Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Os 6 novos Mestrados em Psicologia da FPCEUC

notícia em destaque no Diário "As Beiras" de 27/07/2021
29 julho
Os 6 novos Mestrados em Psicologia da FPCEUC
Os 6 novos Mestrados em Psicologia da FPCEUC

Novos mestrados abrem 200 vagas na FPCEUC

Seis novos mestrados especializados e inovadores na área da Psicologia são a mais recente oferta formativa criada pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra  (FPCEUC). Estes cursos de mestrado iniciam-se no próximo ano letivo, abrindo, no total, mais 200 vagas, e estão a atrair novos estudantes, nacionais e estrangeiros. “Estamos diante de uma reforma curricular ampla da oferta educativa nas várias áreas da faculdade, especialmente em Psicologia, que é uma mudança de paradigma”, salienta António Gomes Ferreira, diretor da FPCEUC.

A faculdade, que tinha um mestrado integrado em  Psicologia, lança agora seis mestrados especializados  na área da Psicologia, quatro deles na área clínica e dois nas componentes sociais e organizacionais, cujas candidaturas já estão a decorrer, até 24 de agosto. Para os anos seguintes está a ser pensado outro mestrado em Psicologia, mais amplo e menos especializado, com mais possibilidades de os alunos circularem entre instituições e países, e nova oferta nas outras áreas da faculdade, as Ciências da Educação e o Serviço Social.

Criados em áreas de especialização apelativas, os novos mestrados têm como destinatários os antigos alunos da Faculdade de Psicologia de Coimbra, mas também novos estudantes, quer venham de instituições nacionais ou estrangeiras.

“Talvez pela dinâmica que a faculdade vem tendo, estamos a ter pedidos, para estes e outros mestrados, de alunos da Europa, de língua não portuguesa, o que nos coloca um desafio novo que poderá levar a ter cursos bilingue”, admite o diretor.

“Neste primeiro ano estamos mais empenhados em consolidar a nossa oferta formativa junto dos falantes de língua portuguesa”, refere António Gomes Ferreira.

E estes alunos são, tradicionalmente, os alunos de Portugal continental e das ilhas, os filhos de emigrantes portugueses e os estudantes provenientes do Brasil – que antes da pandemia chegaram a ser mais de 10% dos alunos da faculdade - e dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP).

A FPCEUC tem cerca de 1700 alunos, nas três áreas que possui - Psicologia, Ciências da Educação e Serviço Social – e nos vários ciclos. “A expectativa é que com os novos mestrados a faculdade cresça, nos primeiros anos, pelo menos uma centena de alunos anualmente”, adianta o diretor.

“Os mestrados foram elaborados a partir dos clusters mais proeminentes na área da Psicologia, mas também do que antevemos como interessante para o mercado, de modo a garantir estabilidade de funcionamento”, destaca Gomes Ferreira.

“A faculdade deve ter o maior Centro de Prestação de Serviços à Comunidade, sobretudo em consultas e  avaliações psicológicas solicitadas pelos tribunais, o que abre perspetivas para estágios. Na área da investigação é, seguramente, a melhor faculdade do país”, conclui.

ver artigo