Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

PINTO, José Ferreira de Macedo (1814-1895)

Professor da Faculdade de Medicina

Naturalidade - Sendim (Tabuaço), 15.7.1814-?,12.7.1895.

Filiação - Manuel Ferreira de Macedo e Ana Lúcia Peres Guimarães.

Matrículas - Filosofia e Matemática, 17.10.1835; Medicina, 9.10.1838.

Graus - Licenciado, 14.11.1844; Doutor 1.12.1844.

Cadeiras – Opositor (l845-1847); Aforismos (1846), subst. extr.; Operações Cirúrgicas (1846), subst. extr.; Medicina Operatória (1847-1848), subst. extr.; Fisiologia (1847-1848), subst. extr.; Anatomia Humana e Comparada (1848- I851), subst. extr.; Anatomia Humana e Comparada (1851-1852), substituto; Física Médica... (1851-1852), substituto; Patologia Geral... (1852-1855), substituto; Medicina Legal... (1852-1855), substituto; Panos e Moléstias de Puérperas... (1854-1855), substituto; Medicina Legal... (1855-1867), lente; Higiene Pública... (1864-1865), lente.

Jubilação - Por Decreto de 21.11.1866.

Cargos - Ajudante interino de Clínica (18.12.1845); Demonstrador de Anatomia (1846-1848); Secretário da Faculdade de Medicina (1848-1849); Fiscal da Faculdade de Medicina (1849-1852).

Publicações - Vários artigos no Jornal da Sociedade Agrícola do Porto, O Instituto, etc., e ainda: Compêndio de veterinária, ou curso completo de zooiátrica doméstica... (Coimbra, 1852); Guia do alveitar, ou vademecum do veterinário; memorial patológico e terapêutico, formulário farmacológico (Coimbra, 1854); Toxicologia judicial e legislativa (Coimbra, 1862); Medicina Administrativa e legislativa (Coimbra, 1862-1863) - compêndio adoptado até 1893 na cadeira de Higiene Pública.

Observações - Proferiu a Oração de Sapientia em 1845. Em 1846 fez parte da comissão que estudou o magnetismo animal e a sua utilidade na Medicina. Organizou e dirigiu o Hospital dos Coléricos durante a epidemia de 1855. Deputado às Cortes por Lamego em 1856-1858. Colaborou com Januário Peres Furtado Galvão na elaboração de um Tratado elementar de Medicina Legal (Coimbra, 1858). Organizou o Laboratório de Toxicologia a partir de 1859. Criou também o Gabinete de Química Médica. Sócio do Instituto de Coimbra, de que foi Vice-Presidente em 12.12.1860 e sócio honorário em 8.1.1879. Vogal do Conselho Superior de Instrução Pública. Conselheiro em 3.10.1866. Sócio correspondente da Academia das Ciências de Lisboa e da Sociedade das Ciências Médicas de Lisboa.

Nota: O excerto apresentado foi retirado da obra Memoria Professorum Universitatis Conimbrigensis, com a autorização do Prof. Doutor Augusto Rodrigues, editor literário.

[Voltar] [Obras do autor]