Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Área de Medicina Dentária distinguida na Reunião Anual da SPPI

19 fevereiro
Os docentes Sérgio Matos, Orlando Martins e Tony Rolo
Os docentes Sérgio Matos, Orlando Martins e Tony Rolo
© DR

No decurso da Reunião Anual da Sociedade Portuguesa de Periodontologia e Implantes (SPPI), realizada recentemente, pela primeira vez em formato digital , a FMUC arrecadou os prémios de "Melhor Trabalho de Investigação e "Melhor Caso Clínico".

Assim , o trabalho "Alterações do volume, diâmetro e resistência após implantoplastia: estudo in vitro"*, de Diogo Banaco, Carolina Varela, João Carlos Ramos e Orlando Martins, recebeu o prémio  de Melhor Trabalho de investigação; o prémio de Melhor Caso Clínico foi atribuído ao trabalho "Versatilidade da técnica de tunelização na reconstrução gengival em redor de dentes"**, da autoria de Sérgio Matos, Daniela Santos Silva e Tony Rolo.

A Reunião Anual SPPI, que contou com a participação de especialistas nacionais e internacionais, teve como presidente da Comissão Organizadora o docente Tony Rolo,  versando o programa nos principais desafios da prática clínica atual da Periodontologia e da Implantologia.

* Alterações do volume, diâmetro e resistência após implantoplastia: estudo in vitro - Diogo Banaco, João Carlos Ramos, Carolina Varela, Orlando Martins.

O presente trabalho segue uma linha de investigação desenvolvida por docentes dos Institutos de Periodontologia e Instituto de Dentisteria Operatória da Área de Medicina Dentária, relacionada com o tratamento de uma patologia que pode afetar os implantes dentários, a peri-implantite. Desenvolvido no Laboratório de Ensaios Mecânicos da FMUC este projecto estabeleceu igualmente sinergias com a comunidade empresarial de Coimbra.  

A peri-implantite é uma patologia emergente, de elevada prevalência, origem bacteriana, e que se traduz numa inflamação e infeção dos tecidos que suportam os implantes, acarretando a perda do respetivo suporte ósseo e consequente perda de osteointegração. Um dos possíveis tratamentos cirurgicos é a implantoplastia. Esta caracteriza-se pelo acesso à superfície não osteointegrada do implante dentário, o seu polimento de acordo com um protocolo específico e a consequente remoção da camada bacteriana que a coloniza. Contudo este procedimento provoca alterações estruturais no corpo do implante dentário.

A abordagem pré-clínica desenvolvida por este grupo de investigação pretendeu avaliar, in vitro, as alterações de volume, diâmetro e resistência do implante dentário provocadas pela implantoplastia. Dentro das limitações inerentes a este tipo de estudo foi possível concluir que as reduções de diâmetro e volume obtidos pelo protocolo cirurgico estabelecido não tiveram impacto na Força máxima (Fmax) suportada pelos implantes. Da mesma forma a implantoplastia não mostrou impacto na resistência ao teste de compressão. Estes resultados poderão estar na base de um adequado protocolo cirurgico para tratamento da peri-implantite, contudo são necessários mais estudos.

**  Versatilidade da técnica de tunelização na reconstrução gengival em redor de dentes - Sérgio Matos, Daniela Silva, Tony Rolo.

O trabalho clínico incide na descrição de um tratamento cirúrgico para recessões gengivais. Estas têm uma elevada prevalência em adultos, com tendência para aumentar com a idade. Estima-se que mais de 50% de pessoas entre os 18 e os 64 anos e 88% de pessoas com mais de 65 anos apresentam recessões gengivais. Este tipo de deformidades mucogengivais pode acarretar problemas estéticos significativos na harmonia de um sorriso, hipersensibilidade, predisposição de lesões radiculares e dificuldades na manutenção de uma higiene oral adequada.
O presente trabalho descreve uma técnica cirúrgica, designada de tunelização, livre de incisões visíveis nas papilas interdentárias combinada com enxerto de tecido conjuntivo recolhido do palato. Esta técnica pressupõe a utilização de instrumental de microcirurgia e lupas de magnificação, possibilitando uma elevada eficácia e previsibilidade no recobrimento radicular em múltiplas indicações clínicas, associada a uma elevada estética e uma cicatrização pós-operatória optimizada sem complicações ou com efeitos adversos.