Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

ARQUIVO 2013

COLÓQUIO

 “Em torno da publicação, em 1563, da Ode Aquele único exemplo...” | 5 juL. | 10h15 | Auditório Biblioteca Nacional de Portugal

Evento realizado no âmbito da mostra Aquele único exemplo... 450 anos da lírica de Camões, patente na BNP até 30 de agosto de 2013.

"Aquele único exemplo…" é o primeiro poema de Luís de Camões, impresso, hoje conhecido. É uma «Ode ao Conde de Redondo», pedindo a proteção para um livro de um amigo. Integra o conjunto de paratextos dos Coloquios dos simples, e drogas he cousas medicinais da India, de Garcia de Orta. Ganhou letra de forma, em Goa, em 1563, por Ioannes de Endem, um impressor alemão que havia pouco tempo instalara o seu prelo na Índia portuguesa.

Se a Lírica de Luís de Camões é hoje abundante, a sua quase totalidade só foi publicada depois da morte do poeta. Para além de Os Lusíadas (Lisboa, 1572), só foram divulgados, em vida do autor, três poemas: a ode; uma elegia e um soneto, ambos publicados na Historia da Prouincia Sancta Cruz, de Pero de Magalhães de Gândavo, Lisboa, 1576.

No âmbito desta iniciativa, José Carlos Seabra Pereira, Coordenador Científico do CIEC e responsável pela linha de investigação “Edição de textos camonianos”, dinamizou um seminário sobre os problemas levantados na edição crítica da Ode. Proferiu, além disso, a conferência de encerramento do Colóquio.

 Maria Vitalina Leal de Matos, Investigadora Integrada do CIEC, apresentou a lição de abertura dedicada ao tema “Camões na Índia e as relações literárias de Camões”.

Programa

Aquele unico exemplo



DIA CARLOS QUEIROZ no Centro Cultural de Belém

19 de Maio, 14h30 às 19h30 | Pequeno Auditório

Em parceria com o Centro Nacional de Cultura e o Centro Cultural de Belém, Maria Bochicchio, Investigadora Integrada do CIEC, organizou um evento evocativo do poeta Carlos Queiroz, tendo José Carlos Seabra Pereira proferido a conferência de abertura intitulada “Carlos Queiroz e o efeito Camões – "um uso mais moderno”.

O CIEC assegurou a publicação das intervenções que tiveram lugar neste encontro, dando origem ao volume Carlos Queiroz (1907-1949) – Retrato de um poeta pelos seus amigos, Coimbra, CIEC, 2015.

Programa



Carlos Queiroz