Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

10 Out | Ópera e Tabela Periódica

Na próxima quinta-feira, dia 10 de Outubro, pelas 18h, realiza-se no RÓMULO - Centro Ciência Viva da Universidade de Coimbra, a palestra intitulada "Ópera e a Tabela Periódica" com João Paulo André, Professor de Química da Universidade do Minho. A apresentação do convidado estará a cargo do Professor Carlos Fiolhais, director do Rómulo. A entrada é livre e destinada ao público em geral, havendo lugar a diálogo entre o público e o palestrante.
9 outubro
Opera Tabela Periodica
Opera Tabela Periodica

Evento no Facebook

Apaixonado pela ópera, nesta conversa, João Paulo André vai expor as ligações antigas existentes entre a química e a ópera: desde o fogo elementar da Antiguidade à alquimia, e desta ao fogo atómico - que é como quem diz de "O Crepúsculo dos Deuses" de Wagner a "Doctor Atomic" de Adams, passando por "Der Alchymist" de Louis Spohr.

BREVE BIOGRAFIA DO ORADOR:

João Paulo André licenciou-se em química (ramo educacional) pela Universidade de Coimbra e doutorou-se em química pela Universidade de Basileia, Suíça, com uma tese sobre complexos metálicos para imagiologia médica. É Professor Auxiliar do Departamento de Química da Universidade do Minho.

Os seus actuais interesses académicos incluem a história da química e a divulgação científica. De entre as suas publicações (artigos científicos, artigos de divulgação e capítulos de livros) conta-se uma análise crítica da presença da química e da farmácia na obra de Eça de Queiroz (in “Dicionário de Eça de Queiroz”, Imprensa Nacional - Casa da Moeda, 2015) e o livro “Poções e Paixões – Química e Ópera” (Gradiva, 2018; 2ª edição 2019). O seu artigo Opera and Poison: a Secret and Enjoyable Approach to Teaching and Learning Chemistry, publicado no Journal of Chemical Education em 2013, foi o mais lido desse ano e esteve na origem de uma série de entrevistas concedidas a meios de comunicação internacionais, como The Scientist (EUA), The Boston Globe (EUA), Ciência Hoje (Brasil), e Chemiextra (Suíça).