Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Diogo Saldanha

6 agosto, 2021

Olá! Sou o Diogo Saldanha, tenho 20 anos e acabei agora o 2º ano do Mestrado Integrado em Medicina da FMUC. 

Pratico atletismo desde 2008, representando atualmente a Academia de Atletismo do Clube de Futebol Oliveira do Douro (equipa da minha cidade natal - V.N.Gaia). 

Até hoje, os feitos que mais posso destacar são o título de Campeão Ibérico e o Recorde Nacional de Quadruplo Salto (uma versão de Triplo Salto para os escalões mais jovens), bem como a conquista de algumas medalhas nacionais.

Ser estudante-atleta não pode ser considerada uma tarefa fácil, visto que entre aulas, treinos, competições e horas de estudo não resta muito tempo livre. Contudo, com uma adequada organização e força de vontade tudo é possível e quando vamos a ver ainda conseguimos arranjar um tempinho extra seja para integrar departamentos do NEM ou outras atividades da faculdade, seja para conviver com amigos, seja para simplesmente relaxar um pouco no sofá a ver uma série.

Confesso que vim parar a Coimbra um pouco de paraquedas, mas rapidamente me adaptei à cidade e me deixei envolver pelo fantástico espírito académico que se sente em cada recanto da mesma. Para isso contribuiu também o incrível ambiente de interajuda existente na FMUC que me permitiu ter um sentimento de casa, apesar de na realidade estar longe dela.

Embora tenha ainda um longo caminho pela frente e de estar sempre aberto a novas ideias, a verdade é que, para já, gostaria de seguir a especialidade de Otorrinolaringologia e, desta forma, poder ajudar pessoas da mesma forma que eu, enquanto criança bastante problemática em termos de saúde, precisei de ser ajudado.

Por fim, gostaria de transmitir a ideia de que, não obstante quão altos forem os vossos sonhos, tudo é possível! O mais difícil é terem determinação e força de vontade proporcionais aos mesmos, uma vez que a partir do momento que as tenham, o céu é o limite!