Ciência Aberta

Repositório digital da UC ultrapassa os 50 mil documentos depositados

Consolidação do Estudo Geral reflete política de acesso livre e sem custos aos resultados de investigação

25 agosto, 2022≈ 4 mins de leitura

O repositório digital da Universidade de Coimbra - Estudo Geral - ultrapassou, neste verão, a marca dos 50 mil documentos depositados. Criado em 2008 com o objetivo de divulgar conteúdos digitais de natureza científica de autores ligados à UC, o repositório representa a subscrição da Universidade aos princípios norteadores do movimento do Acesso Livre (também designado por Acesso Aberto), inventariando e divulgando a produção científica da comunidade universitária e, sempre que possível, disponibilizando os seus textos integrais.

A crescente utilização do Estudo Geral beneficia de fatores como a Política de Acesso Aberto da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, que orienta, a nível nacional, a disponibilização dos resultados da investigação científica publicamente financiadas de forma aberta, livre e sem custos para o utilizador. A Política nacional determina que as publicações devem ser depositadas em acesso aberto logo que possível, de preferência na altura da aceitação da publicação, num repositório agregado do RCAAP - o que é o caso do Estudo Geral. Para além de seguir as recomendações da FCT e da sua integração no RCAAP, o Estudo Geral está também diretamente ligado à Política de Acesso Livre da UC, aprovada em 2010.

A obrigação legal do depósito de Teses e Dissertações em repositórios institucionais pertencentes ao RCAAP, existente desde 2013, é um outro fator contributivo para o crescimento da utilização do repositório digital da UC. O Decreto-Lei 115/2013 indica a obrigatoriedade legal de uma cópia digital desses documentos quando defendidos nas Instituições de Ensino Superior em Portugal.

Integração e abrangência

Um outro componente importante a ser destacado no desenvolvimento do Estudo Geral é a possibilidade de integração do sistema com outras ferramentas, a exemplo do Inforestudante da UC - onde são registadas e depositadas inicialmente as dissertações - e do CiênciaVitae, plataforma de gestão curricular a partir de onde também já é possível realizar depósitos no repositório da Universidade. O repositório da UC é ainda integrado com o ORCID e com o DOI, que registam identificadores únicos seja aos investigadores, seja aos documentos.

Mostrando o seu potencial de abrangência no que respeita à informação científica, o Estudo Geral possui atualmente um conjunto de informação que inclui também as unidades de investigação, o perfil dos investigadores associados e os projetos relacionados com a sua produção. Tal abrangência reforça a importância do Estudo Geral junto aos centros de investigação e contribui para a criação de um sistema de gestão de informação científica.

Além dos mais de 50.000 documentos depositados, o repositório regista atualmente 38.500 investigadores, 76 unidades de investigação e desenvolvimento, e 2.563 projetos.

Partilhe