Empreendedorismo

Solução para evitar o sofrimento de animais de laboratório vence o programa Acelera@UC

O Acelera@UC desafiou a comunidade UC a pensar em negócios inovadores e sustentáveis, com potencial de comercialização e que respondam aos desafios societais.

24 maio, 2022≈ 3 mins de leitura

O UC Business - Gabinete de Transferência de Tecnologia da Universidade de Coimbra lançou o desafio e a comunidade UC mobilizou os seus projetos para participar no Acelera@UC. O programa desafiou docentes, investigadores, alunos e alumni a pensar em ideias de negócio inovadoras, que, em simultâneo, contribuam para dar resposta aos atuais desafios societais.

Das sete propostas da comunidade UC apresentadas a concurso, foi o projeto HaPILLness o vencedor do Acelera@UC. Desenvolvido por uma equipa de investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC), o projeto procura uma solução para a administração de fármacos a animais de laboratório sem causar sofrimento.

A equipa vencedora vai representar a Universidade de Coimbra na final do UI-CAN: Universidades como Interface para o Empreendedorismo, que vai decorrer no dia 2 de junho, na Universidade da Beira Interior. Recebeu ainda inscrição no European Innovation Award, que vai ter lugar na cidade do Porto, entre 17 de julho e 5 de agosto.

As propostas apresentadas a concurso foram avaliadas pelo júri composto por Magda Lucas, da Câmara Municipal de Coimbra, por Nuno Mendonça, do UC Business, e por Paulo Santos, do Instituto Pedro Nunes.

O programa Acelera@UC foi lançado pelo UC Business com o objetivo de orientar, ajudar e acompanhar empreendedores a criar negócios comercialmente viáveis, bem-sucedidos e sustentáveis, com base em produtos, serviços e/ou tecnologias capazes de gerar emprego e riqueza. Os projetos devem ainda respeitar a natureza e os direitos humanos, contribuindo para um crescimento económico sustentável.

Projetos Candidatos ao Acelera@UC


Attent | A equipa, que inclui uma doutoranda de Território, Risco e Políticas Públicas, pretende desenvolver ferramentas de comunicação como estratégia de preparação para o risco – desastres naturais ou humanos – a serem desenvolvidas junto da população portuguesa.

EXO.G | Dinamizado por um grupo de alunos de Engenharia Civil e de Engenharia Química, esta startup já criada oferece uma ferramenta de auxílio à tomada de decisão para ajudar a alcançar padrões de sustentabilidade, sem descurar a viabilidade financeira.

Green Olive | O grupo de alunos do mestrado em Bioquímica está a desenvolver um biofertilizante orgânico com bagaço de azeitona.

HaPILLness | A equipa de investigadores da FMUC está a desenvolver uma solução para a administração de fármacos em animais de laboratório sem estes sofrerem.

OTO | O conceito de provador de roupa virtual está a ser desenvolvido por alunos das licenciaturas em Engenharia Informática e Engenharia Física.

Penguin Concept | Este projeto de compliance jurídico na área da deteção de fraude está a ser dinamizado por um doutorando da UC.

Nano-mola | Um doutorando em Física está a desenvolver uma estrutura em mola que pretende ser uma solução inovadora na área da Engenharia Civil.