Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Crueza ou Inventário de um Erotismo Coletivo

Direção de Cristiana Nogueira
Cureza ou Inventário de um Erotismo Coletivo, apresentação TAGV
Cureza ou Inventário de um Erotismo Coletivo, apresentação TAGV
© Cláudia Morais

De que formas a violência se apresenta nos nossos corpos? Partindo desta questão, o laboratório mergulha na investigação dos corpos dos participantes e procura entender como isso afeta o estar no mundo de cada pessoa. Através do erotismo, da ironia e de elementos relacionados com a autobiografia, as performances apresentadas carregam um sentido de urgência em comunicar não só sensações, mas também formas de reparar o que foi sofrido por estes corpos.

Como reagir perante do absurdo? Pode o corpo superar tais ações? A proposta de cada participante relaciona-se com os conceitos disparadores propostos pelo laboratório, sem perder de vista as suas pesquisas individuais, “mixando” questões e incómodos proporcionados por uma sociedade ainda estruturada em conceitos como heteronormatividade, patriarcado e preconceito racial.

Esta apresentação é o resultado do Laboratório com o mesmo nome que decorreu entre setembro e dezembro de 2020 na Sala B do TAGV, integrando o Projeto Prática como Investigação do LIPA.


Direção Cristiana Nogueira (investigadora/professora)
Performers
Cristiana Nogueira, Cris Oliveira, Edicleison Freitas, Márcio Murari, Thales Luz
Sitar
Vahid Rasouli
Som
“Corações Inéditos” (Ex punk me + Amor Experimental)
Excertos
“Um útero é do tamanho de um punho” de Angélica Freitas
Programa
Prática como Investigação TAGV/Laboratório LIPA - Doutoramento no Colégio das Artes da Universidade de Coimbra
Ciclo
TRANSMEDIA
Performance acompanhada
Exposição Crueza ou Inventário de um Erotismo Coletivo — Ocupação
Fotografia
Cláudia Morais