Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Revista portuguesa de pedagogia: ano 49-2

rpp49-2

Direção: Armanda Pinto da Mota Matos
Língua: Português
ISSN: 0870-418X
ISSN Digital: 1647-8614
DOI: http://dx.doi.org/10.14195/1647-8614_49-2
Editora: Imprensa da Universidade de Coimbra
Data: Dezembro 2015
Periodicidade: Semestral
Dimensões: 170 mm x 240 mm
N.º de páginas: 146

Sinopse:

O presente número da Revista Portuguesa de Pedagogia integra um conjunto de artigos que, abordando problemáticas diversas e de grande interesse na atualidade, se espera sejam inspiradores da discussão, da reflexão e de práticas mais fundamentadas e eficazes no domínio da educação.
No primeiro artigo, intitulado O Papel dos Mecanismos de Aprendizagem Implícitos e Explícitos na Aquisição de uma Segunda Língua: Implicações Pedagógicas, Catarina Martins discute diferentes perspetivas relativamente ao papel desempenhado pela instrução no processo de aquisição de segundas línguas e destaca o Ensino de Línguas Baseado em Tarefas como uma abordagem pedagógica adequada para promover a aquisição de um novo idioma.
A profissão docente é objeto de reflexão nos dois artigos que se seguem, o primeiro centrado no ensino básico e o segundo no ensino superior. No texto Colaboração entre Professores e Perceções da Eficácia da Escola e da Dificuldade do Trabalho Docente, Jorge Ávila de Lima e Adolfo Fialho apresentam um estudo empírico realizado em escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico que teve como objetivo analisar a relação entre a colaboração profissional entre professores e as suas perceções sobre a eficácia das suas escolas e sobre a dificuldade do seu trabalho.
A Pós‑Graduação como Lócus da Formação Docente para o Ensino Superior: Diálogos entre Didática e Currículo é o título do terceiro artigo, de Glaucia Maria da Silva, Noeli Prestes Padilha Rivas, Maria Auxiliadora de Resende Braga Marques e Karina de Melo Conte. A partir de um estudo centrado nos cursos de pós‑graduação da área da saúde de uma Instituição de Ensino Superior Brasileira, as autoras discutem os desafios da formação para a docência no ensino superior, concluindo que tem sido privilegiada a preparação didática e metodológica numa perspetiva instrumental, em detrimento dos pressupostos teóricos, epistemológicos, políticos e pedagógicos da prática docente.
A Perturbação de Hiperatividade/Défice de Atenção constitui a temática abordada no quarto artigo deste número da Revista Portuguesa de Pedagogia, sob o título PHDA: O que Há de Novo no DSM‑5?.
Luís Oliveira, Marcelino Pereira, Maria Medeiros e Ana Serrano descrevem, neste texto, as principais características da PHDA e discutem as alterações nos critérios de diagnóstico no DSM‑5.
Os autores realçam, ainda, a importância da escola ao nível da sinalização e da intervenção precoces e a necessidade de formação dos profissionais da educação para o exercício de uma prática pedagógica eficaz.
No penúltimo artigo, Avaliação das Expetativas e das Vivências Académicas na Transição para o Ensino Superior, Pedro Belo apresenta um estudo realizado com uma amostra de estudantes da Universidade de Coimbra, que teve como objetivo contribuir para a compreensão de alguns aspetos psicológicos que envolvem a transição para o ensino superior realçando, com base nos resultados obtidos, a necessidade de respostas por parte das instituições de ensino superior, visando favorecer a adaptação dos estudantes.
A questão do impacto da transição/adaptação ao ensino superior é retomada no último texto do presente número da Revista Portuguesa de Pedagogia, como um dos argumentos mobilizados por Andreia Martins Soares, Anabela Maria Sousa Pereira e José Manuel Albuquerque Portocarrero Canavarro para fundamentar a importância da promoção da saúde no contexto das instituições de ensino superior. Este artigo, intitulado Promoção da Saúde nas Instituições de Ensino Superior Portuguesas: Reflexões e Desafios, visa promover o debate sobre o movimento das Universidades e Escolas Promotoras de Saúde (UEPS) em Portugal, oferecendo exemplos de iniciativas de instituições portuguesas neste domínio e desafiando‑as a implementar medidas que configurem uma aproximação à abordagem preconizada pelo movimento das UEPS.
O presente número da Revista Portuguesa de Pedagogia encerra com uma nota comemorativa relativa aos 25 anos da Licenciatura em Ciências da Educação, da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra, em que se apresenta uma breve caracterização do contexto político‑educativo em que se dá a sua criação e se traça a evolução dos planos de estudos até ao presente.
Os textos que compõem este número da RPP oferecem aos leitores oportunidades de reflexão e de debate sobre temas de grande relevância para a educação, representando, assim, mais um passo da nossa revista, na sua missão de divulgação e de promoção do desenvolvimento do conhecimento científico.

Editorial de Armanda Pinto da Mota Matos

downloadebook