Universidade de Coimbra | www.uc.pt

link voltar a UC.PT Universidade de Coimbra
Imagem de identificação do subsite Imagem de apresentação do subsite
English Imprimir Tamanho de Letra Normal Aumentar Tamanho da Letra Aumentar Tamanho da Letra

Sistema Europeu de Transferência de Créditos (ECTS)

O Sistema Europeu de Transferência de Créditos foi lançado inicialmente, em 1989, como um projecto-piloto no âmbito do Programa Erasmus. O objectivo na altura era facilitar o reconhecimento dos períodos de estudo efectuados no estrangeiro pelos estudantes de mobilidade através da transferência de créditos. Enquanto um sistema de transferência, o ECTS disseminou-se por trinta países e foi adoptado por mais de mil instituições de ensino superior.

Quarenta Estados aderentes ao Processo de Bolonha identificaram o ECTS como um dos pilares fundamentais do Espaço Europeu de Ensino Superior. Muitos países já adoptaram o ECTS, legalmente, como um sistema de acumulação dentro dos seus próprios sistemas de ensino superior, e outros estão em vias de o fazer. Em alguns países, o ECTS tornou-se um requisito para fins de acreditação. A Conferência de Zurique sobre Transferência e Acumulação de Créditos, organizada pela Associação das Universidades Europeias, realizada em Outubro de 2002, reafirmou o papel central do ECTS no ensino superior. O ECTS irá ter um lugar crucial no desenho dos quadros nacionais e europeus de qualificações. Outros continentes, para além do Europeu, estão cada vez mais interessados em introduzir sistemas baseados no ECTS.

O ECTS torna os programas de estudo inteligíveis e fáceis de comparar. Pode ser utilizado para todo o tipo de cursos e contextos de aprendizagem ao longo da vida. Serve para os estudantes, em geral, e para os estudantes de mobilidade: pode funcionar em termos de acumulação de créditos dentro de uma instituição e de transferência de créditos entre instituições. O ECTS ajuda os estudantes a moverem-se entre países, dentro de um país, cidade ou região, bem como entre diferentes tipos de instituições; pode ser inclusive alargado ao estudo independente e à experiência profissional. Por todas estas razões o tão conhecido acrónimo “ECTS” remete agora para “Sistema Europeu de Transferência e Acumulação de Créditos”.

O Sistema Europeu de Transferência e Acumulação de Créditos é um sistema centrado no estudante e baseado no volume de trabalho requerido ao estudante para que este alcance os objectivos de determinado programa de estudos. Estes objectivos são definidos preferencialmente em termos de resultados de aprendizagem e competências.

O ECTS baseia-se no princípio de que 60 créditos medem o volume total de trabalho de um estudante a tempo inteiro. Na Europa, esse volume de trabalho situa-se entre as 1500 e 1800 horas por ano e nesses casos um crédito corresponde a 25-30 horas de trabalho. Regra geral, 30 créditos equivalerão a um semestre e 20 créditos a um trimestre de estudos.

No ECTS, os créditos apenas podem ser obtidos nos casos em que se verifique a aprovação do estudante nos trabalhos requeridos e uma avaliação correcta dos resultados de aprendizagem atingidos. Resultados de aprendizagem são conjuntos de competências que exprimem o que o estudante deverá saber, compreender e fazer depois de completar o processo de aprendizagem.

O volume de trabalho no ECTS consiste no tempo requerido para a realização de todas as actividades de aprendizagem previstas, tais como aulas presenciais, seminários, estudo independente, preparação de projectos, exames, etc.

Os créditos são atribuídos a todas as componentes educacionais de um programa de estudos (unidades curriculares, módulos, estágios, projectos, dissertações, etc.) e reflectem a quantidade de trabalho requerido.

O ECTS assenta em três elementos de base: informação (sobre os programas de estudo e os resultados do estudante), acordo mútuo (entre os estabelecimentos parceiros e o estudante) e utilização de créditos ECTS (valores que indicam o volume de trabalho do estudante). Estes três elementos de base traduzem-se em três documentos-chave, a saber: dossiê de informação, contrato de estudos e transcrição do registo académico.


Para mais informação sobre o ECTS, consulte o sítio web da Comissão Europeia e da Direcção Geral de Ensino Superior de Portugal.

© University of Coimbra · 2009
Portugal/WEST GMT · S:184
Símbolo de Acessibilidade à Web.Loja VirtualAviso LegalComentáriosContactosMapa do Sitevoltar ao topo
POS_C FEDER
Boas Praticas