Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO
VERSÃO BETA

O Estudo Geral - Repositório digital da produção científica da Universidade de Coimbra



Estudo Geral é o nome do Repositório Digital da Produção Científica da Universidade de Coimbra (UC), cujo objetivo consiste em divulgar conteúdos digitais de natureza científica de autores ligados à Universidade de Coimbra. A sua criação insere-se no movimento de Acesso Livre (Open Access) à literatura científica, que deu origem a várias Declarações e Recomendações, das quais se destacam a Budapest Open Access Initiative e a Declaração de Berlim sobre o Acesso Livre ao Conhecimento.

O Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP), que subscreveu a Declaração de Berlim, emitiu, em Novembro de 2006, uma Declaração em que manifesta a sua adesão aos princípios norteadores deste movimento e em que recomenda a criação de Repositórios Institucionais e a definição de políticas institucionais de depósito das suas publicações científicas e académicas.

A Universidade de Coimbra subscreveu estes princípios no início de 2007 e, a 30 de junho de 2008, apresentou publicamente o seu repositório digital, manifestando, deste modo, o interesse em aumentar a sua presença na rede informática mundial, à semelhança de outras grandes universidades nacionais e internacionais, sendo cada vez mais - e também por essa via - um emissor de conhecimento e cultura.

O Estudo Geral pretende, assim, aumentar a visibilidade, acessibilidade e difusão dos resultados da investigação científica e, mais em geral, da atividade académica da Universidade de Coimbra, nomeadamente dando a conhecer não só os trabalhos de pós-graduação como a restante produção científica da comunidade universitária e, sempre que possível, disponibilizando o seu texto integral à mesma comunidade e à sociedade em geral.

O Estudo Geral é gerido e desenvolvido pelo SIBUC (Serviço Integrado das Bibliotecas da Universidade de Coimbra) que, deste modo cumpre, com a diretiva de integração de todos os recursos digitais da UC enunciada no Relatório “ Reorganização e Reestruturação das Bibliotecas da Universidade de Coimbra” e conta com a colaboração do Instituto de Investigação Interdisciplinar da Universidade de Coimbra (IIIUC) e da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT).

Numa primeira fase, o arquivo da produção científica foi realizado apenas pelo SIBUC. Numa segunda fase, logo que o projeto se abriu à comunidade académica, a organização de comunidades científicas por área do conhecimento no Estudo Geral, permitiu que houvesse condições para que os próprios autores pudessem fazer o autodepósito dos seus documentos.

Aproveitando a mesma plataforma informática, com o duplo objetivo de facilitar o acesso e de promover a desmaterialização dos documentos, o Serviço de Gestão Académica (SGA) e o SIBUC estabeleceram uma parceria para disponibilizar, numa área reservada intitulada Provas Académicas, a produção científica dos candidatos a Provas de Agregação e similares; mais tarde, em 2013, alargarem esta funcionalidade às Provas de Doutoramento. Deste modo, os elementos do júri,  e o candidato, têm acesso remoto, mediante password, aos documentos em formato digital. Terminadas as provas, essa documentação em formato digital passará a ser disponibilizada, se o autor autorizar, no todo ou em parte, no Estudo Geral.

As questões de direitos de autor estão devidamente acauteladas. Os autores da Universidade de Coimbra são encorajados a conceder autorização – não exclusiva – de afixação no Estudo Geral de documentos em formato eletrónico. Com a concessão desta licença não‑exclusiva para arquivar e dar acesso ao seu trabalho, os docentes e investigadores continuam a manter todos os seus direitos de autor.

É parte integrante do RCCAP - Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal.