Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

"Uma análise sobre os modos de transmissão da COVID-19 à luz dos conceitos de Qualidade do Ar Interior"

pelo professor catedrático e coordenador da Iniciativa Energia para Sustentabilidade da UC, Manuel C. Gameiro da Silva.
31 março

noticias.uc.pt

Pdf (EN)

Pdf (PT

Introdução

As dúvidas suscitadas ao autor relativamente à importância que as autoridades de saúde, quer a nível  nacional, quer a nível internacional, atribuem ao papel que desempenham os diferentes modos de transmissão na propagação das infeções virais e as consequências que daí podem advir constituíram a motivação principal para a redação do presente texto. 

Tem vindo a ser repetidamente afirmado que a transmissão se faz maioritariamente por contato e através  das gotas que, emitidas pela pessoa infetada, atingem no seu percurso o recetor sensível, pelo que se se mantiver uma distância de segurança da ordem de 1 a 2 m, se minimizará fortemente o risco de contaminação e de propagação da doença. 

Considera o autor que, sem que haja uma evidência científica que o justifique, se tem menorizado o papel  que pode ser desempenhado pela transmissão através do modo de partículas em suspensão e que, em consequência, se têm desaconselhado algumas das medidas de proteção que, provavelmente, estarão na base das taxas de propagação da epidemia mais modestas em alguns países asiáticos. 


https://edificioseenergia.pt/