Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Biobanco com os olhos postos na “medicina do futuro”

19 setembro
Biobanco
© © UC l Ana Bartolomeu

O Biobanco do Centro Académico Clínico de Coimbra (CACC), consórcio constituído pelo Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) e pela Universidade de Coimbra, foi inaugurado hoje. A estrutura, que permite armazenar amostras biológicas com elevado padrão de qualidade e devidamente anonimizadas, “está muito ligada àquilo que será a medicina do futuro”, afirma o Reitor da UC.

Na cerimónia, Amílcar Falcão considerou que a UC deu “mais um passo no compromisso que tem com Coimbra, a cidade da saúde”, sendo a inauguração do Biobanco o “levantar voo” do Centro Académico Clínico de Coimbra. “Temos de dar todo o nosso empenho e construir, em conjunto, este tipo de estruturas que possam beneficiar a cidade.”, concluiu.

Opinião partilhada pelo presidente do conselho de administração do CHUC, Carlos Santos, que acredita que “Coimbra e a região centro têm condições únicas no país, e diria mesmo na Europa, para se afirmar como pólo de produção e difusão de conhecimento científico e tecnológico“.

Localizado num dos edifícios de Celas do CHUC, o Biobanco começa a funcionar a partir de 20 de setembro. Vão ser recebidas seis mil amostras de doentes com insuficiência cardíaca, num acordo realizado com a Sociedade Portuguesa de Cardiologia. O próximo passo é “reforçar a articulação e a integração em redes de biobancos nacionais e internacionais, de forma a que o potencial de criação de conhecimento científico seja amplificado”, adianta Carlos Santos, lembrando a necessidade de “recursos humanos qualificados para o desenvolvimento das potencialidades” do Biobanco.

Tendo como principal fim a investigação científica, o Biobanco é “um bom passo para se conseguir obter aquilo que hoje se chama Big Data”. Palavras do diretor da Faculdade de Medicina da UC, Carlos Robalo Cordeiro, que acredita estar perante “o desenvolvimento de uma investigação estruturada e de impacto”, tal como é desejada pela UC e pelo CHUC.

A cerimónia de inauguração ficou marcada pela assinatura do regulamento do Biobanco pelas entidades parceiras, e culminou com o descerramento de uma placa comemorativa.


UC | Karine Paniza e Ana Bartolomeu