral foi para uma diminuição significativa da população empregada no sector primário, sendo que, na generalidade, aquela que ainda se ocupa neste sector, apresenta uma média de idades já bastante elevada, o que de certa forma reflecte o cenário dos concelhos do interior do país.




apoios