a carregar...

CLP

Centro de Literatura Portuguesa

Bolseiros de Integração na Investigação

 

Projecto: Conto em Perspectiva

Bolseira: Ana Rita Figueiredo
Investigadora responsável: Maria João Simões
Período: 2009-2010



PLANO DE TRABALHOS

O trabalho a desenvolver pela bolseira incidirá sobre o conto literário português. Pretende-se sistematizar informação sobre a disponibilidade dos contos divulgados na internet e facilitar um modo de conhecimento sobre diversos contos através da criação pequenos hipertextos críticos.
O trabalho desenvolver-se-á em várias etapas e distribuídos por um conjunto de tarefas:

1) levantamento e listagem dos contos disponíveis da internet e dos endereços respectivos;
2) familiarização com estudos teóricos e críticos sobre o conto literário;
3) selecção de contos para realização de textos hipercríticos (com ligações a sites de interesse sobre o autor, sobre conceitos teóricos-literários e sobre aspectos histórico-culturais);
4) disponibilização on-line desses hipertextos, no site do Centro de Literatura Portuguesa;
5) apresentação de um relatório de actividades realizadas a enviar para a FCT.

Coimbra, 6 de Abril de 2009

Maria João Simões

Conto em Perspetiva 01
 

Projecto: Nenhum Problema Tem Solução: Um Arquivo Digital do ‘Livro do Desassossego'

Bolseiro: Bruno Daniel Ministro Santos
Investigador responsável: Manuel Portela
Período: 2009-2010



PLANO DE TRABALHOS

O plano de trabalhos a desenvolver pelo bolseiro de investigação seleccionado integra-se no projecto de criação de um arquivo digital hipermédia dedicado à obra ‘Livro do Desassossego’, de Bernardo Soares/Fernando Pessoa. O candidato seleccionado colabora com o investigador responsável na realização de um conjunto de tarefas integradas na primeira fase do referido projecto: 1) levantamento e localização de fontes e materiais; 2) familiarização com os protocolos técnicos de representação textual electrónica (designadamente, com a marcação em linguagem XML); 3) digitalização e transcrição de um conjunto seleccionado de materiais; 4) definição de um modelo da estrutura hipertextual do arquivo (exemplificada com os materiais digitalizados e transcritos), cuja robustez será testada em função dos diversos tipos de utilização e funcionalidade prevista para o arquivo; 5) concepção de um protótipo preliminar do arquivo, identificando os problemas e as soluções encontradas.

Nenhum problema tem solução. Nenhum de nós desata o nó górdio; todos nós ou desistimos ou o cortamos. Resolvemos bruscamente, com o sentimento, os problemas da inteligência, e fazêmo-lo ou por cansaço de pensar, ou por timidez de tirar conclusões, ou pela necessidade absurda de encontrar um apoio, ou pelo impulso gregário de regressar aos outros e à vida. Como nunca podemos conhecer todos os elementos de uma questão, nunca a podemos resolver. Para atingir a verdade faltam-nos dados que bastem, e processos intelectuais que esgotem a interpretação desses dados. 18-7-1916

Livro do Desassossego por Bernardo Soares. Vol. I. Fernando Pessoa. (Recolha e transcrição dos textos de Maria Aliete Galhoz e Teresa Sobral Cunha. Prefácio e Organização de Jacinto do Prado Coelho.) Lisboa: Ática, 1982, p. 157.

Coimbra, 6 de Abril de 2009
Manuel Portela

RESUMO DO RELATÓRIO DO PROJECTO

O projecto «Nenhum Problema Tem Solução: Um Arquivo Digital do 'Livro do Desassossego'» tem como fim último a criação de um arquivo digital da referida obra da autoria de Fernando Pessoa/ Bernardo Soares. Nesta fase, de Abril de 2009 a Abril de 2010, coube-me a mim, enquanto bolseiro do projecto, realizar algumas tarefas preliminares à concretização propriamente dita do projecto em causa. De acordo com o plano à partida estipulado foram desenvolvidas as seguintes fases de trabalho: 1) levantamento e localização de fontes e materiais; 2) selecção de um conjunto de materiais que permita fazer uma amostragem significativa da estrutura do 'Livro do Desassossego'; 3) apresentação pública dos trabalhos realizados e elaboração do relatório final.
Esmiuçando um pouco cada uma destas fases no relativamente curto espaço que este relatório tomará, descreveria a primeira fase como a fase de leitura de prefácios, preâmbulos, notas do editor e outros textos críticos relacionados com a história da edição do 'Livro do Desassossego'. É ao ler aqueles e aquelas que já editaram o Livro que nos damos conta, pela primeira vez, das dificuldades e soluções encontradas para a transcrição, composição e publicação de uma obra. E é do confronto entre as perspectivas dos/as diversos/as editores/as que se podem tirar as primeiras ilações sobre a viabilidade de uma edição electrónica da obra de Bernardo Soares.
Na segunda fase de trabalhos, coube lugar à elaboração de uma matriz exemplificativa da estrutura do 'Livro do Desassossego'. Foram seleccionados trechos da obra tendo em conta as distintas características de cada trecho e a sua expressividade na estrutura geral da obra. No que diz respeito às características dos trechos, foram tidos em conta aspectos tais como: cronologia, materialidade, atribuição de autoria, inclusão no L. do D., proveniência no espólio, núcleos temáticos e ainda outros aspectos relevantes.
Na terceira fase, que culmina precisamente com este relatório, houve espaço para a apresentação pública dos trabalhos levados a cabo. Nessa oportunidade foram revelados pormenores ao nível de conteúdo relativos ao projecto. Neste relatório optei por não o fazer, uma vez que o tornaria exaustivo. Para trabalho futuro relacionado com o projecto «Nenhum Problema Tem Solução: Um Arquivo Digital do 'Livro do Desassossego'» existem uma série de relatórios onde conteúdos da investigação são descritos pormenorizadamente. Tais relatórios foram escritos nas duas primeiras fases do meu trabalho e estão na posse do orientador da investigação.

