Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

“Projetar uma FMUC forte, com liderança nacional e internacional”, deseja o novo diretor da Faculdade de Medicina da UC

11 setembro
Fotografia: © UC | Paulo Amaral
Fotografia: © UC | Paulo Amaral

"O compromisso matricial de uma Escola Médica reside na formação de médicos, constituindo assim os estudantes o seu principal foco de atenção”. Carlos Robalo Cordeiro assumiu a direção da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC) com ambições para o futuro. As apostas do novo diretor da FMUC estão em cima da mesa e englobam a investigação científica e tecnológica, comunicacional e também no ensino. Mas, principalmente, é na captação de jovens investigadores que está a oportunidade: “na reestruturação criteriosa conseguimos aumentar a atratividade da nossa escola”.

“É certo que os meios e a tecnologia evoluem de modo avassalador, mas o ato médico permanece imutável; a voz e a mão do médico e dos profissionais de saúde encerram um poder insubstituível”, sublinha Carlos Robalo Cordeiro. De acordo com o diretor da FMUC, “a relação médico-doente é o mais decisivo elemento intemporal na medicina”. “Sendo expectável que, se o professor deva ensinar não apenas o que sabe mas sobretudo o que faz, o aluno deva aprender não obrigatoriamente a fazer mas principalmente a saber fazer”, afirma.

“É vital para o desenvolvimento equilibrado da nossa Escola, nas suas diversas vertentes de intervenção, que se possa assistir a um diálogo construtivo e sereno e a um relacionamento transparente e profícuo com estas Instituições”, acrescentou ainda Carlos Robalo Cordeiro, destacando “entidades nucleares” para o bom funcionamento da FMUC a UC e o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC).

“Estamos a virar uma página”, sublinhou Amílcar Falcão. Com a tomada de posse do novo diretor da FMUC, o Reitor da UC voltou a referir o diálogo como “fundamental” para o bom funcionamento da tríade “UC-FMUC-CHUC”. “Nós queremos mais e melhor, para isso todos teremos de fazer mais e melhor”, acrescentou Amílcar Falcão. O Reitor sublinhou a importância de ter uma FMUC “cada vez mais forte e emblemática”.


Carlos Robalo Cordeiro foi eleito para o biénio 2019-2021 em Assembleia de Faculdade ocorrida em julho. O professor catedrático e pneumologista sucede a Duarte Nuno Vieira.

 Veja aqui algumas das fotoshttps://www.flickr.com/photos/univdecoimbra/albums/72157710797546198

 
Marta Costa e Karine Paniza