Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Doutoramento em Engenharia Electrotécnica e de Computadores

O curso de doutoramento em Engenharia Electrotécnica e de Computadores corresponde ao 3º ciclo de estudos em Engenharia Electrotécnica e de Computadores. O curso tem uma estrutura curricular organizada por cinco ramos de especialização: Automação e Robótica, Computadores e Electrónica, Energia, Materiais e Dispositivos, e Telecomunicações. É constituído por uma primeira parte curricular (1º ano) que inclui 5 Unidades Curriculares (UCs), sendo 4 de carácter opcional de 6 ECTS cada, com condicionamentos por ramo de especialização, e 1 obrigatória de 36 ECTS, o Projecto de Tese no ramo de especialização. A segunda parte do curso (2º e 3º anos) é destinada à elaboração de uma Tese que corresponde a 120 ECTS.

Projecto de tese

O Projecto de Tese corresponde a um documento escrito que deverá incluir, entre outros elementos, um levantamento detalhado sobre o estado da arte e trabalho relacionado com o tema de investigação, a descrição do(s) problema(s) que se pretende resolver e um plano de trabalhos. O projecto de tese será avaliado numa sessão pública por um júri constituído por pelo menos três docentes.

Após o candidato realizar as unidades curriculares e ser aprovado no Projecto de Tese, irá dedicar-se ao trabalho de investigação planeado. Esse trabalho de investigação será orientado por um Professor da FCTUC. A escolha do orientador é feita livremente pelo candidato, desde que aquele aceite essa orientação. O Coordenador do programa poderá auxiliar o candidato na definição do seu tema de investigação e na procura do respectivo orientador.

Tese

A elaboração da Tese nos 2º e 3º anos corresponde a um total de 120 ECTS, 60 ECTS por ano. A inscrição na Tese está condicionada à aprovação no Projecto de Tese. Nesta fase do curso, o candidato deverá desenvolver um trabalho de investigação conducente à elaboração de uma Tese, que será avaliada por um júri designado sob proposta da Comissão Científica, que incluirá elementos de outras universidades.

Lista das Unidades Curriculares

Na parte curricular do curso (1º ano), o candidato pode escolher 4 unidades curriculares (UCs), de 6 ECTS cada, de entre as UCs optativas que integram o plano de estudos. Todavia, esta escolha é condicionada por ramos de especialização, devendo pelo menos 3 das UCs ser escolhidas obrigatoriamente do ramo de especialização do candidato.

NOTA: Em cada edição do curso poderão não funcionar algumas das unidades curriculares, sendo actualizada todos os anos a lista das UCs que são asseguradas no corrente ano letivo.

A escolha das unidades curriculares deverá ser feita com o aconselhamento do orientador tendo em conta as necessidades de formação do candidato e o tema de investigação da tese.

Plano de estudos

O plano de estudos encontra-se disponível em
https://apps.uc.pt/courses/pt/course/323

Condições de acesso

1. Podem candidatar-se ao ingresso no Doutoramento em Engenharia Electrotécnica e de Computadores: 

a) Os titulares do grau de mestre ou equivalente legal em Engenharia Electrotécnica, Engenharia Electrónica, Engenharia Telecomunicações, Engenharia Informática, Engenharia Física, Engenharia Biomédica ou qualquer outra engenharia afim; 

b) Os titulares do grau de licenciado, obtido há pelo menos 2 anos e com média não inferior a 16 valores, em Engenharia Electrotécnica, Engenharia Electrónica, Engenharia Telecomunicações, Engenharia Informática, Engenharia Física Engenharia Biomédica ou qualquer outra engenharia afim, detentores de um currículo escolar ou científico especialmente relevante que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos; 

c) Em casos devidamente justificados, os detentores de um currículo escolar, científico ou profissional relevante para a frequência deste ciclo de estudos e que, como tal, seja reconhecido pelo Conselho Científico da FCTUC, nos termos que se seguem, devendo os candidatos obter uma avaliação curricular igual ou superior a 14 valores. O avaliador da candidatura avalia o curriculum dos candidatos, atribuindo-lhe uma classificação na escala de 0 a 20 nos critérios i) e ii) e respetivas ponderações: i) Curriculum escolar, considerando a classificação final do(s) curso(s) realizados pelos candidatos (60 %); ii) relevância do(s) curso(s) realizados para a área científica do ciclo de estudos a que se candidata; Curriculum científico, ponderando a participação dos candidatos em congressos, seminários, projetos de investigação, número e qualidade científica das publicações, prémios e elementos análogos, desde que se trate de atividades na área científica do ciclo de estudos em apreço; e Curriculum profissional, ponderando a duração e natureza das funções profissionais exercidas na área científica do ciclo de estudos em apreço (40 %). 

2 - O reconhecimento a que se referem as alíneas b) e c) do n.º 1 tem como efeito apenas o acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de doutor e não confere ao seu titular a equivalência ao grau de licenciado  ou mestre, ou o seu reconhecimento.

A informação disponibilizada não dispensa a consulta do Aviso de Abertura disponível nesta página.

Candidaturas

As candidaturas são feitas on-line na página da Universidade de Coimbra respectiva (ver http://www.uc.pt/candidatos/escola_3) em três fases/períodos, nas datas indicadas nessa página.