Coimbra, 15 de Julho de 2010
Bruno Santos

Nenhum Problema Tem Solução
 

Projecto: Corpo e Modernidade: Representações da Deficiência 

Bolseira: Sofia Carvalho
Investigador responsável: Fernando Matos Oliveira
Período: 2009-2010



PLANO DE TRABALHOS

Os estudos sobre a deficiência (disability studies) constituem uma área de cruzamentos disciplinares e representacionais fortemente marcada pela polemização do estético e pela mobilização de argumentos de teor identitário e político. A tematização da “deficiência” pretende convocar também para o território das identidades um vasto projecto actualmente em curso no CLP, dedicado às categorias do estético, contando já com diversos colóquios, encontros e volumes publicados, sobre o “grotesco”, o “trágico” e o “melodrama”. Em contexto português, o desafio passa não apenas pela análise actual dos discursos e das representações do corpo deficiente, mas pela própria urgência em se proceder ao estudo da construção moderna da corporeidade em contexto lusitano, mormente nas suas versões excêntricas, excluídas ou segregadas, considerando as suas implicações estéticas, políticas, legais e económicas. 

O plano de trabalho a desenvolver por Sofia de Carvalho no âmbito da Bolsa de Integração em Investigação (BII) consiste, muito concretamente, na recensão crítica de dois núcleos documentais, com vista ao desenvolvimento de um projecto monográfico nesta área: a literatura de cordel (sobretudo da segunda metade do séc. XVIII e inícios do séc. XIX) e a produção literária de teor realista-naturalista em Oitocentos. 

Coimbra, 13 de Abril de 2009 
Fernando Matos Oliveira

Representações da Deficiência
 

Projecto: Recepção na imprensa de escritores portugueses do século XX-XXI

Bolseira: Tânia Ferreira
Investigadora responsável: Ana Maria Machado
Período: 2009-2010


PLANO DE TRABALHOS

A aluna desenvolverá um trabalho de pesquisa sobre a recepção na imprensa de escritores portugueses do século XX-XXI. Usará como corpora, os jornais Público, Diário de Notícias, Expresso, Jornal de Letras, e revista Ler.
Autores sobre os quais incide a pesquisa: Lídia Jorge, Gonçalo M. Tavares, José Luís Peixoto, Jacinto Lucas Pires, Hélia Correia.
Objectivo: elaborar uma bibliografia por autor; fazer um trabalho de 10 páginas sobre a recepção de um dos autores.

Coimbra, 3 de Abril de 2009
Ana Maria Machado
Receção na Imprensa 01
 

Projecto: Literatura em Folhetim: uma pesquisa nas revistas oitocentistas

Bolseira: Vânia Pinheiro
Investigadora responsável: Maria Helena Santana
Período: 2009-2010



PLANO DE TRABALHOS

O trabalho a desenvolver por Vânia Pinheiro no âmbito da Bolsa de Iniciação à Investigação insere-se no Grupo “Estudos sobre Almeida Garrett e o Romantismo” e tem uma duração prevista de um ano. Consistirá no levantamento, selecção e registo bibliográfico de textos literários (originais e traduções) publicados em revistas literárias do século XIX. Trata-se principalmente de textos narrativos curtos que, na sua maioria, permanecem inéditos ou pouco conhecidos, e cuja inventariação se reveste de grande interesse: o material reunido poderá só por si constituir um “corpus” com interesse histórico-literário e futuramente servir de base de trabalho para estudos mais aprofundados.

A pesquisa será efectuada na biblioteca da Sala Ferreira Lima, na Faculdade de Letras de Coimbra, onde se guarda um importante acervo de revistas literárias oitocentistas, em particular da época romântica. Numa 1ª fase a bolseira tomará contacto com estas publicações e aprenderá a seleccionar os textos relevantes; seguir-se-á o registo sistemático de autores (e/ou pseudónimos), títulos, géneros e, quando necessário, uma breve indicação temática. No final produzirá um relatório que reflectirá o resultado científico obtido da investigação, bem como as competências metodológicas desenvolvidas durante a sua preparação.

Coimbra, 6 de Abril de 2009
Maria Helena Santana

Literatura em Folhetim