Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Recursos Digitais



O Digital, nas suas múltiplas dimensões, constitui uma das prioridades definidas no Plano Estratégico do Centro de Literatura Portuguesa. As transformações em curso nas tecnologias de informação e comunicação têm uma tripla expressão na atividade do CLP: na adoção de metodologias digitais na investigação, na atenção à criação literária digital e na criação de plataformas digitais segundo uma perspetiva de produção de novos recursos, orientados quer para estudantes e investigadores, quer para a comunicação com um público alargado. A atenção dada à mediação digital ao longo dos anos é visível em vários números das duas revistas do CLP (Revista de Estudos Literários e MATLIT), em colóquios internacionais organizados (Estudos Literários Digitais, em 2015; Ensino da Literatura Digital, em 2019, e "Overcoming Divides: Electronic Literature and Social Change", em 2023), em temas de tese de doutoramento e ainda em quatro projetos em desenvolvimento: Dicionário de Personagens da Ficção Portuguesa, Arquivo LdoD, Cartografar Voltaire em Portugal e na Literatura Portuguesa (sécs. XVIII-XXI) e LEPLE: Literatura no Ensino do Português como Língua Estrangeira.



Dicionário de Personagens da Ficção Portuguesa

Dicionário de Personagens da Ficção Portuguesa

O Dicionário de Personagens da Ficção Portuguesa é entendido como resultado extensivo do projeto “Figuras da Ficção”. Nesse contexto, o Dicionário é concebido como uma obra articulada sobre quatro linhas de desenvolvimento: a personagem, enquanto categoria narrativa com reconhecido potencial semântico e diversificada elaboração, em várias épocas e géneros narrativos; a literatura portuguesa, enquanto campo literário que corresponde ao que é usual designar como literatura nacional e determinando o fundamental do corpus de entradas; a história literária, enquanto processo que envolve transformações que incidem sobre a categoria narrativa aqui em causa, designadamente (mas não só) no que toca ao devir de movimentos periodológicos; os estudos narrativos, enquanto campo teórico alargado e interdisciplinarmente enriquecido por extensões que conduzem a narrativas não literárias e não verbais (cinema, jornalismo, televisão, banda desenhada, videogames, etc.), contempladas na medida em que ilustram a sobrevida da personagem literária noutros contextos e suportes, com destaque para a questão da transposição intermediática.



Arquivo LdoD

Arquivo LdoD: Arquivo Digital Colaborativo do Livro do Desassossego

O Arquivo LdoD é um arquivo digital colaborativo do Livro do Desassossego de Fernando Pessoa. Contém imagens dos documentos autógrafos, novas transcrições desses documentos e ainda transcrições de quatro edições da obra. Além da leitura e comparação das transcrições, o Arquivo LdoD permite que os utilizadores colaborem na criação de edições virtuais do Livro do Desassossego. Inclui ainda um módulo de escrita que, futuramente, permitirá aos utilizadores escreverem variações a partir dos fragmentos do Livro. Deste modo, o Arquivo LdoD combina um princípio representacional com um princípio simulatório: o primeiro consiste na representação da história e dos processos de escrita e de edição do Livro; o segundo consiste na possibilidade de os utilizadores assumirem diferentes papéis no processo literário (ler, editar, escrever), usando a flexibilidade do meio digital para experimentarem o Livro do Desassossego como máquina literária.


Cartografar Voltaire_imagem

Cartografar Voltaire em Portugal e na Literatura Portuguesa (sécs. XVIII-XXI)

O projeto «Cartografar Voltaire em Portugal e na Literatura Portuguesa» visa estabelecer e analisar o “corpus” das traduções portuguesas das obras de Voltaire – ficção narrativa e dramática, épica, ensaios filosóficos e políticos – desde o final do século XVIII até à contemporaneidade. O projeto, inovador no panorama português, apresenta uma dimensão interdisciplinar associando Estudos de Tradução, Teoria Literária, da Cultura e da História. É, igualmente, um projeto pioneiro pelas sinergias que congrega entre universidades, contribuindo para a criação futura de uma rede com projetos conexos (em França, Itália, Reino-Unido, Alemanha, Holanda, Hungria, Rússia, Japão e China), com o objetivo de estabelecer uma cartografia europeia/mundial de Voltaire. Privilegia, ainda, uma abordagem epistemologicamente atual da relação entre períodos históricos, associados a fenómenos de Censura (Inquisição, Estado Novo), Literatura, Literatura estrangeira e Tradução. O projeto abre-se às Humanidades Digitais e assume-se como uma metodologia inovadora de investigação, no domínio das cartografias literárias/culturais. Os materiais disponibilizados, online, serão fundamentais, do ponto de vista teórico e metodológico, para a formação avançada de investigadores associados a programas de doutoramento e pós-doutoramento de Estudos Literários, Culturais e de Tradução.


