Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

A Psicologia Organizacional (PO) é uma área da Psicologia que faz das organizações e da ação de organizar o seu objeto de estudo.

Com um corpo teórico e quadros de referência próprios, fornece modelos conceptuais, técnicas e instrumentos específicos, permitindo, assim, uma mais profunda compreensão do comportamento humano das e nas organizações e uma intervenção cientificamente fundamentada.

Centrada sobre três níveis de análise – individual, grupal e organizacional – o seu amplo campo de investigação e de intervenção incide sobre as múltiplas dimensões do comportamento dos indivíduos enquanto atores organizacionais, sobre os grupos e seus processos e sobre a organização como um todo.

A forma como os indivíduos se integram e interagem nas e com as organizações (o comportamento relacionado com o conjunto de papéis na organização), o modo como lidam com o seu trabalho (a execução das tarefas), bem como as diversas formas de se organizarem e coordenarem tendo em vista elevar a produtividade, eficácia e competitividade organizacional e a qualidade de vida no trabalho (comportamento respeitante ao estabelecimento, manutenção, desenvolvimento e término das relações de trabalho entre um indivíduo e uma organização), constituem preocupação fundamental da Psicologia Organizacional.

A motivação, a satisfação e o commitment, as atitudes face ao trabalho, a comunicação e redes de comunicação, o processo de resolução de problemas e de tomada de decisão, o poder, a influência e a liderança, a participação e a cooperação, os conflitos e sua gestão, o teamwork, a coesão, o desenvolvimento e a eficácia dos grupos/equipas de trabalho, o stresse e a fadiga, a cultura e o clima organizacional, o work & job design, a aprendizagem organizacional e a gestão do conhecimento, a mudança e o desenvolvimento organizacional, a gestão das relações trabalho-família/vida pessoal, a gestão das emoções no trabalho e os riscos psicossociais, a gestão de stakeholders e as relações inter-organizacionais constituem, somente, exemplos de temáticas sobre que incide a PO.

Pontos Fortes

  • Um mestrado que responde diferentemente às distintas motivações de quem o escolhe;
  • Os objetivos, a estrutura, os conteúdos e os métodos de ensino do MPO encontram-se (nacional e internacionalmente) validados por serem similares aos de alguns dos mais relevantes programas formativos em Psicologia Organizacional existentes no Espaço Europeu de Ensino Superior e seguirem as indicações de associações profissionais relevantes, como a Federação Europeia das Associações de Psicologia (EFPA) e a ENOP (European Network of Organisational Psychologists);
  • O MPO adota o modelo cientista-prático, o qual se funda no pressuposto de que a formação de profissionais de psicologia deve integrar ciência e prática num único domínio, habilitando os profissionais a refletirem uma orientação de investigação na prática e uma orientação prática na investigação;
  • O mestrado integra um corpo docente experiente, competente, com qualificação científica e pedagógica na área do mestrado. A sua integração em Unidades I&D financiadas pela FCT, a sua produção científica de qualidade reconhecida, bem como um conjunto de projetos com ligações a centros de investigação internacionais de excelência na área da Psicologia Organizacional, possibilitam integração dos/das estudantes em linhas de investigação consolidadas e contribuem para assegurar a qualidade científica do mestrado;
  • A diversidade de orientações teóricas e metodológicas do corpo docente na formação de Psicólogos Organizacionais, bem como a experiência acumulada no contacto com o meio organizacional e com a comunidade científica, asseguram a qualidade da docência, potenciam parcerias, contribuem para um ambiente propício ao enriquecimento da prática e da investigação e potenciam a captação de bons/boas estudantes, assim como a probabilidade de uma elevada empregabilidade dos/das diplomados/diplomadas
  • As múltiplas parcerias com instituições de ensino superior (e.g., Universidades de Valencia, Bolonha, Barcelona, Brasília, Lausanne, S. Salvador da Bahia; Henley Business School) e com organizações de diferentes setores de atividade (e.g., JP-IK, Bulldog, Associação Mutualista Montepio, CH Consulting, Grupo JAP Automotive; MatCerâmica) contribuem para garantir um contínuo fluxo de partilha de conhecimento e de articulação teoria-prática e para o incremento da internacionalização
  • O MPO responde a atuais necessidades da sociedade, em particular à necessidade de as organizações estarem dotadas de profissionais que, no domínio da organização e gestão do trabalho, baseiem a sua atuação em conhecimentos psicológicos válidos e atuais, aplicando-os a diferentes problemas e contextos, de forma ética, criativa, inovadora e cientificamente fundada.
  • O MPO assegura que os/as seus/suas diplomados/diplomadas estejam dotados/dotadas de um perfil de conhecimentos, capacidades e atitudes adequados para investigar e intervir no domínio organizacional, quer no que diz respeito ao seu enquadramento profissional, quer no que se refere às funções e tarefas a desempenhar, contribuindo para uma elevada procura e empregabilidade.
  • A existência de um colégio de especialidade na OPP onde se enquadra este mestrado permite um alinhamento entre a formação ministrada e funções e necessidades identificadas.
  • A integração numa Faculdade e numa Universidade de prestígio nacional e internacional onde existe um ambiente científico estimulante e recursos diversificados potencia o bom funcionamento do MPO e contribui para que os/as estudantes desenvolvam e partilhem experiências nas diferentes dimensões que definem o conceito de estudante do ensino superior.

Corpo Docente

corpodocente