Eventos

UC promove Inovação e Empreendedorismo sustentável em Moçambique

A missão da UC ao país africano enquadra-se no projeto “InovAção Circular - Investir e Empoderar para um Desenvolvimento Sustentável e Inclusivo em Sofala”

30 novembro, 2022≈ 3 mins de leitura

A Universidade de Coimbra, através do UC Business, participou no projeto “InovAção Circular - Investir e Empoderar para um Desenvolvimento Sustentável e Inclusivo em Sofala”, que decorreu de 14 a 24 de novembro, na cidade da Beira (Província de Sofala – Moçambique). A ação teve como propósito estimular o desenvolvimento económico da população daquela região através da melhoria dos serviços de incubação e aceleração de empresas.

“InovAção Circular" é um projeto cofinanciado pela União Europeia, coordenado pelo Consórcio de Associações de Moçambique – CAM (Itália), tendo como parceiros a Fundação Aurora (Itália), a Universidade de Zambeze (Moçambique), a Feedel Ventures S.R.L. (Itália) e a Universidade de Coimbra (Portugal).

A comitiva da UC, composta pela Gestora de Inovação do UC Business Ana Rita Querido, apoiou em atividades de capacitação, tendo ainda participado na Italian Africa Business Week 2022 e em encontros com empresas, ONG’s com ação local, Universidade de Zambeze e Cooperação Franco-Moçambicana.

Para o Reitor da UC, Amílcar Falcão, “a participação neste projeto, através da capacitação dos participantes para a Inovação e Empreendedorismo, torna-se relevante para a contribuição da UC em projetos de desenvolvimento socioeconómico e de inovação social nos PALOP". "Um exemplo disso mesmo é o fomento e implementação de projetos alinhados com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 das Nações Unidas.”, acrescenta.

O Projeto tem uma duração de 4 anos (2022-2025), na cidade da Beira, e culminará com o apoio a 3 PME’s e o acompanhamento a 20 novas ideias de negócio a serem implementados localmente.

Para Jorge Pereira, Coordenador da UC no Projeto, “a participação da UC no projeto de InovAção Circular, a ser realizado em Sofala, Moçambique, vem na linha das metas de sustentabilidade da Universidade de Coimbra, fazendo jus à classificação de ‘Universidade + sustentável de Portugal’. Acredito que podemos ajudar a estabelecer sinergias sólidas para o aparecimento de empreendedores nesta região de Moçambique, os quais possam contribuir, não só para o crescimento social e económico, mas para que sejam capazes de desenvolver novas soluções alinhadas com os princípios de economia circular e, assim, contribuir para um futuro ambientalmente mais favorável”.