Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

O novo Mestrado de Neuropsicologia Clínica: Avaliação e Reabilitação (NPCAR) terá a sua primeira edição no ano letivo de 2021-2022.

Contudo, o ensino, a prática e a investigação em Neuropsicologia Clínica têm tradição e existem há mais de quinze anos na Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra (FPCEUC) e têm sido implementados através do Programa de Doutoramento em Neuropsicologia, de unidades curriculares de Avaliação Neuropsicológica e Reabilitação, em estágios curriculares realizados nomeadamente em contextos hospitalares (serviços de psicologia, neurologia, psiquiatria, pediatria, geriatria) inseridos em Mestrados (p. ex., Psicogerontologia Clínica), na Consulta de Avaliação Neuropsicológica do Centro de Prestação de Serviços à Comunidade (CPSC) da FPCEUC e em diversos projectos de investigação com financiamento externo (p. ex., Fundação para a Ciência e a Tecnologia, Fundação Calouste Gulbenkian, Fundação Bial).

O Mestrado de Neuropsicologia Clínica: Avaliação e Reabilitação pretende:

  1. Preparar os estudantes para o exercício especializado da Neuropsicologia, uma área de certificação avançada, dentro da Psicologia Clínica e da Saúde, reconhecida pela OPP.
  2. Promover a aquisição e aplicação de conhecimentos, bem como o desenvolvimento de várias competências necessárias para a futura prática profissional, incluindo: 2.1. construção, validação e uso de testes neuropsicológicos e outros instrumentos em contextos de avaliação neuropsicológica; 2.2. desenho, implementação e validação empírica de programas e intervenções neuropsicológicas (reabilitação, neuroaconselhamento, neuropsicoterapia); 2.3. domínio de metodologias (estatística, tecnologias de informação, elaboração de relatórios, estudo de caso).
  3. Abranger todo o ciclo de vida com um foco particular no envelhecimento.
  4. Promover o exercício de um “saber fazer” (baseado na evidência científica) e um “saber ser” (eticamente fundamentado).

Pontos Fortes

  • O Mestrado tem carácter prático, aplicado e profissionalizante, prepara os estudantes para o exercício profissional da Psicologia/Neuropsicologia, uma área de especialização avançada, dentro da Psicologia Clínica e da Saúde, reconhecida pela Ordem dos Psicólogos Portugueses;
  • Existe um reconhecimento externo social e de outras áreas disciplinares acerca da importância da Neuropsicologia Clínica e dos neuropsicólogos;
  • A valorização desta área traduz-se no crescente número de pedidos de profissionais com formação prática especializada em Neuropsicologia Clínica, que respondam a pedidos de avaliação neuropsicológica, programas estruturados de intervenção neuropsicológica, participação em projectos de investigação;
  • Corpo docente próprio com reconhecimento e experiência clínica, qualificação científica, integrado em Unidade I&D (CINEICC) avaliada com Excelente, com articulação a dois grupos de investigação (Neuropsychological Assessment and Ageing Processes; Cognition, Brain, and Behavior), a vários projectos de investigação com financiamento externo, incluindo Bolsas de Doutoramento/FCT, em avaliação e reabilitação neuropsicológicas;
  • Numerosas publicações internacionais em revistas na área da Neuropsicologia;
  • Investigação única no país na área da adaptação, desenvolvimento e validação de testes neuropsicológicos;
  • Possibilidade de participação em actividades de investigação de docentes em três laboratórios da FPCEUC (PsyAssessmentLab;ProActionLab; Memória, Linguagem e Funções Executivas);
  • Estrutura do curso orientada para a intervenção/prática profissional e para a investigação e um plano de estudos proposto com unidades curriculares obrigatórias, imprescindíveis na formação prática/profissional do(a) futuro(a) neuropsicólogo(a) clínico(a);
  • Desenvolvimento de experiência pré-profissional (estágio) em locais diversificados e representativos;
  • Equipamentos actualizados e diversificados existentes na FPCEUC (Testoteca; Programas de reabilitação; Biblioteca; tDCS; Electroencefalógrafo, ...)

Corpo Docente

corpodocente

Testemunhos

“Frequentei o Mestrado Integrado em Psicologia com especialização em Psicogerontologia Clínica, que partilha várias características com o Mestrado em Neuropsicologia Clínica: Avaliação e Reabilitação. O que me atraiu para este mestrado foi, em primeiro lugar, a possibilidade de trabalhar em temas socialmente relevantes, como o envelhecimento bem sucedido, ou a reabilitação em patologias da memória, entre outros.

O mestrado muniu-me de bases sólidas para o meu desenvolvimento profissional.

Primeiro, através do seu foco em avaliação e relatórios clínicos, preparou-me para trabalhar como Psicóloga estagiária nos cuidados de saúde primários, cargo que exerci após terminar o mestrado. Segundo, a investigação científica dos professores que leccionam o mestrado incentivou-me a desenvolver um projecto de doutoramento em Neuropsicologia, que foi financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, e terminado com sucesso e reconhecimento de colegas da área, através de publicações internacionais revistas por pares.

Actualmente, exerço funções de Research Fellow na Academic Unit for Ageing and Stroke Research, no Bradford Institute for Health Research (Reino Unido). A minha investigação foca-se na promoção da independência à medida que envelhecemos, e está em continuidade com os interesses que comecei a desenvolver durante o mestrado.

Com base na minha experiência, recomendaria o mestrado aos alunos interessados em compreender a ligação entre o cérebro, o pensamento e o comportamento, e o seu impacto no dia-a-dia. O foco e rigor em avaliação e relatórios clínicos é um aspecto muito positivo deste mestrado que será útil em qualquer contexto clínico.

O mestrado também foca áreas importantes de investigação, e será uma óptima opção para pessoas que, como eu, se interessam simultaneamente por aspectos clínicos e investigação cientifica."

Magda Jordão

Investigadora na “Academic Unit for Ageing and Stroke Research”, Bradford Institute for Health Research (Reino Unido)

ver mais