Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Conferência Internacional “A justiça episcopal e os seus impactos no império ultramarino português, 1514-1750”

Convite à apresentação de comunicações | Conferência Internacional “A justiça episcopal e os seus impactos no império ultramarino português, 1514-1750” | 10 e 11 de dezembro de 2021 | Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (Portugal)
5 maio, 2020
justiça episcopal
justiça episcopal

Organizada no âmbito do Projecto ReligionAJE [ver: http://www.uc.pt/fluc/religionAJE], que tem como objetivo principal averiguar como é que o episcopado, a sua rede de agentes e as suas estruturas administrativas e de justiça atuaram e contribuíram para a difusão e conformação do cristianismo no império português, esta Conferência Internacional visa promover a reflexão e o debate sobre as estruturas e dinâmicas de actuação da justiça episcopal nos territórios ultramarinos de presença portuguesa, e aferir o impacto da sua relação com outros poderes e com as populações. Na verdade, pouco se sabe sobre a história dos dispositivos judiciais diocesanos no pluricontinental império português. Entre muitos outros aspetos desconhece-se como estavam estruturados; como se provia a sua sustentação económica; quais foram os resultados da sua acção; em que sentido influenciavam a vida diocesana; quem eram os seus agentes, que formação tinham e como desempenharam os respectivos ofícios; como se estruturaram as suas carreiras; de que mecanismos internos ou externos dispunham para erradicar situações de corrupção; que articulação revelaram com outros poderes; e que impacto tiveram nos comportamentos da cristandade. Para constituir um fórum alargado de discussão e produção de conhecimento sobre estes temas e outros conexos incentiva-se o envio de propostas de investigadores experientes e já autores de trabalhos consolidados, bem como as pesquisas em curso de investigadores mais jovens que, recorrendo a escalas variadas, do indivíduo ao colectivo, da paróquia à diocese, ou às dioceses de um ou mais continentes, estejam relacionadas com os seguintes tópicos:


- As estruturas dos tribunais episcopais: orgânica e capilaridade territorial;

- A sustentação económica da máquina judicial;

- Jurisdição eclesiástica, multinormatividade e relação entre os diversos foros de justiça;

- Circuitos de informação, formas e instâncias de apelação;

- Casos reservados e esferas intermédias da justiça (foro da consciência);

- Mecanismos de inspeção interna e externa dos tribunais;

- Formação, percursos, carreiras, perfis e redes clientelares dos agentes da justiça episcopal;  

- A condição jurídica das populações indígenas;

- O saber jurisprudencial, a doutrina dos autores, as escolas, as correntes e as metodologias jurídicas nas alegações em sede de juízo;  

- Os resultados da acção judicial e o impacto nos comportamentos da cristandade.


Datas importantes

Envio de propostas: até às 23h59m do dia 31 de março de 2021.


Decisão da aceitação/recusa comunicada até ao dia 30 de abril de 2021.


Submissão

Todas as propostas devem ser submetidas para o seguinte email religionaje@gmail.com, redigidas em língua portuguesa ou inglesa, e conter: título, nome, email e endereço do(s) autor(es); filiação institucional; e resumo (máximo de 250 palavras).


Outras informações

As decisões de aceitação/recusa de propostas terão em conta a sua clareza, pertinência, ineditismo, coesão e rigor académico.


A inscrição está isenta de taxas.


As apresentações não deverão exceder 20 minutos.

 

Apresentações/debates na conferência: Língua Portuguesa e Língua Inglesa.


Comissão Executiva

José Pedro Paiva |CHSC da Universidade de Coimbra|; Jaime Ricardo Gouveia |CHSC da Universidade de Coimbra |; Evergton Sales Souza |Universidade Federal da Bahia|; António Vítor Ribeiro | CHSC da Universidade de Coimbra |.


Comissão Científica

Ana de Zaballa Beascoechea |UNiv. do País Basco|; Ângela Barreto Xavier |ICS – Universidade de Lisboa|; Benedetta Albani |Max Planck Max Planck Institute for European Legal History |; Bruno Feitler |Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP|; Francisco Bethencourt |King’s College London|; Giuseppe Marcocci  |University of oxford, Exeter College|; Inês G. Zupanov |Centre National de la recherche scientifique - CNRS|; Jorge Traslosheros |UNAM|; Liam Matthew Brockey |Michigan State University - MSU|; Macarena Cordero Fernández |Univ. de los Andes, Chile|; Pedro Manuel Guibovich Pérez |Univ. Católica do Peru|; Stuart B. Schwartz |Yale University|.