a carregar...

CECES

Centro de Estudos Cooperativos e da Economia Social - FEUC



Apoio

Logo Montepio



Pós-Graduação em Economia Social: Cooperativismo, Mutualismo e Solidariedade

A Pós-Graduação em Economia Social - cooperativismo, Mutualismo e Solidariedade, surge na sequência acumulada pelos Cursos Livres de Cooperativismo e Economia Social organizados pelo CECES entre 2005 e 2007.

O objecto desta pós-graduação é a economia social nas suas várias vertentes organizativas, com destaque para as que têm uma identidade historicamente mais marcada e uma importância social mais nítida, como é o caso das cooperativas, das mutualidades e das instituições de solidariedade social no seu todo. Isso não significa que se ignorem os outros aspectos da economia social.
O modo de abordarmos esta formação é o de suscitar conhecimentos que permitam uma familiaridade maior com os problemas que os protagonistas destas organizações vivem no seu dia a dia, para que possam ser assim ajudados a pilotá-las através das conjunturas socioeconómicas que atravessem.

Neste curso reflecte-se sobre o que é a economia social, sem menosprezar uma análise específica das cooperativas, das mutualidades e das associações de solidariedade social. Serão examinados os fundamentos da gestão das organizações de economia social. Analisa-se a ordem jurídica do cooperativismo, do mutualismo e das instituições de solidariedade social. Avalia-se como se inserem as organizações da economia social na mudança social e a sua articulação com o empreendedorismo social e a sua articulação com as políticas públicas. Aprecia-se a importância da gestão da qualidade na vida das organizações da economia social. Analisa-se como as instituições da economia social se reflectem as políticas de emprego e será destacado o papel que desempenham, ou podem desempenhar nos processos de desenvolvimento social em que se envolvem. Por último, dedicar particular atenção às questões de ética empresarial, projectadas na responsabilidade social das empresas e, por essa via, necessariamente presentes na identidade das organizações de economia social.

Objetivo

Pretende-se suscitar uma familiaridade maior com os problemas que os protagonistas das organizações da economia social vivem no seu dia-a-dia, para que possam ser assim ajudados a pilotá-las através das conjunturas socioeconómicas que atravessem.

Competências a desenvolver

Competências específicas: 1) compreensão do significado da economia social/terceiro sector e outros conceitos à luz de perspetivas do direito, da gestão e de abordagens económicas, sociais e políticas nas organizações e seu ambiente; 2) mobilização destes conceitos e de exemplos práticos para identificação, análise, atuação e comunicação sobre a variedade de organizações, práticas, relações internas e externas e intra e intersectoriais; 3) relacionar criticamente os conteúdos das discussões teóricas e práticas com a formação e experiência profissional; 4) comunicar com outros atores da economia social e do seu ambiente; 5) interpretar transformações económicas, políticas, sociais e organizacionais.

Competências genéricas: 1) capacidade de compreensão, tomada de decisão e resolução de problemas; 2) capacidade de recolha, seleção e mobilização de informação pertinente; 3) capacidade de comunicação oral e escrita e argumentação; 4) reflexão crítica e aplicação de conhecimentos obtidos.

Estrutura

O curso compreende três unidades curriculares abrangentes, organizadas por área disciplinar, versando cada uma sobre vários temas. Para além disso, incluid seis conferências sobre temas de economia social, proferidas por especialistas, nacionais e estrangeiros e seis testemunhos de experiências vividas por alguns protagonistas de organizações da economia social.

Terá a duração de 88 horas (correspondendo a 30 ECTS), decorrendo ao longo de um trimestre às sextas-feiras e aos sábados.

Diploma

A avaliação final do aproveitamento dos alunos terá em conta a sua presença, interesses e participação nas aulas correspondentes aos vários módulos, bem como nas conferências, mas valorizará especialmente a apreciação de uma monografia temática a elaborar por cada um dos alunos e a apresentar em provas públicas, perante um júri constituído por professores do Curso de Pós-Graduação. Uma avaliação final positiva dará acesso à obtenção do Diploma de Pós-Graduação em “Economia Social – cooperativismo, mutualismo e solidariedade”.

O trabalho de monografia visa contribuir para o desenvolvimento de competências de análise da realidade das organizações da economia social, a partir das temáticas tratadas no âmbito do Curso permitindo a opção entre duas estratégias por parte dos estudantes: 1) Aprofundar, de um ponto de vista fundamentalmente conceptual e com base em revisão bibliográfica, um tema abordado nas outras unidades curriculares do Curso; 2) Apresentar e discutir um caso de uma organização que possa servir como referência quanto à forma como tem tratado uma problemática referida nas outras unidades curriculares do Curso à luz dos conceitos, modelos ou referenciais teóricos apresentados.

A frequência de pelo menos 75% da parte letiva sem conclusão do curso permite a obtenção de um Certificado de Frequência.

Destinatários

Destina-se, fundamentalmente, a titulares de uma licenciatura, mas será possível a admissão de candidatos que, não preenchendo esse requisito, tenham uma experiência profissional muito relevante, em qualquer organização da economia social; para isso 20% das vagas serão prioritariamente destinadas a esse tipo de candidatos.

Critérios de Seriação dos candidatos

Curriculum Académico: 5/10

Curriculum Profissional: 4/10

Motivação: 1/10

Saídas Profissionais

Promovendo o desenvolvimento de competências gerais e específicas, o Curso contribui para a melhoria da empregabilidade dos atores envolvidos direta ou indiretamente em temáticas relacionadas com a economia social, nas suas vertentes cooperativa, na mutualista e solidária. Estes podem ser, dirigentes ou quadros de cooperativas, mutualidades e associações, bem como de outras organizações de solidariedade, militantes associativos, ativistas cívicos e solidários, técnicos de autarquias ou de serviços públicos, professores, investigadores ou estudantes. O Curso contribui também para promover o interesse em novas áreas de investigação e profissionalização e para o desenvolvimento competências subjacentes ao desenvolvimento de projetos de empreendedorismo social.

Coordenação

Sílvia Ferreira
Margarida Antunes

Contacto

Escola de Estudos Avançados
Faculdade de Economia
Universidade de Coimbra
Av. Dias da Silva, 165
3004-512 COIMBRA
Telefone: + 351 239 790 501/510
E-mail: eea@fe.uc.pt

VEJA COMO CANDIDATAR-SE