Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

BARBOSA, António Soares (1734-1801)

Professor da Faculdade de Filosofia

Naturalidade - Ansião, 5.5.1734 - Coimbra, 1.3.1801.

Filiação
- Manuel Freire de S. Lázaro e Violante Rosa Soares.

Matrículas - Instituta, 1.10.1750; Cânones, 1.10.1751.

Graus - Bacharel em Cânones, 15.5.1761; Formatura, 16.6.1761.

Cadeiras
- Filosofia Racional e Moral (1772-1790), lente.

Jubilação
- Por Carta Régia de 23.2.1790.

Cargos
- Decano da Faculdade de Filosofia; Director da Faculdade de Filosofia (29.3.1791-1800).

Publicações - Alguns trabalhos em revistas científicas, e também; Discurso sobre o bom e verdadeiro gosto na Filosofia (Lisboa, 1766); Tratado elementar de Filosofia Moral (3 vols; Coimbra, 1792); As duas línguas, ou a Gramática Filosófica da língua portuguesa (Coimbra, 1807). Fez ainda as seguintes traduções: Elevações a Deus sobre todos os mistérios da religião cristã. Trad. de Bossuet (2 vols; Coimbra, 1794); Parecer sobre os chamados actos de Fé, Esperança e Caridade, e de outras virtudes cristãs. Trad. de Guadagnini (Coimbra, 1798); Compêndio da história do Antigo e Novo Testamento, com as razões em que se prova a verdade da nossa religião. Trad. do francês (Coimbra, 1830).

Observações - Também chamado António de S. Lázaro Soares. Era irmão do filósofo Jerónimo Soares Barbosa. Presbítero secular, formado no Seminário Episcopal de Coimbra, onde chegou a ser professor de Filosofia.Nomeado para a Faculdade de Filosofia por Decreto Régio de 11.9.1772. Deputado da Junta da Directoria Geral dos Estudos e Escolas do Reino em 1799. Sócio da Academia Real das Ciências.

Nota: O excerto apresentado foi retirado da obra Memoria Professorum Universitatis Conimbrigensis, com a autorização do Prof. Doutor Augusto Rodrigues, editor literário.

[Voltar]