Senhor Ventura_imagem

LEPLE: Literatura no Ensino do Português como Língua Estrangeira

O projeto LEPLE (Literatura no Ensino de Português como Língua Estrangeira) tem como principal objetivo introduzir a leitura extensiva de contos retextualizados da literatura portuguesa dos séculos XIX-XXI, no ensino de Português como língua estrangeira (PLE). Numa primeira fase, o projeto visa o nível de iniciação (A1, segundo o Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas). A definição do corpus teve em conta a presença dos textos no cânone escolar. Assim, procedeu-se à retextualização da novela O Senhor Ventura, de Miguel Torga, e à sua testagem em sala de aula; e retextualizaram-se mais quatro contos (Eça de Queirós, “A aia”; Vergílio Ferreira, “A estrela”; Mário de Carvalho, “Jano”; Lídia Jorge, “A instrumentalina”) que, após testagem, serão introduzidos na plataforma Moodle da Universidade de Coimbra, mediante colaboração do Ensino a Distância. A nova plataforma, em construção, contemplará as adaptações, ilustrações e hiperligações para esclarecimento lexical, exercícios de compreensão e ficheiros áudio.



Outros Recursos

Edição digital da Revista de Estudos Literários: 13 números publicados (2011-2023).

Edição digital da revista MATLIT: Materialidades da Literatura: 14 números publicados (2013-2023).

Eça de Queirós: Investigação, ensino e debate sobre temas queirosianos (2012-): blogue dedicado à disseminação da investigação sobre Eça de Queirós e dos resultados do projeto de Edição Crítica das suas obras.

Figuras da Ficção (2012-): blogue dedicado à disseminação das atividades e resultados do projecto do mesmo nome.

Materialidades da Literatura (2010-): sítio web do Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura dedicado à divulgação das atividades do Programa.

MATLIT LAB: Laboratório de Humanidades (2019-): sítio web dedicado a projetos e atividades de conhecimento humanístico aplicado e investigação baseada na experimentação literária e artística.

Estudos Literários Digitais | Digital Literary Studies (2015): colóquio internacional dedicado às metodologias digitais na investigação literária.

Ensino da Literatura Digital / Teaching Digital Literature (2019): colóquio internacional sobre as práticas de ensino da literatura digital nos vários níveis escolares. 

Overcoming Divides: Electronic Literature and Social Change (2023): colóquio e festival da Organização de Literatura Eletrónica.

Vox Media: A Voz na Literatura (2016-): sítio web dedicado à disseminação das atividades e resultados do projeto do mesmo nome.



Galerias Digitais

Language and the Interface: An Exhibition (2015): exposição sobre literatura eletrónica com curadoria de  Daniela Côrtes Maduro, Ana Marques da Silva e Diogo Marques, produzida no âmbito do CLP.

Arborescent || Resistance (2023): exposição de obras de literatura eletrónica apresentadas no festival "Overcoming Divides: Electronic Literature and Social Change". Organização de Daniela Côrtes Maduro, Alex Saum-Pascual, Manuel Portela e Rui Torres, produzida no âmbito do CLP.

Kids e-Lit Exhibition: Read, Imagine, Play (2023): exposição sobre literatura eletrónica infantil e juvenil com curadoria de Ana Maria Machado, Ana Albuquerque e Aguilar, e Jaqueline Conte, produzida no âmbito do CLP.



Publicações Selecionadas [literatura e cultura digital]

Enslen, Joshua Alma. Song of Exile: A Cultural History of Brazil’s Most Popular Poem, 1846–2018. West Lafayette, IN: Purdue University Press, 2022. https://docs.lib.purdue.edu/psrl/1/

Enslen, Joshua Alma; Alaina Enslen. "Bird-Watching: Visualizing the Influence of Gonçalves Dias’ “Canção do Exílio”" Chiricú Journal: Latina/o Literatures, Arts, and Cultures 1.2 (2017): 127-148.

Maduro, Daniela Côrtes, ed., Digital Media and Textuality: From Creation to Archiving. Beilefeld: transcript verlag, 2017.

Portela, Manuel; Daniela Côrtes Maduro, eds., Re-Auto-Meta Arquivo: Formas e Transformações do Arquivo, Porto: Publicações Fundação Fernando Pessoa. 

Portela, Manuel. Literary Simulation and the Digital Humanities: Reading, Editing, Writing. New York: Bloomsbury, 2022.

Portela, Manuel; Ana Marques da Silva. "A Strange Metapaper on Computing Natural Language." electronic book review. 02-09-2018.

Portela, Manuel. "Writing under Constraint of the Regime of Computation." Joseph Tabbi, ed. The Bloomsbury Handbook of Electronic Literature. London: Bloomsbury, 2017. 181-200.

Teses de Doutoramento: